Enfim, os detalhes oficiais do Toyota Corolla 2015


De seis em seis anos, desde sua produção em Indaiatuba (SP), o Toyota Corolla é submetido a modificações marcantes. Em 2002, sua reformulação contou com com participação de Brad Pitt em sua publicidade; em 2008, a nova geração que desbancou o New Civic como sedan médio mais vendido no ano seguinte, e agora, o Novo Corolla, como ano-modelo 2015, chega às concessionárias brasileiras no dia 13, com início de vendas programado para o dia 14. Serão oferecidas três versões: 1.8 GLi (ausente nestas fotos de imprensa, com câmbio manual de seis velocidades, sendo a transmissão CVT Multi-Drive opcional), XEi e Altis, ambos 2.0 e equipados com o câmbio Multi-Drive.




Externamente, as modificações do Corolla foram extensas a ponto de haver pouquíssimas lembranças da geração anterior. tem início em sua qualidade construtiva. A frente ostenta faróis prolongados (com LEDs, porém sem xenônio, na versão Altis) que se fundem à grade cromada e para-choque com vincos fortes. Sua lateral traz linhas das janelas mais abruptas, maçanetas mais modernas e vincos suaves, enquanto a traseira exibe lanternas mais esticadas, com recorte mais ousado (apenas posição dos emblemas, placa de licença e refletores relembram o Corolla anterior). Sua carroceria está mais rígida e maior: em comprimento, recebeu 8 centímetros (totalizando 4,62 metros), em largura, 15 cm (resultando em 1,775 m), a base do banco traseiro e o encosto do banco dianteiro ganhou 7,5 cm de espaço, o espaço para joelhos dos passageiros do banco de trás aumentaram 8,5 cm (totalizando 70,6 centímetros), o espaço para os pés cresceu 9,2 centímetros e a distância entre-eixos aumentou significativos 10 centímetros (totalizando 2,70 metros). Os bancos (os dianteiros, mais finos) receberam espumas de revestimento mais densas e com abas laterais maiores. O ajuste de altura do banco desloca-se verticalmente em 6 cm (contra 4,5 cm do Corolla anterior) e o ajuste de profundidade foi ampliado de 24 cm para 26 cm.
 

O interior (ao lado, o painel anterior) privilegia o silêncio a bordo, com a instalação de mantas acústicas em diversos pontos da carroceria e carpete com tratamento especial no assoalho. A 100 km/h, o Novo Corolla gera 63,8 decibéis, contra 66,6 decibéis registrados pela geração anterior. Entretanto, o painel dianteiro traz formas e detalhes um tanto ultrapassados frente aos concorrentes. Sua parte central é assimétrica, as saídas de ar-condicionado são quadradas e contam com um pequeno relógio digital azul (que faz relembrar o Ford Del Rey), detalhes que contrastam com o computador de bordo no display de cristal líquido entre os instrumentos (nas versões XEi e Altis), inspirada nos modelos da Lexus, e a tela multimídia de 6,1 polegadas, que reúne funções do áudio, GPS, câmera de ré, conexões para dispositivos USB e iPod, Bluetooth, leitor de DVD e TV Digital.

A versão de entrada GLi é  equipada com direção elétrica progressiva, ar-condicionado manual, chave-canivete, com comandos do alarme integrado, porta-objetos nas portas e no console central, computador de bordo com funções de consumo médio, consumo instantâneo, indicador Eco Drive, autonomia, velocidade média, tempo de percorrido, controle de iluminação do painel e temperatura externa; coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, hodômetro e relógio digitais, sistema de som entradas para dispositivos USB e iPod, além de Bluetooth; vidros e retrovisores elétricos e volante multifuncional. Já a versão XEi vem com ar-condicionado automático digital, computador de bordo com indicador de velocidade instantânea, vidros elétricos acionados por um toque nas quatro portas, banco traseiro bipartido (60/40) com descanso de braço central e porta-copos integrado, controlador de velocidade e retrovisor interno eletrocrômico. A central multimídia, com tela de 6,1 polegadas é opcional.


A versão topo de linha Altis traz todos os itens da versão XEi, além de luzes diurnas de LED, abertura e partida sem uso da chave, ajuste elétrico do banco do motorista, retrovisores externos rebatíveis eletricamente e acendimento automático dos faróis.

De série, as versões GLi e XEi trazem cinco airbags (dois frontais, dois laterais dianteiros e um para os joelhos do motorista), sistema ISOFIX de fixação de cadeiras infantis no banco traseiro, travamento automático das portas a 20 km/h, cintos de segurança com pré-tensionador e freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem. A versão Altis traz mais dois airbags do tipo cortina.
Seu porta-malas manteve a capacidade de 470 litros.




Há duas opções de motorização para o novo Corolla: 1.8 Dual VVT-i 16v de 139/144 cavalos e 17,7/18,4 kgfm de torque @ 4200 rpm (com gasolina/etanol, respectivamente) e  2.0 Dual VVT-i 16v de 143/154 cv e 19,4/20,3 kgfm @ 4000/4800 rpm (também com gasolina/etanol, nesta ordem). Os dois motores contam com bloco e cabeçote de alumínio e sistema de partida a frio que dispensa o tanquinho de gasolina.

Na versão GLi, o câmbio é manual de seis marchas, sendo a transmissão CVT Multi-Drive opcional nela e presente nas demais versões. Seu software de gerenciamento que simula sete marchas, mesmo na posição Drive. As trocas de marcha ocorrem exclusivamente na alavanca de câmbio, na versão GLi, ou por borboletas atrás do volante nas versões XEi e Altis, que trazem ainda o botão Sport, que altera o gerenciamento da transmissão para um comportamento dinâmico mais esportivo. Equipado com este câmbio, o Corolla acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos (melhoria de 15% em relação ao Corolla 2.0 anterior, mas num patamar abaixo dos sedans turbinados - Peugeot 408 THP, Citroën C4 Lounge Exclusive THP, Renault Fluence GT e Volkswagen Jetta TSI). O tempo de retomada de 80 a 100 km/h foi 27% melhor. O Corolla obteve nota A em todas as versões de motorização/transmissão no Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro.

O Corolla GLi alcançou 7,2 km/l de etanol na cidade e 8,7 km/l na estrada. Com gasolina, as médias foram de 10,6 km/l na cidade e 12,6 km/l na estrada. A versão XEi obteve 7,8 km/l na cidade e 9,2 km/l na estrada usando etanol, e 11,4 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada usando gasolina. Já as médias de consumo do Altis foram de 7,4 km/l na cidade e 9,1 km/l na estrada, com etanol, e 10,7 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada, com gasolina.

Disponível nas cores Super Branco (!), Prata, Cinza, Preto e Azul, além das novas Vermelho e Branco Pérola, o Corolla 2015 parte de R$ 66 570 (GLi 1.8 manual). A versão GLi Multi-Drive custa R$ 69 990. Ambos estão R$ 1710 mais caros que o preço de tabela do Corolla anterior Já o XEi 2.0 com câmbio Multi-Drive custa R$ 79 990 (R$ 2770 a mais), enquanto o Altis Multi-Drive chega a altos R$ 92 900 (R$ 6110 mais caro em relação ao anterior).

Veja mais fotos do Toyota Corolla 2015!

Versão XEi



Versão Altis





Comentários

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).