Detalhes do Renault Captur 1.6 Life automático, para o público PCD

Nissan apresenta New March, agora fabricado no Brasil


Há algum tempo o Auto REALIDADE posta algumas novidades referentes à versão nacional do Nissan March, e hoje a montadora lança oficialmente o compacto reestilizado. Batizado de New March para se diferenciar do March mexicano (que continua a ser oferecido como versão básica, somente com motor 1.0), o hatch evoluiu externa e internamente: do lado de fora lhe foram aplicadas as modificações do Micra europeu, que envolvem faróis, grade, para-choques, rodas e lanternas, suficientes para lhe conferir ar de novidade.



Internamente, o New March ganha centro do painel redesenhado (com aplique na cor preto brilhante para o modelo SL e saídas de ar retangulares), novo volante (idêntico ao do Sentra, com comandos concentrados em seu raio esquerdo), novo acabamento dos bancos, com texturas e costuras na cor prata, novo acabamento da manopla de câmbio e opção de itens interessantes, como ar-condicionado digital automático, central multimídia NissanConnect com tela sensível ao toque, sensor de estacionamento com visor próprio e câmera de ré.


O quadro de instrumentos e a chave permanecem iguais. Acima do porta-luvas estão as requisitadas entradas USB e auxiliar no lugar do plugue único para iPod. A tela do NissanConnect possui 5,8 polegadas (mesma medida do Golf Comfortline e abaixo das sete polegadas do MyLink da Chevrolet e do Media Nav da Renault) e transmite as imagens da câmera de ré (adaptada no canto esquerdo da tampa traseira, como na Hilux), lê CD/MP3, possui GPS, comandos de voz e quatro alto-falantes. É possível, ainda, entrar no Facebook (onde é possível conferir feed de notícias, amigos e eventos, além de atualizar status e check in) e no Google, realizando a busca de pontos de interesse. Já o visor do sensor de estacionamento, opcional, traz a medida em metros do obstáculo e indica sua proximidade quanto a direção. Pena que se parece com um taxímetro...


O conjunto mecânico permanece o mesmo: motor 1.0 16v Flex Fuel de 74 cavalos @ 5850 rpm e 10,0 kgfm de torque @ 4350 rpm (tanto com etanol quanto com gasolina), lhe permitindo acelerar de 0 a 100 km/h em 14,48 segundos com gasolina e em 13,79 segundos com etanol, e o 1.6 16v HR Flex Fuel com 111 cavalos @ 5600 rpm com qualquer um dos combustíveis e torque de 15,1 kgfm @ 4000 rpm – 90% dele já está disponível a 2400 rpm. O New March 1.6 faz de 0 a 100 km/h em 9,88 segundos (gasolina) e 9,49 segundos (etanol). Os dois motores tiveram classificação A no Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro.

Todas as versões contam com duplo airbag, freios ABS de 9ª geração com controle eletrônico de frenagem (EBD, que varia o esforço de frenagem até 50% por eixo, no máximo) e sistema de assistência de frenagem (BAS, que ajuda a calcular velocidade e força que o motorista impõe no pedal em frenagens de emergência para reduzir a distância da parada). Abaixo, a versão 1.0 S.


O March mexicano continuará sendo trazido na versão 1.0, que custa R$ 27 490. O nacional parte de R$ 32 990 e recebe o sobrenome "Conforto" (à esquerda). É importante ressaltar que esta versão já conta com ar-condicionado e direção elétrica progressiva, de acionamento mais suave que a hidráulica, contando com alarme sonoro para chave no contato e luzes acesas, apoios de cabeça dianteiros (2) e traseiros (2) com regulagem de altura, antena de teto, botão cromado da alavanca do freio de mão, banco do motorista com regulagem de altura, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionadores e limitadores de carga, sendo os cintos traseiros laterais de três pontos retráteis e o central de dois pontos; computador de bordo com consumo instantâneo e relógio, console central com três porta-copos e porta-objetos, calotas aro 14'', desembaçador do vidro traseiro com temporizador, para-sóis com espelhos-cortesia para motorista e passageiro, porta-malas com iluminação, portas dianteiras com porta-objetos e suporte para garrafa, preparação para som, retrovisores externos na cor da carroceria, tampa do tanque de combustível com abertura interna, tomada de 12V e volante com regulagem de altura.



A versão 1.0 S (R$ 34 490) possui, ainda, acabamento prata no apoio de braço da porta dianteira, chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e do porta-malas, maçanetas internas cromadas, retrovisores externos com regulagem elétrica, revestimento das portas dianteiras em tecido, travas elétricas das portas e do porta-malas, além de vidros dianteiros e traseiros elétricos (com função um-toque para o vidro do motorista).


Agora há a versão 1.0 SV, a mais completa com o motor de menor cilindrada. Por R$ 36 990, traz os itens do 1.0 S, além de aerofólio com brake-light de LED, conexão Bluetooth para telefone com sincronização de agenda, conexão para arquivos digitais de música por Streaming, comandos de áudio no volante, maçanetas externas na cor da carroceria, moldura da grade inferior cromada, faróis de neblina com molduras cromadas, rádio CD Player com função RDS, entrada auxiliar para iPod, conector USB e quatro alto-falantes (foto acima), revestimento dos bancos específico e rodas de liga leve aro 15''.


O New March 1.6 mais simples, S, custa R$ 37 490 e possui exatamente os mesmos itens do 1.0 S; a versão 1.6 SV também traz o mesmo conteúdo do 1.0 SV e custa R$ 39 990. Já o 1.6 SL, das imagens de divulgação, vem com ar-condicionado digital automático, acabamento Piano Black no painel central, alarme perimétrico com acionamento na chave, sistema multimídia NissanConnect, câmera traseira, faróis e lanternas com máscara negra, maçanetas externas cromadas, revestimento dos bancos em tecido "premium" e rodas de liga leve aro 16''. Seu preço é de R$ 42 990.

Estão disponíveis as cores Preto Premium e Vermelho Alert (sólidas), Prata Classic e Cinza Magnetic (metálicas) e Azul Pacific e Branco Diamond (perolizadas). O custo de manutenção é reduzido: no caso do 1.0, a revisão de 10 000 sai por R$ 199, e a de 20 000 km, por R$ 249, ambas sem custo de mão-de-obra; aos 30 000 km, o valor é de R$ 219; aos 40 000 km, é de R$ 359; chegando aos 50 000 km, paga-se R$ 329, e aos 60 000 km, R$ 399. Na versão 1.6, os valores de revisão são iguais, exceto aos 30 mil km (R$ 269), 40 mil km (R$ 329) e 60 mil km (R$ 409).

Aguarde para breve as impressões do Auto REALIDADE sobre o New March!








Comentários