Os detalhes da Chevrolet Spin LTZ 2019 com câmbio automático

Detalhes da Volkswagen Amarok S, a opção de entrada com cabine dupla


A Volkswagen Amarok é uma das poucas picapes neste segmento que oferece motorização a diesel em todas as versões. Visando maior competitividade no mercado, estão disponíveis várias versões: S, SE, Trendline, Highline e Extreme. Tanto a Amarok S, exibida nesta matéria, quanto a SE, trazem cabine dupla, tração nas quatro rodas com seletor manual (nas versões mais completas este gerenciamento de distribuição de força para as rodas é automático) e câmbio manual de 6 marchas. A diferença fundamental está no motor 2.0, que na versão S possui um turbocompressor e rende 140 cavalos e 34,7 kgfm de torque, enquanto a versão SE, com 2 turbos, entrega 180 cv e 40,8 kgfm, além de trazer mais itens de série.




Por fora, a Amarok S é identificável pelas capas dos retrovisores e maçanetas pretas, para-barros, para-choque traseiro preto com estribo integrado e pneus de uso misto 245/70.


A lista de equipamentos de série é até razoável para um modelo cujo principal alvo é o público das vendas diretas. A Amarok S traz direção hidráulica com ajuste de altura e profundidade, banco traseiro com encosto basculante e assento bipartido também basculante, bancos dianteiros com ajuste manual de altura, descansa-braço central revestido de couro com porta-objetos, 2 alto-falantes dianteiros, antena incorporada à capa do retrovisor esquerdo, ar-condicionado manual, limpador do para-brisa com temporizador variável e acendedor de cigarros (item cada vez mais raro nos carros de hoje). 


Mas é no quesito segurança que a Amarok S se destaca. Vem com apoios de cabeça e cintos de 3 pontos para todos os ocupantes, freios ABS off-road (realizam travamentos intermitentes para a própria terra arrastada na frenagem ajude a encurtar o espaço de parada) com controle de tração, auxílio de frenagem de pânico, bloqueio eletrônico do diferencial e auxílio em frenagem sob chuva (RBS), airbags frontais com desativação do lado do passageiro, alarme sonoro e luz de advertência para cintos dianteiros não afivelados, controle eletrônico de estabilidade, controle automático de velocidade de descida e assistente para partida em subidas, desembaçador do vidro traseiro e brake-light com iluminação da caçamba, faróis e lanterna de neblina, 6 ganchos para amarração de carga na caçamba, frenagem automática pós-colisão e dois pontos de fixação ISOFIX para cadeirinhas infantis.



A caçamba possui volume de 1200 litros. Na parte de baixo do assoalho fica fixado o estepe.



Na prática, a Amarok S tem preço de tabela de R$ 132 590, porque há o "opcional compulsório" do engate removível para reboque (R$ 1000). Mas, curiosamente, a pintura metálica ou perolizada não é cobrada. Ainda bem, pois há somente 3 opções: este Branco Cristal, além do Preto Mystic e do Prata Sirius.


A lista de opcionais é grande, e a compra de um é vinculada a outro. Para levar as rodas de liga leve de 16 polegadas com pneus 245/70. paga-se R$ 1540. Mas também é preciso comprar junto: alarme e teto moldado em tecido (R$ 370) e o módulo elétrico (acionamento a distância do travamento das portas, retrovisores externos elétricos com aquecimento, e vidros elétricos, por R$ 1640). Há ainda dois opcionais "sem custo" mas vinculados ao módulo elétrico: duas chaves tipo canivete e travamento central das portas com função SAFE.


Comentários