Nissan March e Versa 2019 estreiam novidades na central multimídia

Bugatti revela Veyron Rembrandt Bugatti em Genebra


O homenageado na quarta série limitada (de seis) Les Légendes de Bugatti é Rembrandt Bugatti, o irmão mais novo de Ettore (que por sua vez era o irmão mais velho e o fabricante dos Bugatti). Rembrandt, nascido em 1884, não se envolveu na criação de automóveis da marca, porém especializou-se em esculturas, incluindo o elefante na grade do Bugatti Royale, que teve apenas seis unidades produzidas entre 1927 e 1933. Com a matança de diversos animais do zoológico na cidade de Antuérpia (Bélgica) durante a Primeira Guerra Mundial, objetos de inspiração para as esculturas, e seu abatimento, depressão e dificuldades financeiras, Rembrandt cometeu suicídio em 1916, aos 31 anos.


O Veyron Rembrandt Bugatti, como as outras séries (Jean-Pierre Wimille, Jean Bugatti e Meo Costantini), é baseado na versão Grand Sport Vitesse, com motor 8.0 W16 de 1200 cavalos e 152,9 kgfm de torque entre 3000 e 5000 rpm. Seu tempo de aceleração de 0 a 100 km/h é de 2,6 segundos, com velocidade máxima de 408,84 km/h sem teto.


A pintura em dois tons (bronze/castanho) e a moldura da grade e o logotipo da Bugatti na traseira e no volante feitos de platina são detalhes exclusivos do Rembrandt Bugatti, assim como sua assinatura grafada na tampa do tanque de combustível e nas soleiras de porta.


Comentários