Nissan March e Versa 2019 estreiam novidades na central multimídia

As atrações do Clássicos Brasil, no Clube Hípico de Santo Amaro [Parte 1]


Entre os dias 23 e 25 de janeiro, o Clube Hípico de Santo Amaro (São Paulo, SP) recebeu a primeira edição do Clássicos Brasil, evento dedicado especialmente ao antigomobilismo nacional e que, já na estreia, mostra condições de fazer parte do calendário de eventos anuais na cidade. Dezenas de modelos antigos, a grande maioria de produção brasileira, deram o ar da graça. Todas as imagens são fornecidas por Rafael Susae.

Nesta primeira parte, você encontra os modelos da Ford, Chevrolet, Volkswagen, Fiat, Chrysler/Dodge e Alfa Romeo/FNM. A grande maioria dos modelos aqui expostos possui 80% ou mais de originalidade, sendo que muitos deles ostentam a placa de colecionadores, com fundo preto e caracteres brancos. Foram estabelecidas cinco "eras" entre os carros expostos: JK (veículos fabricados até 1960), Tropicalismo (entre 1961 e 1966), Milagre Brasileiro (entre 1967 e 1973), Geração Disco (entre 1974 e 1982) e Nova República (entre 1983 e 1992).

Ford


Os admiradores dos Ford nacionais apreciaram diversas unidades do Galaxie e do Landau, além do Corcel (I e II), Rural e Pick-up F-75, além dos Escort XR3 (de primeira e segunda geração), Maverick, Del Rey... Apenas um "intruso" importado estava por lá: o Ford 1949 Custom Coupé.








Chevrolet 


A montadora, que este ano celebra 90 anos de atividades no Brasil, esteve representada por modelos como Vectra GSi, Monza S/R, Caravan, vários Opala, alguns Kadett... não ficaram de fora os utilitários, como a picape C10 e o caminhão C60, nem o clássico Impala.



Fiat



Apesar de sua história no Brasil ter iniciado mais recentemente, há quatro décadas, a montadora italiana também foi bem representada por modelos como 147, Oggi (versão CSS) e Uno Turbo.



Volkswagen



Vários Fuscas e Kombis (das mais diversas versões e cores), além de carros como 1600 "Zé do Caixão", TL quatro-portas, Passat, muitos Karmann-Ghia, Santana, Brasilia, SP2... até mesmo a Kombi Last Edition modelo 2014 se fez presente.






 
Chrysler e Dodge



Até a década de 1970, o grupo Chrysler era um dos grandes montadoras brasileiras - e no evento foi representado por toda a sua linha: Esplanada GTX, Dart, Charger, Polara, Le Baron, Magnum, Dodge D-100 e Regente.








Alfa Romeo e FNM


A Fábrica Nacional de Motores (conhecida popularmente como Fenemê) iniciou a produção do sedã de luxo 2000 JK no ano de 1960; seu sucessor foi apresentado em 1974: o Alfa Romeo 2300, que trazia recursos até então inéditos entre os carros nacionais.



Em breve postaremos a segunda parte dos destaques da primeira edição do Clássicos Brasil, com os modelos da Puma, Romi-Isetta, protótipos nacionais e mais - aguarde!

Comentários