Destaques do Auto REALIDADE

domingo, 4 de dezembro de 2016

Aos 40 anos, Ford Fiesta se reinventa por completo


Em seu aniversário de 40 anos, o Ford Fiesta estreia sua sétima geração, que aparece em quatro versões: o modelo completo Titanium, o esportivo de imagem ST-Line, o luxuoso Vignale ("grife" de luxo da marca, como eram os modelos Ghia há alguns anos) e o aventureiro urbano Active. Apesar de parecer ter a mesma silhueta do modelo anterior, esta geração cresceu 7,1 centímetros em comprimento e ficou 1,2 cm mais largo. Foram feitos pequenos aprimoramentos que, somados, fazem diferença: a 100 km/h, o modelo está 7% mais silencioso; os limpadores varrem uma área 13% maior do para-brisa; as portas requerem 20% menos esforço para serem fechadas e o espaçamento entre peças foi reduzido.


As linhas frontais do novo Fiesta de certa forma lembram a reestilização da sexta geração, sem a ousadia dos faróis pontudos, mas ainda assim com uma boa dose de classe em seu design. Lateralmente, o modelo segue estilo bem similar ao antecessor, mas as janelas foram redesenhadas e os vincos laterais estão esculpidos mais fortemente. Já a traseira abandona as lanternas verticais em prol de um conjunto que invade a tampa do porta-malas e permitiu a adoção de um vidro traseiro maior.


Se por fora a Ford preferiu manter as características do Fiesta, por dentro o modelo está praticamente irreconhecível: só os painéis de porta guardam semelhança com a geração passada. O volante de base achatada concentra informações de som e computador de bordo - com tela maior no quadro de instrumentos e novos recursos, como o monitoramento do tráfego até 130 metros à frente, com frenagem automática de emergência em caso de iminência de colisão com pedestre (inclusive com modo noturno). O novo sistema multimídia, com tela sensível ao toque suspensa (de 4,2, 6,5 ou 8,0 polegadas, de acordo com a versão), traz novos recursos e, opcionalmente, o B&O Play Sound System com 10 alto-falantes e subwoofer no porta-malas, com potência de 675 Watts.


O Fiesta terá três níveis de potência para o motor 1.0 EcoBoost de 3 cilindros (100, 125 ou 140 cavalos), além do 1.5 TDCi (a diesel) com 85 ou 120 cavalos, além dos motores 1.1 a gasolina de entrada, com 3 cilindros e 70 ou 85 cavalos, estes aliados ao câmbio manual de 5 marchas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).

Curta a página do Auto REALIDADE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...