Latin NCAP avalia Lifan 320 e Chevrolet Onix


O Programa de Avaliação de Carros Novos da América Latina (Latin NCAP) realizou o crash-test do Lifan 320 e reclassificou o Chevrolet Onix, que participou da rodada retrasada de testes de impacto. O modelo chinês montado no Uruguai, que deixou de ser vendido no Brasil em 2013 e não contava com airbags ou freios ABS na versão avaliada, obteve zero estrela de proteção tanto a adultos quanto a crianças, no teste de colisão frontal a 64 km/h com 40% de sua área frontal. Há risco de graves ferimentos à cabeça e ao peito do motorista; sua estrutura foi classificada como instável, o volante chegou a se soltar na batida e, mesmo contando com airbags, não haveria grande melhoria na segurança dos ocupantes.




O 320 também zerou estrelas no quesito segurança das crianças (4,72 pontos, de 49,00 possíveis). A Lifan não quis recomendar o uso de cadeirinha para o teste, o que é punido com redução de pontos - pois para a instituição, os fabricantes são responsáveis pela segurança de todos os ocupantes dos veículos. 



Já o Chevrolet Onix - avaliado em agosto de 2014 - teve pontuação atualizada, pois agora o modelo conta com aviso do uso do cinto de segurança, e assim ele recebeu 0,5 ponto a mais (passando de 10,17 para 10,67 pontos), mantendo três estrelas para a proteção de adultos e duas para crianças em cadeirinhas infantis.



Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP e Diretor Técnico do Global NCAP, declara que "infelizmente, o resultado do Lifan mostra, mais uma vez, que muitos carros econômicos de nossa região oferecem segurança zero estrela. Os consumidores que compram esses modelos são famílias que adquirem seu primeiro carro zero quilômetro fazendo um grande esforço, ou jovens que obtêm seu primeiro carro. É inaceitável para o Latin NCAP que exponham os consumidores a esses níveis tão baixos de segurança”.

Comentários

  1. Como dito na matérias, quem possui menor poder aquisitivo opta por adquirir tais modelos, que infelizmente trazem menos segurança ao usuário. As montadoras deveriam se preocupar não apenas com o custo de produção do modelo econômico, mas também com outras características básicas, como freios ABS e air bag, que podem evitar danos maiores em caso de acidente ou necessidade de freada brusca. http://www.seguroauto.org

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).