Enfim, os preços do VW Nivus nas versões Comfortline e Highline


O Volkswagen Nivus, sem dúvidas, foi até agora o carro que mais demandou lives de lançamento no mercado brasileiro. Estas apresentações à distância, por vídeo, geralmente levam cerca de uma hora para a apresentação de um novo automóvel por inteiro. Mas a Volks optou por fazer três lives para o Nivus: a primeira delas no dia 29 de abril, para repassar as especificações completas do novo sistema multimídia VW Play (naquela ocasião, o Nivus apareceu camuflado), a segunda no dia 28 de maio, revelando o visual externo e o interior, e a terceira agora, dia 25 de junho, em que foram confirmados os preços das versões e seus respectivos conteúdos. Com tudo isso, falta apenas a experiência de guiar o modelo. Conforme a marca, as primeiras unidades do Nivus chegam no início de agosto.


O "SUV-cupê" da Volkswagen terá apenas duas versões. O Nivus Comfortline parte de R$ 85.890 e seu único pacote opcional é o VW Play & Tech, por R$ 3.520 adicionais. Já a versão Highline tem preço de R$ 98.290 e conta com o pacote Launching Edition, aplicável a carros nas cores Cinza Moonstone e Vermelho Sunset. Por mais R$ 1.700, o modelo ganha teto e capas dos retrovisores pintados em preto, além de logotipos externos e rodas de 17 polegadas em tom escurecido, bem como colorações de apliques laterais, moldura do para-choque traseiro e rack de teto diferenciados a depender da cor externa. Quando o carro é pintado na cor Vermelho Sunset (como o das imagens), estes detalhes são pintados em prata "chrome effect" (com rack prata), e na cor Cinza Moonstone, passam a ser todos pintados de preto. 

Nas duas versões, as 3 primeiras revisões serão gratuitas, o que nas contas da Volkswagen pode representar uma economia de até R$ 1.600. 


Na ocasião da apresentação, a marca declarou que não pretende lançar outras versões mais baratas, como 1.6 MSI ou com câmbio manual, nem com apelo mais esportivo, como GTS ou mesmo R-Line. A grande surpresa (negativa) recaiu sobre o fato de que o Nivus não terá versão PCD. A condição que será oferecida como incentivo a pessoas com deficiência será apenas a isenção de IPI (7%) somado a um desconto da marca de 10%. Com isso, o valor da versão Comfortline é reduzido de R$ 85.890 para R$ 72.346. Ainda assim, um abismo de cerca de R$ 15 mil a R$ 20 mil separam esta versão do Nivus das opções de SUVs com versões exclusivas para PCD.


Mas a receptividade ao Nivus foi muito positiva para um carro lançado em meio à pandemia do novo coronavírus (e também para um modelo que nem as concessionárias ainda dispõem no momento). Para quem encarou a pré-venda, os benefícios foram: opção de 1 ano "sem parcelas" em financiamento junto ao Banco Volks, 1 ano de seguro grátis junto à Porto Seguro, 1 ano de mensalidades da tag Sem Parar e 1 ano de audiobooks.


A Volkswagen acredita que o perfil dos consumidores será praticamente igualitário entre homens e mulheres, com cerca de 30 a 35 anos, e interesses como esportes, tecnologia, jogos, música, carros, gastronomia, viagens e animais de estimação - os chamados "vibrant millenials". Este público, que hoje compra hatches/sedans compactos premium ou SUVs compactos, encontram no Nivus uma alternativa de visual mais ousado.


Fabricado em São Bernardo do Campo (SP) desde o dia 8 de junho, o Nivus está seguindo a programação inicial de lançamento no mercado, segundo a Volkswagen. Para quem quiser conhecer o carro antes, está disponível o aplicativo Realidade Aumentada Nivus na Play Store e na Apple Store.


Na versão Comfortline, o Nivus traz o motor 1.0 Turbo com injeção direta de combustível "200 TSI" e o câmbio automático de seis marchas. Entre os principais equipamentos, estão: direção elétrica, seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois de cortina), auxílio de partida em ladeiras, controles eletrônicos de estabilidade e de tração, regulagem de altura/profundidade do volante, banco do motorista com ajuste de altura, central multimídia Composition Touch com tela de 6,5 polegadas e espelhamento de tela de celulares, faróis de LED com função Coming & Leaving home (faróis acendem ao destravar o carro e permanecem acesos segundos após desligar a ignição) e luzes de condução diurna em LED; lanternas traseiras de LED, câmera de ré, volante com comandos de som e telefone, fixações ISOFIX e top tether para cadeirinhas infantis, sensor de estacionamento traseiro, freios a disco nas quatro rodas, espelhos externos elétricos com função tilt-down (rebatimento para baixo ao engatar a ré) no lado direito, saídas traseiras do ar-condicionado e entrada USB para carregamento voltada para o banco traseiro, entre outros. (Para ver todos os itens, acesse esta matéria).

Por R$ 3.520, o Pacote VW Play & Tech inclui para o Comfortline os seguintes itens: controlador adaptativo de velocidade e distância com função de frenagem e monitoramento de tráfego frontal, City Emergency Brake (frenagem de emergência em caso de iminência de colisão frontal a até 50 km/h), volante revestido em couro com aletas para trocas sequenciais de marcha e o sistema multimídia VW Play.


Para a versão topo de linha Highline, vendida em pacote fechado de equipamentos, os itens adicionais são: controlador de velocidade de cruzeiro adaptativo com função freio, frenagem autônoma de emergência (City Emergency Brake) com alerta de colisão iminente (Front Assist), Post Collision Brake (frenagem automática pós-colisão), ar-condicionado automático digital com regulagem de meio em meio grau e refrigeração para o porta-luvas, faróis de neblina em LED com função Cornering Light (o farol de neblina esquerdo, por exemplo, acende em curvas para a esquerda em baixa velocidade), bancos com revestimento em couro sintético Native, rodas de liga leve de 17 polegadas, sensores de chuva, acendimento automático dos faróis, sensores de estacionamento traseiros e dianteiros, detector de fadiga do motorista, chave presencial com partida do motor por botão, entrada USB no console central dianteiro e novo volante, revestido em couro e com aletas para trocas sequenciais de marcha, o mesmo utilizado pelo Golf 8 na Alemanha.


Na versão Highline, o quadro de instrumentos digital configurável Active Info Display de 10,25 polegadas vem de série, formando par com a central multimídia VW Play, com tela temperada anti-risco de 10,1 polegadas sensível ao toque, com funcionamento semelhante ao de um tablet ou smartphone. Entre seus recursos estão: acesso a redes Wi-Fi, manual cognitivo (IBM Watson), aplicativo Meu VW pré-instalado (possibilitando o agendamento de revisões e a verificação de informações sobre o veículo), e a nova loja de aplicativos VW Play Apps. O sistema multimídia traz memória interna de 10 GigaBytes e há compatibilidade com apps como iFood, Deezer, Estapar, Porto Seguro, Waze, Ubook, entre outros.


O motor 1.0 "200 TSI" Total Flex EA211, com turbocompressor e injeção direta de combustível, rende com etanol 128 cavalos e torque de 20,4 kgfm a partir de 2.000 rpm. Com ele, o Nivus acelera de 0 a 100 km/h em 10,0 segundos e atinge a velocidade máxima de 189 km/h, com etanol. Em relação ao consumo de combustível, de acordo com o INMETRO, o crossover obtém as médias de 7,7 km/l com etanol na cidade e 10,7 km/l com gasolina, também na cidade. Já no percurso rodoviário, as médias são de 9,4 km/l com etanol e 13,2 km/l com gasolina.


O Nivus é 2,75 centímetros mais alto que o Polo, sendo que houve um incremento de 1 cm da suspensão e mais 1,75 cm do conjunto roda/pneu. Sua carroceria é construída sobre a mesma plataforma modular MQB, assim como Polo, Virtus, T‑Cross, Jetta, Passat e Tiguan Allspace e possui 4,27 metros de comprimento, 2,57 m de distância entre-eixos, 1,76 metro de largura e 1,49 m de altura. Na capacidade do porta-malas, o Nivus chega a superar o T-Cross: são 415 litros, ante 373 L do irmão mais velho.


Estarão disponíveis seis opções de cores: Branco Cristal, Preto Ninja, Prata Sirius, Cinza Platinum, Vermelho Sunset e Cinza Moonstone - estas duas últimas exclusivas do Nivus.


Segundo a marca, a cesta de peças de 50 itens terá valor 24% menor que a média do segmento. Com as 3 primeiras revisões gratuitas, o plano de manutenção até 60.000 km fica 46% mais em conta, ao passo que o seguro é 11% menor que a média, auxiliado pelo bom índice de reparabilidade do Cesvi, com Car Group 16, numa escala de 10 a 60. Quando menor o número, mais barato e fácil é o reparo.

Comentários