Os detalhes da Chevrolet Spin LTZ 2019 com câmbio automático

Com drones e sem volante: seria a Mercedes Vision Van a Sprinter do futuro?


Apostando em um futuro de veículos autônomos, a Mercedes-Benz apresenta no Salão de Paris a Vision Van, movida por um sistema elétrico de 75 kW (entregando até 150 kW em boosts de um minuto) e com autonomia estimada em 270 quilômetros. Para a realização de entregar, o conceito conta com a ajuda de dois drones e o serviço de armazenamento de dados nas nuvens que vem tomando conta da Internet. Os drones, no entanto, têm capacidade de carga restrita a dois quilos e fazem entregas em um raio de 10 a 20 quilômetros. Ainda assim, é uma opção muito válida para agilização de entregas de produtos, praticamente sem riscos de falhas.


O Vision Van adota um estilo mais aerodinâmico e futurista, e que lembra o Vision Gran Turismo. A grade frontal, que é fechada por não haver necessidade de refrigeração, ganha um painel de LEDs que transmite avisos e imagens para as redondezas, assim como nas lanternas. A tampa traseira abre para cima, e revela várias empilhadeiras que armazenam objetos, que são selecionados em uma espécie de empilhadeira automatizada, e enviados para a abertura no teto, onde serão coletados pelos drones. A porta direita é deslizante (à esquerda o motorista não tem por onde sair).


Por dentro, apenas o motorista tem onde sentar, e os tradicionais volantes e pedais foram substituídos por um joystick. Tanto o painel quanto o piso são telas coloridas que informam o condutor sobre a região e o status dos drones, além de ajudar na ambientação futurista. A velocidade máxima é restrita a 80 km/h, embora o conjunto pudesse levar a Vision Van a 120 km/h.


Comentários