Os detalhes da Chevrolet Spin LTZ 2019 com câmbio automático

Volkswagen Jetta estreia nova geração no Salão de Detroit


Oito anos após o lançamento da atual geração, é hora dos norte-americanos conferirem como ficou a nova geração do Volkswagen Jetta, que chega como ano-modelo 2019 e é o modelo de maior sucesso no mercado dos Estados Unidos, acumulando mais de 3,2 milhões de unidades comercializadas desde sua introdução em 1979. 


Se o Jetta anterior era baseado no Golf de sexta geração, seria natural que o novo modelo compartilhasse sua plataforma modular MQB com o Golf 7. Mas o novo modelo traz poucos elementos em comum com o hatch - que foi lançado em 2012 - e se assemelha visualmente a produtos mais recentes da VW como o Virtus, sedan do Polo que será lançado à imprensa ainda em janeiro.



O Jetta cresceu em todas as proporções - comprimento, largura, altura e distância entre-eixos, que passou de 265,2 cm para 268,5 cm. O estilo também está mais diferenciado, com grade larga e traseira com vincos mais fortes, enquanto a lateral, com uma "linha de caráter" que começa nas lanternas, integra-se às maçanetas e acaba no logotipo do para-lama, somado à presença da janela vigia separada do vidro da porta traseira, lembra o Virtus.


O interior tem pontos em comum com o Golf, como o volante com comandos de som/computador de bordo e ajuste de altura/profundidade, o quadro de instrumentos digital configurável Active Info Display e alguns dos comandos, como os de vidros e ar-condicionado. Mas o estilo do centro do painel, com o sistema multimídia (com câmera de ré de série) acima das saídas de ar trapezoidais, lembra mais o Polo. Como forma de agradar ao público norte-americano, o Jetta terá opção de iluminação ambiente com 10 opções de cores. Outra opção é o sistema de som BeatsAudio com 400 Watts.


Nos EUA, o Jetta é movido pelo motor 1.4 TSI (turbinado e com injeção direta de combustível) de 149 cavalos e 25,4 kgfm de torque. Há dois tipos de câmbio: manual de 6 marchas ou automático de 8 marchas. Este último traz de série o Start/Stop, desligamento automático do motor em paradas para economizar combustível. Em termos de segurança, oferece frenagem automática pós-colisão, controlador automático de velocidade adaptativo com função Stop&Go, assistente de farol alto, alerta de manutenção na faixa de rodagem, frenagem automática de emergência, monitoramento de veículos em pontos cegos com alerta de tráfego cruzado traseiro, entre outros recursos.


O Jetta será vendido nos Estados Unidos nas versões S, SE e SEL, além do SEL Premium, a partir do terceiro trimestre de 2018. Terá 6 anos (ou pouco mais de 115 mil km) de garantia de fábrica e em breve também terá a versão R-Line, com visual mais esportivo externa e internamente, e contando com o diferencial eletrônico XDS.


Comentários