Detalhes do Renault Captur 1.6 Life automático, para o público PCD

Chevrolet tem fábrica confiscada e encerra operações na Venezuela

Estabelecida em 1948 na Venezuela, a General Motors está encerrando suas operações no país poucos dias após o governo de Nicolás Maduro confiscar ilegalmente a fábrica e seus veículos, em 18 de abril. Este ano, a marca contabilizava 2678 funcionários na planta local e 79 concessionários que geravam aproximadamente 3900 empregos diretos.

No território venezuelano, estavam disponíveis os modelos Aveo (compacto sedan), a geração anterior do Cruze sedan e o crossover Orlando, além do caminhão NPR. A séria crise econômica e política venezuelana reduziu drasticamente a produção de veículos, de modo que os modelos novos disponíveis são remanescentes da produção de 2015. A Chevrolet promete continuar dando assistência aos proprietários de modelos da marca por meio de sua rede de concessionárias. Os empregados da fábrica venezuelana também terão seus direitos trabalhistas assegurados, segundo a GM.

Clique aqui para ler os comunicados emitidos pela General Motors Venezuela (em espanhol: http://www.chevrolet.com.ve/mundo-chevrolet/general-motors.html)




Comentários