Destaques do Auto REALIDADE

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Audi Q8 prenuncia o futuro SUV com jeitão de cupê da montadora


A Audi apresenta no Salão de Detroit o carro-conceito Q8, antecipando o futuro modelo de produção que combina a praticidade típica de SUVs com o estilo mais marcante de um cupê, rivalizando com BMW X6 e Mercedes-Benz GLE Coupé. Alguns elementos da carroceria remetem ao Ur-quattro (o cupê dos anos 1980), em detalhes como as largas e planas colunas C, bem como os para-lamas robustos. Apesar da linha de teto reta, a Audi assegura que o Q8 oferece bom espaço para quatro pessoas em assentos individuais, além de bagagens.



Internamente, os comandos estão incorporados em amplas telas sensíveis ao toque, complementadas por uma versão aprimorada do Audi virtual cockpit (com resolução de 1920 x 720 pixels e tela de 12,3 polegadas) e um head-up display com realidade aumentada, para mesclar indicadores virtuais com o mundo real. Como exemplo, uma seta de navegação aparecerá na mesma posição que uma seta real na rua. O conjunto mecânico híbrido plug-in fo conceito produz 449 cavalos e torque de 71,4 kgfm, força que leva o modelo de 0 a 100 km/h em 5,4 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h. O conjunto elétrico fornece autonomia de 60 quilômetros - junto com o motor a gasolina 3.0 TFSI a gasolina (que sozinho entrega 333 horsepower), pode rodar cerca de 1000 quilômetros e fazer até 43,4 km/l. A potência distribuída pela tração integral permanente quattro. Suspensão a ar e freios a disco de cerâmica completam o pacote mecânico. O Q8 de produção chega ao mercado em 2018.



Kia Stinger: esportivo de quatro portas para alemão não por defeito


Prenunciado pelo carro-conceito GT no Salão de Frankfurt (Alemanha) de 2011, o Kia Stinger é a nova aposta da marca no segmento de sedans fastback (ou cupês de quatro portas), com design ousado e mecânica à altura. Composta em 55% por aços de alta resistência, a carroceria do Stinger não chega a ser tão ousada quanto a do concept-car, mas as linhas não deixam de ser marcantes, com fortes vincos, grade ampla, faróis e lanternas prolongados, além de grandes rodas de 18'' (com pneus 225/45) ou 19 polegadas (225/40 na frente e 255/35 atrás). Suas dimensões - 4,83 metros de comprimento, 2,91 m de distância entre-eixos e 1,87 m de largura - são mais espichadas que modelos de porte médio (Audi A4, Infiniti Q50, Lexus IS e BMW Série 4 Gran Coupé), e o entre-eixos chega a ser maior que modelos de grande porte, como Mercedes-Benz CLS e Lexus GS.


Com detalhes "quero ser Mercedes" no habitáculo interno - como as três saídas de ar centrais circulares e o estilo dos painéis de porta - o Stinger traz desde a versão de entrada 2.0 itens como seis alto-falantes e o sistema multimídia UVO com tela sensível ao toque de 7 polegadas. No modelo V6, são nove alto-falantes integrados a um subwoofer traseiro. Como opcional está disponível o som da Harman/Kardon, com potência de 720 Watts e 15 alto-falantes, incluindo dois subwoofers abaixo dos bancos dianteiros e o recurso Clari-Fi, que reconstroi segmentos dos arquivos de som que são normalmente perdidos na compressão digital. Também está disponível o carregador wireless para smartphones.


O pacote de itens de segurança inclui alerta de colisão frontal com frenagem automática de emergência urbana, controlador de velocidade adaptativo (com monitoramento da distância do veículo à frente, podendo frear totalmente caso necessário), detecção de veículos em pontos cegos, assistente de manutenção na faixa de rodagem, alerta de tráfego cruzado traseiro e o head-up display, que projeta no para-brisa velocidade, orientações do GPS, além das funções de som e piloto automático.


O Stinger 2.0 (Theta II turbinado de quatro cilindros) rende aproximados 255 horsepower a 6200 rpm e torque de 35,9 kgfm entre 1400 e 4000 rpm. Já o V6 utiliza o motor 3.3 Lambda II Twin-Turbo, com rendimento aproximado de 365 horsepower a 6000 rpm e torque de quase 52 kgfm de torque de 1300 a 4500 rpm. Assim, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e atinge 269 km/h.


Queridinho dos EUA, Toyota Camry se renova por inteiro na linha 2018


Automóvel mais vendido dos Estados Unidos por mais de 15 anos, o Toyota Camry mudou para valer na linha 2018, passando a adotar a nova arquitetura modular TNGA, que dará origem a diversos modelos da montadora no futuro. Se no Brasil o Camry tem um jeitão conservador, nos Estados Unidos o modelo adota linhas sinuosas e ousadas, que lembram representantes europeus da marca, como o Avalon e o C-HR. Capô e teto estão ligeiramente mais baixos, acentuando um caráter mais esportivo. Nos States, o sedan será comercializado nas versões LE, XLE, SE e XSE, sendo que o pacote Sport estará disponível para as duas versões de topo e integra para-choques mais esportivos (com emulação de difusor de ar na traseira), spoilers laterais, grade frontal mais agressiva e, para o modelo XSE, rodas de liga leve pretas de 19 polegadas.





Por dentro, o Camry ganha um ambiente todo novo, com superfícies macias ao toque e mais espaço para os ocupantes. São três os displays interligados: um head-up display que projeta informações no para-brisa, uma tela colorida de 7 polegadas no quadro de instrumentos e a tela touchscreen central de 8 polegadas, com GPS e comandos de ar-condicionado, aquecimento e resfriamento. De série, o sedã traz o Toyota Sense System P, que inclui alerta de colisão frontal com detecção de pedestre, alerta de saída não intencional da faixa de rodagem com intervenção no volante, faróis altos automáticos e controlador automático de velocidade adaptativo. Os modelos mais completos virão com detecção de veículos em pontos cegos e alerta de tráfego cruzado traseiro.

O Camry 2018 terá três opções de novos motores: um 3.5 V6 com injeção direta de combustível, um 2.5 a gasolina de quatro cilindros em linha (ambos aliados ao novo câmbio automático Direct Shift de 8 marchas) e o Hybrid, que alia o motor 2.5 de 4 cilindros ao conjunto elétrico, enquanto o câmbio CVT simula 6 marchas para maior responsividade ao motorista. A expectativa é de que o novo Camry esteja nas concessionárias norte-americanas a partir do final do terceiro trimestre deste ano.


domingo, 15 de janeiro de 2017

Vendas em dezembro: GM conquista liderança; VW, Renault e Fiat superam crise


O ano de 2016 marcou uma queda substancial no mercado de automóveis zero-quilômetro - o pior desde 2006 - em favor do segmento de usados/seminovos, que cresceu aproximados 22% no ano que passou. Com 37,2 mil unidades registradas, a Chevrolet fechou 2016 como líder de mercado - no acumulado de 2016, foram 345,9 mil unidades, o que representa 11.9% de crescimento em participação de mercado. Como era de se esperar, o principal expoente da marca foi o Onix, que sozinho emplacou 153 357 unidades ao longo de 2016 (o vice-líder, o Hyundai HB20, registrou 121 630 unidades), ao passo que seu irmão sedã Prisma registrou 66,3 mil carros emplacados. O volume é cerca de 22% superior ao registrado em 2015, mesmo com todas as dificuldades que atravessa o setor.


Na Volkswagen, dezembro foi um mês de retomada: além do Gol ter passado da 7ª para a quarta posição, o sedan Voyage (que sequer havia figurado no ranking anterior) obteve a décima-quinta colocação e o Fox também voltou a aparecer como 18º colocado.



Já a Renault alcançou novo recorde de participação de mercado no fechamento de 2016: 7,5% de market share, graças ao crescimento do Sandero, que terminou o ano em sétimo lugar entre os veículos mais vendidos, com 63.235 unidades. A versão Stepway foi novamente líder entre os hatches compactos aventureiros. Já a Fiat, com o lançamento do Toro (atual líder do segmento de picapes médias, com mais de 41 mil unidades emplacadas) e do Mobi, conseguiu manter seu ritmo de crescimento mesmo com uma linha que, de modo geral, está envelhecida e teve várias baixas, com o fim de produção/importação de Bravo, Linea, Idea, Freemont, Siena EL, Doblò Cargo e Palio Fire.


No Piauí...

Se a duplinha Onix + Prisma no topo da lista não chega a ser surpresa em nosso Estado, vale registrar que os Volkswagen Gol e Voyage tiveram crescimento substancial de unidades emplacadas, assim como os Fiat Palio (4º) e Toro (9º). Estranhou a ausência dos utilitários compactos na lista? É um dos efeitos do lançamento do Jeep Compass, que polarizou as atenções desde o lançamento. Em dezembro, ele mesmo teve uma queda significativa comparada ao mês de novembro. Entre os mais vendidos, estão: Nissan Kicks (22 unidades), Renault Duster (21) e Jeep Renegade (19 carros).

Legenda

... = subiu de posição em relação ao mês anterior
... = desceu de posição em relação ao mês anterior
... = manteve a posição no ranking do mês anterior 
... = não constava do ranking do mês anterior

Ranking nacional --- 25 mais vendidos

1º Onix --- 18 432 unidades
2º HB20 --- 12 234 unidades
3º Ka --- 7421 unidades
4º Gol --- 7330 unidades
5º Prisma --- 6811 unidades
6º Sandero --- 6353 unidades
7º Palio --- 6270 unidades
8º Corolla --- 6015 unidades
9º Toro --- 5288 unidades
10º Strada --- 4975 unidades
11º HB20S --- 4666 unidades
12º Mobi --- 4555 unidades
13º HR-V --- 4325 unidades
14º Renegade --- 3999 unidades
15º Voyage --- 3971 unidades
16º Compass --- 3708 unidades
17º Hilux --- 3672 unidades
18º Fox --- 3656 unidades
19º Etios Hatch --- 3655 unidades
20º up! --- 3390 unidades
21º Fit --- 3240 unidades
22º Civic --- 2921 unidades
23º Etios Sedan --- 2742 unidades
24º S10 --- 2707 unidades
25º Uno --- 2698 unidades

Ranking piauiense --- 25 mais vendidos

1º Onix --- 235 unidades
2º Prisma --- 154 unidades
3º Gol --- 123 unidades
4º Palio --- 108 unidades
5º HB20 --- 95 unidades
6º Corolla --- 92 unidades
7º Toro --- 87 unidades
8º Voyage --- 80 unidades
9º Hilux --- 75 unidades
10º Strada --- 73 unidades
11º Etios Sedan --- 68 unidades
12º Siena --- 66 unidades
13º Sandero --- 63 unidades
14º Mobi --- 58 unidades
15º Ka --- 57 unidades
16º HB20S --- 51 unidades
= S10 --- 51 unidades
18º Etios Hatch --- 46 unidades
19º Versa --- 39 unidades
20º Logan --- 38 unidades
21º Fox --- 33 unidades
22º Compass --- 33 unidades
23º Hilux SW4 --- 28 unidades
24º Uno --- 26 unidades
25º Kicks --- 22 unidades

Nissan Vmotion 2.0 é destaque da marca no Salão de Detroit


Para antecipar seus novos ideais de estilo e tecnologia, a Nissan apresenta no Salão de Detroit o carro-conceito Vmotion 2.0, que prenuncia a evolução visual da filosofia de design "V-motion", já adotada em modelos atuais, como o Murano e o Maxima. No concept-car, é valorizado o formato tridimensional: a grade se estende até a base do para-choque frontal e traz o escudo da Nissan iluminado quando o modelo está no modo autônomo ProPILOT, enquanto a silhueta é marcada pela curvatura suave das colunas, emoldurada por detalhes em carbono, e a traseira possui lanternas em formato de bumerangue que destacam a largura da carroceria, que é pintada em prata com nuances na cor cobre.



As portas traseiras se abrem em sentido oposto às da frente e, com a ausência do pilar central da carroceria, facilitam o acesso ao interior. O painel segue o estilo de conceitos como o BladeGlider, com uma grande tela que "flutua" diante do habitáculo frontal, integrando o quadro de instrumentos e o sistema de informação e entretenimento, além da interface gráfica do modo autônomo ProPILOT. Para os passageiros traseiros, o console central exibe uma tela menor, que pode ser utilizada como extensão do display central.


Os bancos proporcionam boa sustentação, forrados com couro macio por meio de uma técnica de costura similar à aplicada em bolsas femininas. O design do volante facilita a visão dos displays centrais. O layout simples do console central inclui um touchpad multifuncional que dá acesso aos comandos do sistema de informação e entretenimento. Outros materiais inspiram qualidade, como o acabamento em madeira zebra utilizada no assoalho e nas portas.


Os alto-falantes Bose UltraNearfield do Vmotion 2.0 contam com tecnologia de gestão do som, que controla a direção e a distância do som, gerando um campo sonoro de 360 graus em torno do motorista, transmitindo diferentes sons de forma mais precisa. Sua propulsão é elétrica, porém não foram informados maiores detalhes sobre seu rendimento.


Dimensões

Comprimento - 4,86 m
Largura (sem retrovisores) - 1,89 m
Altura - 1,38 m
Entre-eixos - 2,85 m


Curta a página do Auto REALIDADE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...