Uma volta no Hyundai ix35, que será sorteado em promoção da CAOA



Em paralelo à campanha realizada pela Hyundai HMB (leia aqui), a CAOA também está realizando sua promoção Copa Premiada, que após cadastro e agendamento prévio mandatório para fazer test-drive em um ix35, Elantra ou Tucson, garante chances de ganhar um pacote de viagem com acompanhante para a Rússia e ingresso para assistir um jogo da Copa, um ix35 zero-quilômetro ou um kit com boné, "sacochila" e chaveiro ou uma mochila da Copa. Andamos no ix35, já que este modelo será o sorteado pela marca. O veículo de test-drive era o GL, mas o carro a ser sorteado é a versão de entrada, atualmente vendida por R$ 99 990.




Conhecido dos brasileiros desde 2010, o ix35 passou por um face-lift em 2015. Diante das linhas quadradas do primeiro Tucson, mantido em produção em Anápolis (GO) até pouco tempo atrás, o ix ainda tem seu charme, porém é um carro ultrapassado diante do "new Tucson" (que já não é tão novo assim, pois nos Estados Unidos foi reestilizado no início deste ano). As linhas conservam os vincos da época em que a marca batizava sua filosofia de design de "escultura fluida". O conjunto frontal e as rodas ainda são modernos, mas a carroceria, com linha de cintura alta, penaliza o motorista na visibilidade lateral.


Por dentro, o ix35 traz acabamento correto, com couro nos bancos, boa área de revestimento das portas e material macio ao toque em todas as portas, embora o painel seja de plástico rígido. O volante tem boa empunhadura e sua assistência é cômoda para o uso na cidade.


Os oito anos do ix35 se refletem em alguns aspectos. O freio de estacionamento não é nem de mão nem elétrico, e sim acionado por um pedal no canto esquerdo (próximo à alavanca para abrir o capô), que ao ser pisado, libera ou trava o carro. Comum nos anos 2000 principalmente em picapes, hoje pouquíssimos SUVs dispõem deste mecanismo (um deles é o seu meio-irmão Kia Sportage). Além disso, só o vidro do motorista dispõe de acionamento por um toque (para subir e descer) e as travas das portas não são acionadas com o carro em movimento, recurso só disponível na versão GLS.


Já o quadro de instrumentos, apesar da boa leitura, tem layout já adotado por modelos bem mais baratos (como o HB20) e a tela do computador de bordo exibe pouquíssimas informações (horímetro do motor, velocidade média e distância percorrida), além dos marcadores de temperatura do motor e nível de combustível. Além disso, a alavanca de seta não traz a função de acionar algumas vezes ao dar um leve toque na haste.


Por outro lado, o SUV dispõe de bom conforto ao rodar, mérito do conjunto de suspensão independente nas quatro rodas (cada vez mais raridade neste segmento) e bom isolamento acústico. Outro mérito está no câmbio automático de 6 marchas, com modo sequencial, que responde prontamente a todos os comandos com suavidade. Já do motor esperávamos mais: o 2.0 Flex 16 válvulas perdeu força na linha 2016 no intuito de economizar combustível, passando a render 157/167 cavalos a 6200 rpm e 19,2/20,6 kgfm de torque a apenas 4700 rpm. Ou seja, no uso urbano, as respostas dos estímulos ao acelerador são lentas.

De acordo com o INMETRO, o ix35 alcança as médias de consumo de 10,1 km/l na cidade e 11,5 km/l na estrada, usando gasolina. Com etanol, as médias são de 6,9 km/l (cidade) e 8,2 km/l (estrada). Seu tanque de combustível possui a capacidade de 58 litros.


Na versão de entrada (código GBDJ1), são itens de série: chave canivete, rádio com CD/MP3 Player, Bluetooth, entradas USB/auxiliar, 2 tomadas 12 Volts e comandos no raio esquerdo do volante, grade frontal fosca, rodas de liga leve de 18 polegadas com pneus 225/55, ar-condicionado manual com saídas traseiras, bancos em tecido e couro, apoio de braço com porta-objetos, porta-luvas com chave e iluminação, porta-copos entre os bancos, tomada 12 Volts no canto esquerdo do porta malas, sensor de ré, descansa-braço traseiro com porta-copos, banco traseiro com encosto bipartido (60/40), encostos de cabeça com regulagem de altura, faróis com projetores e luzes de LED, retrovisores elétricos e acendimento automático dos faróis.



No quesito segurança, o ix35 de entrada não traz controles de estabilidade ou tração. A lista de itens inclui freios ABS com EBD, airbags frontais, cintos dianteiros com regulagem de altura e pré-tensionadores, cintos traseiros de 3 pontos (exceto o central, subabdominal), fixação ISOFIX para cadeirinhas infantis, travas elétricas acionadas manualmente, vidro traseiro térmico temporado e barras de proteção laterais.

Os itens adicionais do GL, no qual andamos, são:

  • Chave presencial com partida do motor por botão
  • Central multimídia com tela touchscreen de 7 polegadas
  • Controlador automático de velocidade
  • Câmera de ré
  • Start/Stop (desligamento do motor em paradas de trânsito com religamento automático)
  • Rodas de liga leve de 17 polegadas e pneus 225/60
  • Retrovisores rebatíveis eletricamente
  • Rack de teto
  • Antena "shark"
  • Controles de estabilidade e tração
  • Controlador de velocidade em declive
  • Indicador de pressão nos pneus

Comentários