Detalhes do Renault Captur 1.6 Life automático, para o público PCD

Toyota apresenta nova geração da Hilux


Há exatamente dez anos a Toyota Hilux não passava por uma remodelação tão abrangente. A picape começou a ser produzida em 1968 no Japão; a primeira Hilux a ser comercializada no Brasil foi a quinta geração, importada do Japão a partir de 1992 (ano em que também surgiu por aqui a Mitsubishi L200). Mas o segmento de picapes médias só decolou a partir de 1995, com o sucesso da Chevrolet S10 e o início das importações da Ford Ranger. Em 1997, foi reestilizada e passou a vir da Argentina, mas sempre foi uma das mais rústicas de seu segmento (perdendo para a Bandeirante, que deixou de ser produzida em 2001). Naquele ano, foi reestilizada e recebeu motor 3.0; a revolução total veio em 2005, quando passou a ser o modelo mais urbano do segmento, uma fórmula que agradou em cheio e também foi estendida à SW4. Atualizações visuais foram aplicadas em 2008 e 2011.

Agora, a nova geração é apresentada simultaneamente na Tailândia e na Austrália, 7 centímetros mais longa, 2 cm mais larga e com capacidade de carga de 1240 quilos. São três opções de carroceria: simples, estendida e a Double Cab das imagens. Também são três as versões: Workmate, SR e a SR5 nestas fotos.



A nova geração será comercializada na Austrália a partir de novembro, trazendo quatro opções de motorização: 2.8 de 45,9 kgfm entre 1600 e 2400 rpm (25% a mais de torque do que o 3.0), 2.4 de 40,9 kgfm (ambos cerca de 10% mais econômicos), além das versões a gasolina 2.7 quatro-cilindros e 4.0 V6. O tanque de combustível agora comporta 80 litros.


A Hilux supera a Ranger como picape com a maior quantidade de airbags disponível (sete, como os Corolla XEi e Altis), contando ainda com sinalização luminosa de frenagem de emergência, ar-condicionado digital, computador de bordo com tela central no quadro de instrumentos, controles eletrônicos de tração e estabilidade, Hill Start Assist ("segura" a picape por alguns segundos após o freio de mão ser liberado) e um curioso sistema de som com tela sensível ao toque, saltado do painel e que pode receber câmera de ré nas versões topo-de-linha.


Comentários