Destaques do Auto REALIDADE

sábado, 16 de abril de 2016

Latin NCAP analisa Chevrolet Sail, Ford Ranger e Toyota SW4


O Latin NCAP apresenta os resultados de mais três automóveis comercializados na América do Sul: Ford Ranger, Chevrolet Sail e Toyota SW4 (conhecida como Fortuner em alguns mercados). Equivalente ao Classic em alguns mercados, a unidade do Sail testada pelo Latin NCAP foi produzida na China e montada na Colômbia. Sem airbags, o modelo obteve zero estrela na proteção do ocupante adulto e duas estrelas em relação à proteção do ocupante infantil.



A estrutura do sedan foi classificada como instável, não sendo capaz de suportar impactos maiores. O motorista pode sofrer lesões fatais na cabeça e no peito. No caso do passageiro, o tórax mostrou compressão próxima do limite permitido. O impacto lateral não chegou a ser realizado, com o fraco resultado do crash-test frontal. E mesmo com ancoragens ISOFIX para cadeirinhas infantis, o Sail não conta com cintos de três pontos em todas as posições. As instruções insuficientes e as falhas de instalação das cadeirinhas também fizeram com que o Sail perdesse pontos.


Já a Ford Ranger, recém-apresentada ao mercado brasileiro e produzida na Argentina, alcançou três estrelas de proteção a adultos e quatro estrelas em relação a crianças. Submetida a crash-tests frontais e laterais, em ambos os casos a picape ofereceu boa proteção para os ocupantes, dispondo de fixação ISOFIX, cintos de três pontos para os 5 ocupantes e a possibilidade de desativar o airbag do passageiro dianteiro. Porém, a Ranger testada não conta com controle eletrônico de estabilidade nem airbags laterais ou de cortina como equipamentos de série na Argentina, exigidos como requisito pelo Latin NCAP a partir deste ano, quando os critérios passaram a ser mais rigorosos. O teste de colisão contra poste não foi feito.


Já a Toyota SW4 foi avaliada em um teste de auditoria para comprovar se o SUV oferece os mesmos níveis de proteção que a Hilux - e o Latin NCAP comprovou a consistência sólida da proteção proporcionada pelo utilitário, tendo obtido melhor desempenho em alguns aspectos biomecânicos. Assim, o Latin NCAP estende a classificação de estrelas obtidas pela Hilux à SW4 - ou seja, 5 estrelas de proteção para adultos e crianças.



Pontuações

Ford Ranger
30,62 de 34 pontos possíveis de proteção a adultos
40,17 de 49 pontos possíveis de proteção a crianças

Chevrolet Sail
0 de 34 pontos possíveis de proteção a adultos
23,21 de 49 pontos possíveis de proteção a crianças

Toyota SW4
Sem pontuação registrada


María Fernanda Rodríguez, Presidente do Latin NCAP, declarou: "Fico surpresa com o fato de continuarmos a ver modelos zero estrela por parte da Chevrolet no mercado latino-americano. Enquanto outros fabricantes mostram uma melhora no transcurso dos últimos cinco anos, os modelos da GM continuam a decepcionar. O Latin NCAP se comprometeu a ter veículos mais seguros na América Latina e vamos continuar a fazê-lo, informando os consumidores e assinalando as carências da GM, bem como de outros fabricantes de automóveis, até que haja uma alteração".


Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP, disse: “O Latin NCAP está preocupado pelos baixos níveis de segurança oferecidos pelos modelos da Chevrolet testados pelo Latin NCAP ao longo dos cinco anos do programa. Especialmente porque a Chevrolet proporciona bons níveis de segurança por preços acessíveis em outros mercados. O Latin NCAP se preocupou ainda mais depois dos últimos depoimentos de Mary Barra da GM em Davos, em que se negava a comprometer-se a providenciar airbags como equipamento padrão para os consumidores latino-americanos. O Latin NCAP solicita veementemente à Chevrolet para ela acompanhar o exemplo da Honda, da Toyota ou da VW, que oferecem níveis de segurança por cima dos requisitos mínimos governamentais na América Latina. Como líderes do mercado, a GM deveria fazer a mesma coisa ".

O Latin NCAP divulgará os próximos resultados de testes de colisão no mês de junho. Em 2016, os requisitos são mais exigentes: carros quatro e cinco estrelas precisam contar com controle eletrônico de estabilidade, e os modelos cinco estrelas serão os que demostram um bom desempenho em impactos frontais, laterais, contra poste e com aprovação nos testes do controle de estabilidade. Os carros que tirarem zero estrela em um dos dois testes de impacto frontal ou lateral terão um resultado total de zero estrela. O impacto lateral conta, também agora, com cadeirinhas e dois dummies infantis (como no teste de impacto frontal).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).

Curta a página do Auto REALIDADE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...