Grupo CAOA: prejudicando donos de Hyundai e Subaru


É de conhecimento público que o polêmico empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade vem lesando os consumidores de diversas formas, desde a omissão de especificações técnicas dos veículos e a prepotência de alguns concessionários até os elevados custos de manutenção. Na última quinta-feira foi registrado um vídeo de um proprietário de um Hyundai agredido e que teve também o carro danificado com uma barra de ferro (!). O Auto REALIDADE faz agora uma compilação dos erros que a CAOA vem cometendo em território nacional.

Omissão e adulteração de dados


Iniciando pelo célebre Hyundai Veloster, que chegou ao Brasil em 2011, o grupo CAOA parece ter um critério próprio para definir a potência de seus carros. 


O “carro de três portas” conta com um motor 1.6 DOHC de potência de 128 cavalos nos países onde é vendido, mas que no Brasil “magicamente” vem com 140 cavalos (potência declarada no site e na documentação do veículo). Diversos donos reclamaram afirmando que o carro não parecia ter a cavalaria alegada pela CAOA. Depois dele, Elantra (148 cavalos reais/160 declarados) e Azera (250 cv reais/270 no documento) foram declarados com mais potência do que o que realmente possuem.

Trancado até para jornalistas


Mesmo nos dias em que o Salão do Automóvel do Anhembi 2012 estava aberto apenas para jornalistas, o grupo CAOA (responsável pela importação de todos os modelos da Hyundai produzidos na Coreia do Sul) não permitiu o acesso da imprensa ao novo i30, escoltado por seguranças. Algumas marcas possuem o temor de que o público danifique a parte interna do carro, mas trancar o modelo até aos jornalistas não se justifica. A desculpa foi que “o novo i30 apresentado era uma unidade sem o acabamento definitivo”. Detalhe: o carro será comercializado em janeiro de 2013.

Invenção de prêmios

A publicidade da CAOA distorceu diversas informações para propagandear seus veículos. Um dos casos mais emblemáticos foi o anúncio que informava que o Hyundai ix35 foi eleito pela revista Autoesporte como o legítimo utilitário esportivo do ano [2011], quando ele tinha ficado em primeiro apenas na categoria “Voto Popular”, de internautas no site da revista (1724 contra 1120 do Sportage). No entanto, o Kia venceu na avaliação de jornalistas e engenheiros automotivos, com 69 pontos versus 57 do Hyundai. A Z+ Comunicação, agência de publicidade responsável pelas propagandas do grupo CAOA, também foi responsável por campanhas que citavam o Tucson e o Azera anterior como os melhores carros entre todas as marcas, mas o sedan era o nono colocado entre onze carros de sua categoria, e o SUV, o último da classe.

Omissão de responsabilidade


O Auto REALIDADE noticiou em abril um caso de uma proprietária de um Azera que teve seus dedos feridos por conta do vidro elétrico, que continuou a subir quando sua mão estava para fora da janela. Até hoje o grupo CAOA não se manifestou sobre o caso.

Histórico desfavorável


Até abril de 1997, a CAOA era representante da Renault no Brasil. Quando a matriz resolveu assumir as operações no País, o grupo resolveu deixar de dar assistência aos carros franceses e alegou que os modelos 19 e 21 eram antiquados e rendiam problemas com facilidade. Os carros da Subaru sofrem com a falta de autorizadas em todo o Brasil (não há uma concessionária sequer nas regiões Norte e Nordeste) e o alto valor de manutenção, assim como os Hyundai.

O caso da agressão na CAOA Joinville


O proprietário Italo Garcia levou seu Sonata para solicitar serviço em uma oficina, na garantia (de 5 anos). Não é absolutamente possível afirmar que o carro aparenta ser original, sem modificações que cortem a garantia, mas o fato é que se negaram a realizar o serviço. Inconformado, Italo gravou o carro destruído – logo depois foi expulso do estabelecimento e agredido com uma barra de ferro, material utilizado também para depredar o carro. A concessionária Olegário Joinville já está com a (má) fama de ser “a autorizada que agride os clientes”. Assista ao vídeo abaixo:




Comentários

  1. Eu iria comprar um Hyundai. Depois de ler e ver o vídeo, nem pensar.
    Tem uma coisa de nunca irei aceitar: Falta total de respeito com o consumidor.
    Hyundai, nem pensar. Só se mudarem a importadora e as concessionárias de dono. Absurdo isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. iria comprar nada.. tu nem tem condiçoes de ter um hyundai...

      Excluir
  2. Realmente um ABSURDO!!!!!
    Vergonhoso para HYUNDAI .

    ResponderExcluir
  3. A CAOA me vendeu um carro, recebeu o dinheiro e não quer entregar o veículo...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).