Ao volante: as boas-novas do Chevrolet Cruze Premier II 2020



A Chevrolet recheou o Cruze de tecnologia em sua linha 2020 para acirrar sua briga de mercado com os tradicionais Corolla e Civic. O representante da General Motors entre os médios é vendido nas carrocerias sedan e Sport6 (hatch), mas este último está sozinho no segmento, uma vez que os rivais Peugeot 308, Volkswagen Golf nacional e Ford Focus se despediram do mercado brasileiro em 2019. Tanto o Sedan quanto o Sport6 possuem três versões: LT, Premier I e Premier II (o carro que nós do Auto REALIDADE dirigimos).


A principal novidade do Cruze está no novo sistema multimídia MyLink de terceira geração, que inclui o Wi-Fi compartilhável a bordo fornecido pela Claro. Até sete dispositivos eletrônicos podem se conectar simultaneamente. Esse sistema tem como principal vantagem não usar o plano de dados do seu celular para acessar a internet, e a intensidade do sinal é até 12 vezes maior em deslocamentos. Cabe ao consumidor escolher qual será o plano que melhor irá atendê-lo.


O sistema multimídia possui novo layout e melhor definição para a tela sensível ao toque de 8 polegadas, além de processamento mais ágil e novas funcionalidades, como GPS conectado com o celular, manual do proprietário digital e ícone para agendamento online de revisão.



O novo MyLink permite ainda o pareamento via Bluetooth simultâneo de dois celulares, traz agora duas entradas USB e leitor de cartão de memória no console dianteiro, além de espelhamento de tela de smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, câmera de ré de melhor definição, carregamento wireless para celular compatível com a tecnologia e o reconhecimento do motorista conforme a chave presencial usada, ajustando o conteúdo da tela para as preferencias memorizadas de cada usuário (como aplicativos, estações de rádio, etc). Para arrematar, o visor do computador de bordo também está com layout mais moderno.


Para marcar essa fase mais tecnológica, a linha Cruze recebeu uma reestilização. Na parte externa, para-choque, faróis de neblina e grade estão redesenhados. A gravata da Chevrolet passa a estar sobre uma moldura cromada que divide as duas entradas de ar. No sedã, que possui a frente ligeiramente diferente da do hatch, a grade inferior possui filetes cromados. 



Na lateral, as rodas de 17 polegadas exclusivas para da versão Premier são diamantadas na superfície e trazem pintura escurecida na parte interna. Esta versão também possui um friso cromado na base da área envidraçada lateral. Já na traseira, as lanternas mantém o formato, mas as lentes extrapolam mais os limites da carroceria. A disposição dos elementos internos também mudou para receber uma nova "assinatura luminosa" em LED. E há duas novas opções de cores para a carroceria: o Marrom Capuccino e Azul Eclipse.


Por dentro, o Cruze Premier passa a ter a combinação de cores preto e castanho, no lugar dos tons anteriores em cinza e bege. O modelo traz couro com costuras pespontadas nos bancos, painel e portas. O modelo também ganha botão para desabilitar o sistema Stop/Start (que desliga temporariamente o motor em paradas para economizar combustível), reclamação recorrente dos consumidores - antes, era preciso por o câmbio no modo sequencial ou acionar o desembaçador para inibir o desligamento do motor.


Outros equipamentos da versão Premier II são: farol alto com comutação automática, frenagem automática de emergência com detecção de pedestres, alerta de colisão frontal, monitoramento de veículos em pontos cegos, alerta de saída da faixa de rodagem, sistema auxiliar de estacionamento semiautomático (o motorista apenas acelera, freia e muda posição do câmbio, cabendo ao carro medir a vaga e esterçar), partida remota do motor para climatização da cabine (neste modo, apenas o motor é posto em funcionamento: ao adentrar no carro, os monitores continuam apagados e nem mesmo os vidros funcionam; após pressionado o botão de partida dentro do carro, aí sim tudo começa a funcionar) e banco do motorista com ajustes elétricos de altura/distância do assento e inclinação do encosto.


No conjunto mecânico, a Chevrolet não mexeu no que estava bom: o motor 1.4 Turbo Flex de 150/153 cavalos e 24,0/24,5 kgfm de torque (dados com gasolina/etanol, respectivamente) segue aliado ao câmbio automático de 6 marchas com opção de trocas sequenciais em trilho específico. As medidas permanecem as mesmas, incluindo aí o porta-malas de 440 litros (espaço apenas mediano, considerando que há rivais superando os 500 litros de capacidade).

Segundo a Chevrolet, o Cruze acelera de 0 a 100 km/h em 9,0 segundos e alcança a velocidade máxima de 214 km/h.

Impressões ao dirigir


Logo de cara, o Cruze surpreende pela comodidade da direção elétrica, com boa progressividade e leve em velocidades baixas. O volante é ergonômico e revestido em couro, demandando pouco esforço nas manobras (o diâmetro de giro é de apenas 10,2 metros). A suspensão também possui uma calibração voltada para o conforto, entregando também a firmeza necessária para manter a estabilidade. O nível de ruído a bordo também é contido.

O motor Turbo empurra muito bem o Cruze quando o acelerador é mais demandado. Quando o câmbio está no modo sequencial, o carro às vezes faz algumas mudanças automaticamente. A ausência de aletas junto ao volante para as trocas de marcha é justificada pelo posicionamento de botões de atalho do som atrás dos raios.

O ar-condicionado refresca bem o interior (principalmente na parte da frente), ainda mais agora que o Start-Stop é inibido desde a partida, cabendo ao motorista escolher se o motor vai desligar e religar nas paradas. Outro detalhe aparentemente simples mas que faz toda a diferença é o formato do carregador sem fio para celulares, que realmente possui o formato propício para encaixar o aparelho. Em alguns carros, este carregador por indução acaba sendo colocado em um porta-treco à frente da alavanca de câmbio, onde vários motoristas acabam colocando outros objetos (que podem até sofrer danos em relação às informações armazenadas se o celular estiver junto, como no caso de pen-drives e cartões financeiros).



Diante de tanta tecnologia, o acabamento do Cruze poderia estar em um nível mais parelho ao dos rivais. Painel e forros de portas são ambos de plástico duro com faixas de couro por cima, enquanto todos os rivais contam com revestimento macio ao toque pelo menos na parte superior do painel. Os porta-copos centrais ("exclusividade" do modelo sul-americano, que não possui freio de estacionamento elétrico) são de plástico duro, e o teto, de carpete comum, assim como o fundo do porta-objeto abaixo do apoio de braço dianteiro.

A ambientação interna da linha 2020 do Premier ficou inegavelmente bonita, com o forro de teto e colunas em preto, contrastando com os insertos em marrom. Mas a qualidade dos materiais não encanta e não melhorou em relação ao Cruze anterior.



De todo modo, é uma tristeza saber que o Cruze está se despedindo de mercados como China e Estados Unidos. É um carro que já tinha diversas qualidades, aprimorando-se ainda mais no quesito tecnologia - e quem sabe se o público realmente vai engolir mais uma opção de SUV em seu lugar?

Preços

Cruze Sedan LT: R$ 101.190
Vem com: 6 airbags, câmera de ré com resolução comum, sistema multimídia MyLink com tela touchscreen de 7 polegadas e Wi-Fi, rodas de liga leve de 17 polegadas, alerta de esquecimento de pessoas ou objetos no banco traseiro, controles de tração e de estabilidade, assistente de partida em rampa, luzes de condução diurna, sensor de estacionamento traseiro, controlador automático de velocidade, direção elétrica, ar-condicionado digital, revestimentos em couro sintético preto, retrovisores, travas e vidros elétricos, chave-canivete e OnStar.

Cruze Sedan Premier I: R$ 111.090
Tem a mais: acendimento automático dos faróis, câmera de ré de alta resolução, computador de bordo com tela colorida, chave presencial e partida do motor remota ou por botão interno, retrovisores aquecíveis com rebatimento elétrico, espelho interno eletrocrômico, sensor de chuva, faróis com acendimento temporizado, bancos com revestimento em preto e marrom, tela sensível ao toque de 8 polegadas no sistema multimídia e GPS integrado.


Cruze Sedan Premier II: R$ 122.890
Tem a mais: alerta de colisão frontal, alerta de detecção de pedestre frontal com frenagem automática de emergência, alerta de veículos em pontos cegos, alerta de saída de faixa, farol alto adaptativo, indicador de distância do veículo da frente (ícone fica verde, amarelo ou vermelho), console central com carregador wireless para celular, Easy Park (auxiliar semi-automático de estacionamento) e banco do motorista com regulagens elétricas.

Cruze Sport6 LT: R$ 101.190

Cruze Sport6 Premier I: R$ 112.090

Cruze Sport6 Premier II: R$ 123.890


Comentários