25 anos de operações da BMW do Brasil: reunimos 335i M Sport e M240i!


Fotos, vídeo e texto | Júlio Max, de Teresina - Piauí
Matéria feita em parceria com @showcarsthe

Em 2020, a BMW está completando 25 anos de operações oficiais no Brasil. No começo dos anos 1990, os primeiros carros da marca foram trazidos pela importadora Regino Import, e no ano de 1995 as operações foram assumidas pela matriz. Neste período, a marca já comercializou dezenas de modelos e até estabeleceu sua fábrica de automóveis no Brasil em 2014, localizada em Araquari (Santa Catarina). A BMW também conta com sua divisão de motocicletas Motorrad, que começou a produzir nacionalmente em 2016, em Manaus (Amazonas). 


Para esta matéria, buscamos dois carros que simbolizassem bem o lema da marca: "Puro Prazer de Dirigir". Por coincidência, ambos possuem a carroceria no tom Azul Estoril, nome que faz referência ao circuito localizado em Portugal. A cor azul está inclusive na identidade do logotipo da BMW e também da divisão M. Estamos diante do sedã 335i M Sport 2013/2014 (geração F10) e do cupê M240i 2016/2017 (geração F22). Apesar de visualmente eles terem traços bem semelhantes, as diferenças ficam evidentes assim que exploramos os aspectos sobre os dois.


Durante nossa sessão de fotos, também apareceu uma das motos mais desejadas da BMW, a S 1000 RR modelo 2018 das imagens. Ela traz motor quatro cilindros de 199 cavalos e 11,5 kgfm de torque, além de câmbio de seis marchas. A moto possui freios ABS, assistente de trocas de marchas, controles de tração dinâmico e de suspensão ativa, além de cruise-control, luzes de direção em LED e manoplas com aquecimento.


Voltando aos carros, ambos possuem uma forte pegada esportiva - cada um de sua maneira. O 335i é uma das versões mais velozes da linhagem do Série 3, a apenas um passo do mítico M3. O sedan conta com o kit aerodinâmico M Sport, com para-choques exclusivos. Neste exemplar, também foram adicionados os retrovisores em fibra de carbono no estilo do M3, além de molduras dianteiras em cinza-chumbo, aerofólio "lip" na tampa do porta-malas e duas saídas de escape maiores.


Já o cupê M240i é uma evolução do M235i, um modelo que inclusive nós tivemos a oportunidade de dirigir anteriormente (clique aqui para conferir a matéria). A mudança do M235i para o M240i deixou o novo modelo um pouco mais aproximado em termos de esportividade do topo-da-cadeia M2. Os retrovisores foram trocados pelos do M2, mais aerodinâmicos, com capas em fibra de carbono. Os contornos da grade frontal são pretos e as rodas de 19 polegadas são as mesmas do M3. Para arrematar, a tampa do porta-malas conta com um aerofólio traseiro.


Apesar do 335i ser 17 centímetros mais comprido e 3,7 cm mais largo, a diferença de peso entre os dois é de apenas 25 quilos favoráveis ao M240i, que registra 1485 kg na balança, ante 1510 quilos do 335i.


É no interior destes carros que é possível distinguir melhor um do outro. O 335i oferece o espaço típico de um sedã médio, com lugar para cinco pessoas. Já o M240i, com portas maiores e sem colunas para os vidros, é o chamado cupê "2+2", que oferece todo o conforto para os dois ocupantes da frente e destina pouco espaço para o banco traseiro. Os dois passageiros de trás são separados por um console entre os bancos.


O porta-malas também tem capacidades bem discrepantes entre os modelos. O 335i tem volume de 480 litros, enquanto o M240i leva 390 litros (uma capacidade que até pode ser considerada boa para um cupê).


A parte interna do 335i possui uma mescla de cores entre preto e bege, compondo um ambiente mais elegante. Na versão M Sport, o volante é exclusivo, com a assinatura M ao centro. No console, é possível escolher o temperamento do carro através das teclas do Driving Experience Control, que ajusta entre os modos Eco Pro, Comfort, Sport e Sport+, do menos para o mais emocionante. Os mesmos modos de condução estão no M240i, que tem o interior todo em preto neste exemplar.


Agora vamos aos principais equipamentos. Neste aspecto, a dupla é bem parecida. O M240i vem com direção eletro-hidráulica, ar-condicionado digital de duas zonas, revestimentos de couro, bancos dianteiros elétricos com extensores para as coxas e memórias para o motorista; chave presencial e partida por botão, som Harman Kardon, sistema multimídia com tela de 8,8 polegadas, câmera de ré e GPS, teto solar elétrico, farol alto automático, frenagem automática de emergência com reconhecimento de pedestres (entre 10 e 60 km/h), sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, controlador de velocidade de cruzeiro, Connected Drive (capaz de chamar socorro em caso de acidente), auxiliar de manutenção de faixa, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, retrovisores externos rebatíveis eletricamente e interno eletrocrômico, e seletor de modos de condução (Eco, Sport ou Sport+, que altera as reações da direção, motor, câmbio e suspensão). 


A lista de itens do 335i inclui ar-condicionado digital de duas zonas com saídas traseiras, direção eletro-hidráulica, sistema multimídia com tela de 8,8 polegadas, câmera de ré e GPS; som Harman Kardon, head-up display (projeção de informações relevantes para o condutor no para-brisa), bancos dianteiros com regulagens elétricas e memória, partida do motor por botão, retrovisor interno anti-ofuscante, sensores de estacionamento, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, Auto Start/Stop (desligamento e religamento do motor em paradas, para economia de combustível), entre outros itens.


Na época em que foi lançado, o 335i era a versão mais rápida do Série 3. Seu motor 3.0 de seis cilindros em linha TwinPower Turbo, com 24 válvulas, desenvolve 306 horsepower e torque de 40,8 kgfm a partir de 1200 rpm. O câmbio automático ZF de 8 marchas com paddle-shifts para troca sequencial de marcha controla essa força, que é despejada para as rodas traseiras. Segundo a fábrica, ele acelera de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos e chega à velocidade máxima limitada eletronicamente de 250 km/h. Este exemplar conta com modificações mecânicas que aumentaram sua potência para cerca de 450 cavalos.


Já o M240i é ainda mais forte. O motor também é o 3.0 de seis cilindros em linha e 24 válvulas TwinPower Turbo, montado na longitudinal, porém um pouco maior que o do 335i, com 2998 centímetros cúbicos (19 cm³ a mais). Turbinado e com injeção direta de combustível, a potência original em relação ao antecessor M235i saltou de 326 para 340 cavalos e o torque cresceu em 5,1 kgfm, para chegar aos 50,9 kgfm entregues entre 1520 rpm e 4500 rpm. No carro das imagens, o rendimento estimado é ao redor dos 500 cavalos.


O câmbio automático com conversor de torque, alavanca ao estilo "shift-by-wire" e 8 marchas (com aletas para trocas sequenciais) é o mesmo para 335i e M240i, e a tração também é traseira. A marca, no entanto, acabou optando pela tração dianteira ou integral em modelos mais novos, como Série 1, X1, X2 e Série 2 Gran Coupé.


Em termos de segurança, 335i e M240i trazem itens semelhantes. O sedan conta airbags frontais, laterais e de cortina, freios a disco ventilados nas 4 rodas, fixações ISOFIX para cadeirinhas infantis, alerta de desvio da faixa de rodagem, controles de tração e estabilidade, entre outros.


Já o M240i conta com seis airbags (frontais, laterais dianteiros e de cortina), controles de tração e estabilidade (ESP), controlador de velocidade de cruzeiro adaptativo e freios a disco ventilados nas 4 rodas. Com o ESP desligado, é preciso ter braço e bom senso, pois o M240i despeja muito mais força nas rodas do que seu visual pode sugerir.

Bastidores


O encontro entre estes BMW estava programado há cerca de dois meses, mas por alguns problemas foi sendo adiado e terminou ocorrendo em um domingo, no dia 13 de setembro. E só poderia ocorrer naquele dia, pois na segunda-feira seguinte o M240i já estava sendo enviado de caminhão-plataforma para o novo comprador, de Curitiba.


Para a sessão de fotos, ocorrida no estacionamento asfaltado da Ponte Estaiada de Teresina, utilizamos um iluminador (refletor espelhado que dá praticamente a iluminação de um flash sem precisar esse recurso na câmera) e também espalhamos algumas folhas secas pelo asfalto para dar o clima de "outono", muito embora o clima estivesse bem quente na capital. Depois, posicionamos a dupla de BMW no estacionamento inferior para fazer as imagens internas e de motor. Como era de se esperar, os carros, ambos azuis, chamaram a atenção dos transeuntes ao circularem juntos. A cobertura em fotos e vídeos mobilizou ao todo oito pessoas, incluindo os proprietários dos veículos. 

Vem conferir a Galeria de Fotos dos BMW 335i M Sport e M240i!


Comentários

  1. Thanks for taking the time to share this excellent post of this BMW with us. I enjoyed all the details and photos that you provided in this article. Have a great rest of your day and keep up the posts.
    Greg Prosmushkin

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).