Exposição de Veículos Antigos no Teresina Shopping


Nós, que gostamos muito dos automóveis, podemos considerá-los como arte, certo? E o Teresina Shopping, que promove uma série de atividades que marcam as "Artes de Março", também expõe (embora não faça questão de divulgá-los como atrações) carros antigos que fazem os visitantes admiraram-nos e - dependendo de suas idades - relembrar dos velhos tempos. Todos os representantes, fabricados entre as décadas de 1950 e 1980, exibem poucos sinais da ação das décadas pelas quais passaram. 


A Ford F-100 Twin-I-Beam, devidamente registrada com placa preta, foi lançada em 1968 (esta é ano 1969) e perdurou até 1971. Esta picape contava com suspensão dianteira independente, diferencial auto-blocante como opcional, capacidade de carga de 800 quilos e motor de 190 horsepower.

 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

O Volkswagen Karmann-Ghia, cupê 2+2 descendente direto do Fusca, estreou a motorização 1600 em 1970, porém teve vida curta: em 1972, deixou de ser produzido (este é um modelo 1971). Àquela altura, o cupê havia recebido pequenas modificações estéticas nos para-choques e rodas, eliminando o vinil em sua capota. Sua produção era artesanal: juntava o chassi do Fusca com a carroceria montada na fábrica vizinha da Karmann. Em seu lugar veio o TC, que teve vida curta para aqueles tempos (1970-1975).

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Rústica, a picape Willys Jeep F-75 1965 era voltada ao trabalho pesado, enquanto a F-100 oferecia mais requintes. Seu interior é bem espartano, contando apenas com os instrumentos essenciais no centro do painel. Sua produção perdurou até 1981, uma sobrevida de quatro anos em relação à Rural.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Pode-se dizer que a Willys Overland Truck é a antepassada da F-75, um dos modelos "civis" postos no mercado após o sucesso do Jeep na Segunda Guerra Mundial. Este modelo, fabricado em 1950, contava com tração nas quatro rodas e motor 2.2 de quatro-cilindros aliado a um câmbio manual de três marchas. Foi produzida nos Estados Unidos de 1947 a 1965.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

O Jeep (1982/83) é o último representante da era Willys no Brasil, já produzido pela Ford desde 1968. Sua mecânica era compartilhada com o Maverick OHC, e o câmbio, manual de quatro marchas. Com pintura verde-oliva, galão traseiro, capota de lona e janelas de plástico, este exemplar remete aos Jeeps militares da década de 1940.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Já a Chverolet Brasil 3100 (1963) foi rival direta da Ford F-100 - ela contava com a "Tração Positiva", recurso que direcionava mais torque à roda de maior aderência, e era impulsionada pelo motor 4.2 seis-cilindros de 136 cavalos. A picape começou a ser produzida nacionalmente em 1958; este modelo reestilizado, com quatro faróis, durou entre 1962 e 1964.



~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

A Rural-Willys 1967 também chamou bastante atenção. A antepassada dos utilitários esportivos começou a ser produzida no Brasil em 1959, sendo a grosso modo uma adaptação nacional da Jeep Station Wagon norte-americana (que por sua vez, é a versão para passageiros da picape Willys Overland mostrada mais acima), que aliava a robustez do motor 2.6 seis-cilindros movido a gasolina de 90 cavalos e da tração 4x4 (opcional) com o conforto para seis passageiros.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Por fim, a Ford F-100 1959 de produção nacional era pertencente à segunda geração da linhagem F-Series norte-americana e contava com o grande motor 4.5 V8 "Power King". Desatualizada em relação ao modelo norte-americano desde que chegou aqui, a F-100 brasileira ficou praticamente com a mesma cara por dez anos (recebendo algumas versões novas neste período).



Bônus!




Enquanto editamos esta matéria, encontramos mais dois clássicos da década de 1960 que não estavam na exposição (mas mereciam bastante): um Volkswagen 1300 1962 (àquela altura, o besouro completava três anos de produção nacional, fechando o ano como o automóvel mais vendido do Brasil) e Ford Mustang Convertible 1968 (a primeira geração do pony-car, que oferecia muita potência e visual arrojado).




Comentários

  1. Excelente ! Parabéns pela cobertura, excelente fotos, nitidas e detalhadas e o texto informativo, curto sem ser raso nem comprido a ponto de ser enfadonho !

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).