As atrações da Newland Jaguar-Land Rover


Concluída e aberta ao público em dezembro de 2014, a Newland - mais recente autorizada nacional das inglesas Jaguar e Land Rover - foi inaugurada em Teresina (PI) no dia 15 de janeiro. Nós do Auto REALIDADE não chegamos a fotografar os modelos Evoque e F-Type com carroceria decorada ao estilo da Union Jack da bandeira britânica preparados para esta apresentação oficial, mas tivemos contato com todos os modelos atualmente comercializados pela concessionária, que também presta serviços de manutenção e test-drive. A chegada de grande parte da gama de modelos das marcas à capital do Piaui reflete o crescimento do mercado de automóveis premium (o que está incentivando montadoras estrangeiras a produzirem alguns de seus modelos no Brasil) e a instalação de concessionárias da Mercedes-Benz (Newsedan, em setembro de 2013) e Audi (Center Teresina, em agosto de 2014), ambas bem-sucedidas por aqui.



O Freelander 2 chegou ao Brasil em 2007 e com o passar dos anos recebeu face-lift e nova motorização; em 2015, o SUV de entrada da Land Rover será substituído pelo Discovery Sport (que, inclusive, será produzido nacionalmente em Itatiaia, RJ a partir do próximo ano). Apesar do fim de linha iminente, o Freelander mantem sua robustez externa aliada ao bom acabamento e espaço interno. Seu motor é o 2.2 Diesel quatro-cilindros de 190 cavalos e torque de 42,8 kgfm a 1750 rotações por minuto; de acordo com a Land Rover, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e chega à velocidade máxima de 190 km/h.



Nesta versão SE, o Freelander traz câmbio automático de seis marchas, sete airbags, tração integral permanente, ar-condicionado com duas zonas de temperatura, sistema Terrain Response, controlador de velocidade automático, sistema de som com oito alto-falantes, entrada para USB e iPod, conexão com celulares via Bluetooth, rodas aro 18”, faróis de xenônio com luzes diurnas de LEDs, luzes de neblina e jatos de lavagem, bancos de couro granulado, retrovisores elétricos com aquecimento e recolhimento elétrico, controles eletrônicos de estabilidade e tração, sistema atenuador de rolagem, controle de frenagem em curvas e de descida em declives, freios a disco nas quatro rodas com ABS, EBD e auxílio a frenagens de emergência (EBA), volante com comandos de som e computador de bordo, alarme perimétrico, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré, sistema ISOFIX de fixação de cadeirinhas infantis e tela sensível ao toque de 7 polegadas ao preço de R$ 159 990 (sem considerar acessórios como capas cromadas dos retrovisores externos, soleiras, cabide para casacos e tampas das válvulas estilizadas, que acrescentam R$ 6090).



Conhecido dos brasileiros por seu magnetismo visual, o Range Rover Evoque já deu as caras na Newland em variadas configurações, entre elas a série especial Zanzibar, baseada na versão Dynamic e limitada a 45 unidades para o Brasil. Externamente, detalhes como retrovisores externos, rodas aro 20'', grade, moldura dos para-choques e das saídas de ar laterais são pintados em preto brilhante, que contrasta com a tonalidade metálica Bronze Zanzibar da carroceria. Por dentro, o acabamento predominantemente preto traz costuras contrastantes na cor branca e detalhes em alumínio; as soleiras metálicas são iluminadas, o volante é revestido em couro perfurado Oxford e o sistema de som Meridian traz 11 alto-falantes, subwoofer e potência de 380 Watts. O motor é o mesmo 2.0 Turbo a gasolina de outras versões, que rende 240 cavalos e 34,7 kgfm de torque a partir de 1750 rpm, associado ao novo câmbio automático de nove marchas. A Land Rover afirma que o Evoque Zanzibar acelera de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos e chega a 217 km/h de velocidade final. Seu preço é de R$ 237 500, sem incluir acessórios.



Para quem quer economizar há a versão Prestige SD4, com motor movido a diesel (menos potente do que o 2.0 a gasolina, com 190 cv, porém com mais torque, 42,8 kgfm), também contando com câmbio automático de nove marchas. Esta versão acelera de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e chega à velocidade máxima de 195 km/h. Em termos de acabamento e equipamentos, é idêntico ao modelo a gasolina: traz bancos em couro Oxford com ajustes elétricos nos assentos frontais, sistema de áudio Meridian com onze alto-falantes, subwoofer e potência de 380 Watts, faróis de xenônio adaptativos com LEDs, freio de estacionamento elétrico, teto panorâmico fixo, rodas aro 19'', assistente de partida em ladeiras, controle de descida em declives, controle dinâmico de estabilidade, Terrain Response, retrovisores externos com memória e inclinação ao se acionar a ré, Start/Stop automático, aviso do uso do cinto de segurança, tela colorida de cinco polegadas entre os instrumentos, iluminação interna configurável, além de outros itens. Esta versão custa R$ 224 900; para ficar igual ao das imagens basta acrescentar tampas das válvulas estilizadas e tapetes de borracha, resultando no preço de R$ 225 940.


Com espaço farto para sete pessoas, o Discovery passou por uma atualização visual em 2014, conservando o espaço interno excepcional e o pacote completo de equipamentos na versão SDV6 HSE: teto solar duplo, suspensão a ar, ar-condicionado com duas zonas de temperatura, rodas aro 20'', sensores de estacionamento dianteiro e traseiro com assistente, freio de estacionamento elétrico, bancos de couro com ajustes elétricos e memórias de posição, computador de bordo com tela monocromática e central de mensagens, controles de aceleração gradativa, de rolagem, de estabilidade/antirrolagem e de descida em ladeiras; piloto automático, sistema multimídia com TV Digital, Bluetooth e entradas para iPod e dispositivos USB; tração independente nas quatro rodas, câmbio automático de oito marchas e duas telas integradas à parte de trás dos encostos de cabeça, para os ocupantes da segunda fileira de bancos.


Na versão HSE (equipado com o motor 3.0 a diesel de 256 cavalos e 61,2 kgfm de torque, que o faz acelerar de 0 a 100 km/h em 9,3 segundos e alcançar velocidade máxima de 180 km/h), o Discovery 4 custa R$ 337 200; para ficar igual ao das imagens, acrescentam-se cabide, tapetes e soleira para o para-choque traseiro, totalizando R$ 340 880.



Mas o mais luxuoso entre os Land Rover disponíveis é mesmo o Range Rover Sport HSE. Com linhas externas e internas similares às do Evoque (porém em carroceria nitidamente maior, de 4,85 metros de comprimento e 1,80 metro de altura), existem versões movidas a diesel ou gasolina. O modelo das imagens, assim como o Discovery, traz o motor 3.0 SDV6, recalibrado para render 292 cavalos, mantendo o torque de 61,2 kgfm - o Sport acelera de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos e chega a 210 km/h de velocidade final. Entre os itens de comodidade, estão: ar-condicionado com quatro zonas de temperatura (com interface digital também para os ocupantes de trás), revestimento Premium de couro, sistema de som Meridian com 23 alto-falantes (!!) e 1700 Watts, com efeito sonoro tridimensional; teto solar panorâmico, coluna de direção com ajuste elétrico, rodas aro 20'', faróis de xenônio com assistente de luz alta, display de informações no quadro de instrumentos com tela colorida de cinco polegadas, alarme volumétrico, controle dinâmico de estabilidade, sistema multimídia com tela touchscreen de 8 polegadas, gravador de dados de eventos, Bluetooth com streaming de áudio, servidores de áudio e navegação com disco rígido e portas que se fecham sozinhas, caso você as bata com pouca força.

Enquanto o luxuoso Vogue não chega à Newland, o Range Rover Sport ostenta a etiqueta de preço mais alta entre os Land Rover: R$ 419 900 (equipado com barras longitudinais de teto, tapetes e porta-bagagens retrátil, atinge R$ 426 490).


Entre os Jaguar (dispostos à esquerda da loja, vistos da fachada), o XF é o mais acessível, ao menos enquanto não chega o XE, apresentado no Salão de São Paulo. Curiosamente, no Piauí ele não possui concorrentes diretos (BMW Série 5, Volvo S60 e Lexus IS não possuem revendas por aqui), e o maior rival por aproximação (o Mercedes-Benz Classe E, à direita) é comercializado pelo próprio grupo Newland...



Esta é a versão intermediária Sport Luxury Tech, que conta com faróis de bi-xenônio, rodas "Vela" aro 18'', monitoramento de veículos em pontos cegos, couro Soft Grain nos bancos e revestimentos, duas saídas de ar-condicionado para os ocupantes traseiros, sistema de som Meridian de 11 alto-falantes e 380 Watts, central multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas e entradas USB/iPod, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro com câmeras e indicação de obstáculos a até 1,80 metro de distância, abertura e partida sem inserção da chave, monitoramento da pressão dos pneus, sistema de navegação e teto solar elétrico. O motor é o mesmo 2.0 Turbo do Evoque a gasolina, com 240 cavalos e 34,7 kgfm de torque entre 2000 e 4000 rpm, ao passo que o câmbio automático possui 8 marchas e paddle-shifts para trocas sequenciais: assim, o XF acelera de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos e chega a 209 km/h. Seu preço por aqui é de R$ 219 000 (válido neste mês de janeiro); o modelo das imagens traz ainda pedaleiras de alumínio, tampas das válvulas estilizadas e comando giratório do câmbio com revestimento em couro e alumínio, por R$ 2000 extras.



O F-Type Coupé R é para a Jaguar o que o R8 é para a Audi: o esportivo topo-de-linha da marca, que demonstra o que a montadora é capaz de fazer em termos de estilo, bem-estar a bordo e performance. Seu design, ainda mais belo ao vivo, é inspirado no carro-conceito C-X16. Apesar da baixa estatura (1,32 metro de altura), não é preciso se curvar muito para se acomodar nos largos bancos, com ajustes elétricos. Em termos de acabamento, é um exemplo a ser seguido: forração de couro inclusive no forro de teto, com costuras vermelhas contrastantes; detalhes em preto brilhante e alumínio colaboram para a percepção de atenção aos detalhes. Existem cupês 2+2, que levam dois adultos e duas crianças pequenas atrás; já a Jaguar se refere ao F-Type como 1+1... em compensação, o porta-malas tem capacidade de ótimos 407 litros e ampla tampa.



O motor 5.0 V8 gera 550 cavalos a 6500 rpm, torque de 69,3 kgfm a 3500 rpm e... estouros saídos do escape! De 0 a 100 km/h bastam 4,2 segundos; a partir desta velocidade, o aerofólio traseiro se levanta automaticamente, e o fôlego continua até alcançar 300 km/h. Com uso massivo de alumínio na carroceria e componentes de fibra de carbono, seu peso chega a 1650 quilos.

O carro das imagens é a versão R completa (conta com faróis direcionáveis, detecção de aproximação de veículos, câmbio Quickshift de oito marchas, sistema multimídia com tela touchscreen de 8 polegadas, GPS, receptor de rádio digital, som Meridian Surround de 770 Watts e rodas aro 20'', entre outros itens) custa nada menos que R$ 662 000. Há versões mais em conta: o Coupé V6 parte de R$ 426 300, e o V6 S, de R$ 497 700.




A Newland dispõe de uma sala com múltiplas amostras de cores externas e padronagens de acabamento, além das opções de acessórios para seus modelos (soleiras, tapetes, parafusos, calotas e pedaleiras). Por ora, não há loja de souvenirs (no exterior e em boa parte das concessionárias Jaguar Land Rover pelo Brasil é possível comprar roupas, miniaturas, livros e outros artigos com a grife das montadoras inglesas).

A autorizada Jaguar Land Rover está localizada na Avenida Raul Lopes (número 1460, próximo à Ponte Estaiada); seu telefone para contato é o 3122 8200.


Comentários

  1. Excelente post ! Muito obrigado pelas informações !

    Pena que sejam carros tão caros no mercado brasileiro, praticamente não tem concorrência e a fábrica e as concessionárias pedem o preço que quiserem que os poucos que podem comprar pagam o que pedirem ! Só quando viajamos ao exterior e vemos os preços lá de fora é que vemos o tanto que somos explorados e continuamos pagando ultra caro, mas preço aqui no Brasil é uma questão cultural, carro são usados para demonstrar poder e status.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Xracer, e a produção nacional de modelos como o Jaguar XE e o Discovery Sport servirá principalmente para atender aos índices de nacionalização estabelecidos pelo regime Inovar-Auto, pois certamente estes modelos manterão os altos preços quando forem fabricados no Brasil...

      Excluir

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).