Nissan March e Versa 2019 estreiam novidades na central multimídia

Fiat 500 Cult: novo topo-de-linha em Genebra


No Brasil, o Fiat 500 Cult é o modelo de entrada, que custa a partir de R$ 44 390 (à direta). Já na Europa, o nome passa a batizar o novo 500 topo-de-linha, a ser apresentado no Salão de Genebra. Seu visual lembra o 500 Lounge, que deixou de ser importado para o Brasil: os frisos dos para-choques e as capas dos retrovisores externos são cromados; as rodas aro 16'' possuem novo desenho e faróis e lanternas com máscaras escurecidas.


Internamente, a principal novidade é o quadro de instrumentos com tela digital colorida, que integra velocímetro, computador de bordo com indicador de portas/porta-malas abertos, termômetro, relógio digital/dia e mês, além dos gráficos do sensor de estacionamento; à esquerda ficam conta-giros e indicador da temperatura da água do motor, enquanto à direita estão os medidores de combustível e pressão do turbo. Os botões de vidros elétricos ficaram mais simples e o descansa-braço do motorista foi suprimido.

De série, o 500 Cult traz ar-condicionado automático dual-zone, teto de vidro com cobertura retrátil, sensor de estacionamento traseiro, bancos e volante revestidos em couro, sete airbags (frontais de duplo estágio, laterais, de cortina e para os joelhos do motorista), luzes de uso diurno, freios ABS, controle de estabilidade, Hill Holder, banco traseiro bipartido, rádio CD/MP3 com Bluetooth, comandos de voz, entrada USB e comandos no volante, entre outros itens.

A versão Cult estará disponível tanto para o 500 Hatch quanto para o Cabrio, com teto retrátil de tecido. Poderão ser equipados com motor 1.3 MultiJet II turbodiesel de 95 hp, 1.2 a gasolina de 69 hp e o 0.9 TwinAir Turbo, com 85 ou 105 horsepower e opção de câmbio automatizado Dualogic.

Comentários