Detalhes do Renault Captur 1.6 Life automático, para o público PCD

Eis a nova geração do Hyundai Sonata


A Hyundai revela na Coreia do Sul a sétima geração do Sonata, uma extensa evolução sobre o anterior (à esquerda): o sedan cresceu 3,5 centímetros em comprimento com os novos para-choques (resultando em 4,85 m) e três centímetros em largura (1,86 m), permanecendo com 1,47 metro de altura e 2,80 metros de distância entre-eixos. A nova carroceria (com 41% mais rigidez torcional) possui traços harmônicos, com frente que lembra o chinês Mistra e a nova geração do Genesis, e traseira com um quê do primo de projeto Kia Optima, embora o retângulo preto na grade, abaixo do logo da Hyundai, cause estranheza. 




A nova geração do Sonata traz sete airbags, bancos traseiros aquecíveis, sistema de alerta de colisão traseira, controlador de velocidade inteligente, Lane Departure Warning (alerta sonoro e visual em mudanças de faixa não sinalizadas), alerta no retrovisor de veículos em pontos cegos, faróis bi-xenônio direcionais, controles eletrônicos de tração e estabilidade, sistema de estacionamento automático, seletor de modos de condução (Normal/Sport/Eco), central multimídia BlueLink com tela sensível ao toque de 8 polegadas, quadro de instrumentos com tela digital (simulando conta-giros e velocímetro analógicos) de 4,2 polegadas, cortinas acionadas eletricamente nos vidros laterais traseiros e para-brisa traseiro, entre outros itens.


Há três opções de motorização: 2.0 CVVL de 172 cavalos/20,5 kgfm @ 4800 rpm, com consumo de até 10,5 km/l na cidade e 14,8 km/l na estrada, 2.0 movido a GLP (com motor a combustão de 151 hp) e 2.4 GDi, com 193 cv, torque de 25,2 kgfm @ 4000 rpm e consumo de 10,0 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada. O câmbio, seja manual ou automático, possui seis marchas.

Ainda não há previsão da chegada do Sonata 2015 no Brasil. A geração anterior teve suas vendas interrompidas, após uma discreta intervenção estética no ano passado (leia mais aqui). Nos Estados Unidos, esta nova geração será apresentada no Salão de Nova York, em abril. 


Comentários