Detalhes do Renault Captur 1.6 Life automático, para o público PCD

As atrações do Audi Center Teresina, no Coco Bambu


A partir de 13 de agosto, piauienses interessados nos modelos da Audi podem conferir diversos modelos da marca no espaço anexo ao afamado restaurante Coco Bambu. O sucesso da Newsedan, autorizada Mercedes-Benz que se estabeleceu em setembro de 2013, incentivou a inauguração de mais concessionárias de veículos premium - ver um Audi nas ruas de Teresina deve-se tornar cada vez mais comum... Na Rua Professor Joca Vieira, próximo a uma das filiais das Lojas Americanas, é possível conferir do A1 ao R8. Confira detalhes de todos os modelos presentes:


A1 Kult Sportback: poucos centímetros maior que o Volkswagen Gol (são 3,95 metros de comprimento), o modelo de entrada da Audi é também o de menor etiqueta de preço: R$ 79 900. E tem até facilidade de pagamento: entrada de R$ 39 950, sendo o restante quitado em 20 prestações mensais de R$ 2052,37 (com a primeira prestação com vencimento em 30 dias), com taxa de juros de 0% a.m. e 0% a.a. e total da operação de R$ 80 997,37. Por dentro, o pequeno não deve nada ao A3, por exemplo: tem instrumentos precisos, atenção ao acabamento e boa ergonomia. Pena que o espaço na traseira é muito reduzido, assim como o porta-malas (270 litros, 5 L a mais que o Nissan March). O motor 1.4 gera 122 cavalos.


A3 Sportback: primo legítimo do Golf VII, o modelo chegou remodelado ao Brasil em 2013. Nesta geração, o painel teve as formas e comandos simplificados, um contraste com o interior repleto de botões e equipamentos do Volkswagen. São oferecidas versões com motor 1.4 (o modelo das imagens, com os mesmos 122 cv do A1) ou 1.8, além do S3. Vale ressaltar que as rodas do modelo da imagem são rodas instaladas pela autorizada. Sem itens adicionais, o A3 1.4 custa R$ 99 900, mas o valor nas lojas pode se até 5 mil reais superior.


A3 Sedan: sensação da Audi nas metrópoles brasileiras desde o lançamento, no início de 2014. Seu design transmite um ar diferenciado em relação hatch, sem ar de adaptação do volume do porta-malas (que, aliás, é só 25 litros maior: leva 425 L). No Audi Center Teresina, é oferecido nas versões 1.4 TFSI (R$ 94 800) e 1.4 Attraction (R$  99 900).


A4 (Sedan): ele é conhecido de longa data dos brasileiros: chegou em 1995 e esta geração nos foi apresentada em 2008, passando por um retoque em 2012. Atualmente, o A4 é comercializado em uma versão mais em conta: a Attraction Multitronic, com motor 2.0 TFSI de 180 cavalos. Custa R$ 118 000.


A5 Sportback: apesar do estilo mais ousado, na essência é um A4 (repare no interior), em uma carroceria que seguiu o modismo "cupê de quatro portas". Esta é a versão Ambition (topo de linha), que é equipada com motor 2.0 TFSI, calibrado para render 211 cavalos. Custa R$ 200 700.


A6 (Sedan): nesta quarta geração, as influências do A8 se incorporaram a um modelo um pouco mais informal (mas ainda assim muito luxuoso), já distanciado de A4 e A5, externa e internamente. O A6 é oferecido em versão única, 3.0 V6 S tronic quattro (com 300 cavalos), que custa R$ 286 100.


A7: uma das surpresas do Audi Center Teresina, o modelo é uma opção estilosa ao A6, e que tem o objetivo específico de rivalizar com Mercedes-Benz CLS e BMW Série 6 Gran Coupé. A despeito de seu estilo moderno, a traseira fastback é uma homenagem ao Audi 100 Coupé S, de 1969. Equipado com motor 3.0 V6 de 310 cavalos, o A7 custa R$ 372 485 (nas concessionárias, pode ser encontrado por R$ 350 mil).



Q3: apesar de dividir plataforma com a linha A3, seu estilo por dentro e por fora se assemelham mais ao Q5, derivado do A4.

O Q3 é oferecido na versão Attraction quattro, com motor 2.0 TFSI de 170 cavalos. Seu preço (R$ 135 600) é um pouco inferior ao principal rival, o BMW X1, que acaba de receber motor bicombustível. A produção nacional do Audi está confirmada para 2016.


Q5: lançado em 2008 e levemente reestilizado há dois anos, o SUV de porte médio da Audi é vendido em duas versões, Attraction (nas imagens) e Ambition. O primeiro traz motor 2.0 de 211 cv e custa R$ 202 750; a versão completa adota um 3.0 V6 de 272 cavalos e sai por R$ 246 700.




Q7: quem gosta de luxo e precisa de muito espaço interno pode escolher sem medo o grandalhão Q7. A abertura e o fechamento do porta-malas são feitos eletricamente, por leves toques em botões. Até o porta-luvas se abre eletricamente - e os sete ocupantes desfrutam de muito espaço interno, som de alta fidelidade... É oferecido nas versões Ambiente (com motor 3.0 V6 de 272 cv, ao preço de R$ 305 900) e Tiptronic quattro, mais potente (333 cavalos) e caro (R$ 332 000).


RS3: o mais bravo dos A3 ainda possui a carroceria da segunda geração, mas por ora nem na Europa ele estreou a carroceria nova. O estilo agressivo ainda agrada, embora o interior entregue mais sua idade. Mas isso fica em segundo plano ao abrirmos o capô e vermos o motor 2.5, de nada menos que 340 cavalos e 45,9 kgfm. O RS3 acelera de 0 a 100 km/h em 4,6 segundos, e a velocidade máxima é contida eletronicamente a 250 km/h. Seu preço é de R$ 299 000, quase o preço de três Audi A3 1.4 Attraction.


TT: incrível oito anos terem se passado e o Audi TT continuar belo e exclusivo. Uma nova geração já foi apresentada (no Salão de Genebra este ano) e não tarda a aterrissar no Brasil, mas o atual não faz feio: acabamento esmerado, boa posição de dirigir e um motor 2.0 TFSI de 211 cavalos. Seu preço é até "acessível": R$ 216 230. A título de curiosidade, o TT é húngaro; o Q7 é importado da Eslováquia, o A1, da Bélgica, e o Q3, da Espanha. Os outros Audi têm produção alemã.


R8  V10 Spyder: sim, ele está entre nós, teresinenses! A versão conversível do R8 (com capota de tecido, acionada eletricamente em 19 segundos). O motor 5.2 V10 também foi usado no Lamborghini Gallardo, e rende potência de 532 cavalos e torque de 54,0 kgfm, que levam o Spyder de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos, e sem restrições eletrônicas de velocidade - a máxima é de 313 km/h. Quer um para chamar de seu? O preço de tabela é o mais alto de todos os Audi: R$ 859 200.


Comentários