Expedição Nissan Frontier visita as riquezas arqueológicas do Pará

Volkswagen Polo e Virtus 200 TSI ganham pacote Beats


A partir de agosto, os Volkswagen Polo e Virtus passam a ter a opção do pacote Beats para as versões Comfortline e Highline 200 TSI. O principal destaque é o sistema de som mais apurado, com potência de 300 Watts, amplificador digital de 8 canais, 4 alto-falantes, 2 tweeters e um subwoofer com ajuste específico para a versão.


A linha Beats está disponível em quatro cores de carroceria (Prata Sirius, Cinza Platinum, Branco Cristal e Preto Ninja - portanto, não entendemos por que a Volkswagen mandou fotos do Virtus Beats pintado na cor Azul Night) e tem 3 anos de garantia sem limite de quilometragem.


Além do som de maior fidelidade, o Polo equipado com pacote Beats traz o logotipo alusivo à versão nos para-lamas dianteiros e as capas dos retrovisores sempre pintadas na cor Vermelho Tornado.


Internamente, o Polo Beats traz a mesma tonalidade de vermelho nos apliques do painel e dos forros de porta. A cor vermelha também aparece nas costuras dos bancos e nas bordas dos tapetes dianteiros. Complementa o conjunto a soleira das portas com o logo "beatsaudio". Virtus e Polo trazem o logotipo da fabricante Beats nos tweeters das colunas dianteiras.


As versões Comfortline e Highline do Novo Polo e do Virtus estão disponíveis unicamente com o motor 200 TSI, 1.0 com 3 cilindros e 999 cm³ de cilindrada. A potência é de 128 cavalos com etanol e 115 cv com gasolina a 5500 rpm; já o torque é de 20,4 kgfm, com ambos os combustíveis, de 2000 a 3500 rpm.


As duas versões trazem o câmbio automático de 6 marchas, com opção de trocas sequenciais (Tiptronic), pela alavanca de câmbio ou pelas aletas junto ao volante. Há também a posição S, que faz as trocas automáticas de marcha em rotações mais altas do motor.


Todas as versões do Polo e do Virtus trazem de série direção elétrica, ar-condicionado, travas e vidros elétricos nas quatro portas (os dianteiros possuem função um-toque para fechamento e abertura), faróis de dupla parábola e chave tipo canivete com controle remoto.


A versão Comfortline vem equipada com banco traseiro com encosto bipartido, coluna de direção ajustável em altura e distância, controle de estabilidade, faróis de neblina com “cornering light” (em baixa velocidade, acendem-se no sentido em que o volante é esterçado), sistema multimídia Composition Touch com tela de 6,5 polegadas sensível ao toque, rodas de liga leve de 15 polegadas, sensor de ré, retrovisores com ajuste elétrico, apoio de braço dianteiro com porta-objetos, lanternas escurecidas e volante com comandos de som e telefone.


Já a versão Highline vem com chave presencial e partida do motor por botão, controlador automático de velocidade de cruzeiro, ar-condicionado digital automático de zona única, banco do passageiro dianteiro com encosto rebatível para a frente, porta-luvas refrigerado, luzes de condução diurna em LED junto aos faróis de neblina, rodas de liga leve de 16 polegadas, tapetes e volante revestido de couro com aletas para trocas sequenciais de marcha.


Construídos sobre a plataforma modular MQB, Polo e Virtus trazem como opcional na versão Highline o quadro de instrumentos digital configurável Active Info Display (com tela de 10,25 polegadas, resolução de 1440 x 540 pixels e variados modos de visualização), sistema multimídia Discover Media com tela sensível ao toque de 8 polegadas, além de duas entradas USB com capacidade de 2 ampères, entre outros itens.


Todas as versões do Polo e do Virtus trazem quatro airbags – dois frontais e dois laterais nos bancos dianteiros – além de controle de tração e das fixações ISOFIX e Top-Tether para cadeirinhas infantis. Ambos conquistaram 5 estrelas de proteção para adultos e crianças nos testes de impacto frontal – a 64 km/h contra uma barreira deformável descentrada (40%) –, impacto lateral (contra uma barreira deformável a 50 km/h) e impacto lateral contra poste – o veículo é lançado lateralmente a 29 km/h em direção a um poste. A dupla da Volkswagen também obteve, junto ao CESVI Brasil, o melhor índice geral de reparabilidade entre todos os veículos participantes, com classificação 10, a mesma do up! (quanto menor a pontuação, em uma escala que vai de 10 a 60, menor será o tempo e o custo de reparo do veículo).

Comentários