Os detalhes do Dodge Journey Crossroad


A Dodge traz ao Brasil a série especial Crossroad do Journey, que completa seis anos no mercado nacional. Baseada na versão completa R/T, serão destinadas ao mercado nacional 140 unidades. Externamente, seus diferenciais estão nos faróis com máscara negra, grade na cor preto brilhante, molduras prateadas dos para-choques, rack de teto e spoilers laterais, lanternas escurecidas e rodas aro 19'' na cor grafite. A título de curiosidade, seu irmão gêmeo (o Fiat Freemont) dispõe de uma versão muito similar na Europa, batizada de Cross.


Internamente, o Journey Crossroad é idêntico ao R/T, trazendo itens como display digital em cores no quadro de instrumentos com indicador de portas abertas, temperatura externa, bússola digital e pressão individual dos pneus; focos de luz de LEDs brancos, sistema de som alpine com seis alto-falantes, subwoofer e amplificador de 368 watts, ajustes elétricos do banco do motorista, aquecimento dos bancos dianteiros, porta-objetos sob o banco do passageiro, airbags frontais, laterais e de cortina, freios a disco com ABS, controles eletrônicos de estabilidade, tração e rolagem da carroceria, assistente de frenagem de emergência, câmera de ré, sistema Uconnect com tela sensível ao toque de 8,4 polegadas, GPS Garmin em três dimensões, CD/DVD/MP3 Player, entradas USB e auxiliar e Bluetooth; teto solar elétrico, ajustes de altura e profundidade do volante, bancos, alavanca do câmbio e volante revestidos em couro, além de maçanetas internas cromadas e ar-condicionado de três zonas.

Os passageiros da segunda fileira de bancos dispõem de uma tela de DVD retrátil de 10 polegadas, dois fones de ouvido sem fio, controle remoto, comandos de ar-condicionado, com saídas de ar no teto, descansa-braço central e elevação dos assentos das laterais, adequados a crianças crescidas o suficiente para dispensar as cadeirinhas (entre 7 e 10 anos). Há um segundo espelho, no console de teto, para vigiar os ocupantes de trás. Os assentos da última fileira são destinados a crianças - o espaço para pernas é bastante restrito.




Na configuração das fotos, com os últimos bancos de trás rebatidos, a capacidade do porta-malas é de 758 litros. Com sete pessoas a bordo, a capacidade é reduzida para 167 L.


Seu motor 3.6 V6 gera 280 cavalos @ 6350 rpm e 34,9 kgfm @ 4350 rpm. Para seu porte e peso (1981 quilos), o desempenho é bom: aceleração de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e velocidade máxima de 208 km/h. Já o consumo é apenas aceitável: cerca de 6 km/l na cidade, com gasolina. O câmbio automático AutoStick tem seis marchas, e a tração, somente nas rodas da frente - recentemente foi lançada a versão R/T com tração integral.


Em Teresina (PI), o Journey Crossroad chega custando R$ 142 000 (o preço de tabela é de R$ 137 900), enquanto a versão R/T é oferecida por R$ 130 000. Curiosidade: não há nada no Crossroad que indique seu nome.


Comentários

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).