Audi Q3 chega em fevereiro, em 3 versões, a partir de R$ 179.990


A Audi inicia hoje a pré-venda da nova geração do Q3 no Brasil. Confirmado para o mês de fevereiro de 2020, o SUV importado de Gyor, na Hungria, terá versões a partir de R$ 179.990; nesta fase inicial a marca garante valorização de até R$ 10.000,00 no seminovo e garantia de quatro anos. Porém, a marca ainda não detalhou o conteúdo das versões.


As linhas do Q3 seguem o estilo inaugurado do Q8, com grade Singleframe em estilo octogonal com oito barras verticais e faróis em Full LED. Lateralmente, destaque para os arcos de roda mais musculosos, o aerofólio alongado e as colunas traseiras com inclinação acentuada.

 

O interior incorpora tecnologias como o sistema multimídia MMI com tela de 8,8 polegadas sensível ao toque, além de comandos de voz que compreendem a linguagem cotidiana. Na parte central, o painel é inclinado em 10 graus em direção ao motorista. No lugar dos comandos giratórios dos faróis, agora há botões, no canto esquerdo do painel. O volante conta com aletas para trocas sequenciais de marcha e o quadro de instrumentos é digital e configurável, com tela de 10,25 polegadas. 


No escuro, se revelam os pontos de luminosidade no console central, compartimento na parte de baixo do painel e nas portas, que podem ser configurados em 30 opções de cores.


Com 4,48 metros de comprimento e 1,85 metro de largura, o Q3 cresceu 9,7 centímetros no comprimento e ficou 25 milímetros mais largo que a geração anterior. Sua distância entre-eixos foi alongada em 7,7 centímetros, passando a 2,680 m, e ampliando o espaço para joelhos, cabeça e cotovelos.


Os bancos traseiros podem ser movidos para frente em 15 centímetros e os encostos com três divisões em 40:20:40 podem ser inclinados em sete ângulos. Há ainda um descansa-braço central que acomoda dois copos. Dependendo da posição dos bancos e encostos traseiros, a capacidade do porta-malas vai de 530 a 675 litros. Com os encostos rebatidos, o volume aumenta para 1525 litros. O assoalho do porta-malas pode ser ajustado em três níveis e ficar até 748 milímetros mais baixo, o que facilita a inclusão de bagagens pesadas ou o armazenamento da tampa do bagageiro.


Entre os itens disponíveis nas versões mais completas estão o controlador de velocidade de cruzeiro adaptativo, que incorpora a assistência em congestionamento, além de assistente semi-automático de estacionamento (o motorista só precisa acelerar, frear e mudar as marchas), controlador de velocidade de descidas, além do pre sense dianteiro que detecta pedestres, ciclistas e outros veículos usando o radar frontal, realizando a frenagem de emergência em caso de iminência de colisão.


Por enquanto, o Q3 terá como única opção de motor o 1.4 movido a gasolina de quatro cilindros com turbo e injeção direta de combustível, que entrega potência de 150 cavalos e 25,5 kgfm de torque - mesma força do motor do Q3 anterior, mas sem aceitar etanol, como também passou a ocorrer no novo BMW Série 3. O câmbio é o S tronic de seis marchas. Há seis modos de condução disponíveis no Audi drive select, que influenciam na resposta do acelerador, esterçamento e características das mudanças de marcha.


Comentários