Destaques do Auto REALIDADE

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Os reflexos do aumento do IPI em janeiro


A partir de amanhã (01º de janeiro de 2014), os carros zero-quilômetro vão incorporar IPI mais alto, e que deverá ser seguido de outro aumento em julho, conforme previsto pelo atual ministro da Fazenda, Guido Mantega. Para os carros de cilindrada até 1.0, a alíquota sobe de 2% para 3%, e após 30 de junho de 2014, haveria novo aumento, para 7%, porcentagem idêntica à incidência do IPI antes de 2012. Vale lembrar este aumento não é válido para automóveis nos estoques das concessionárias. Confira abaixo quanto o novo IPI influi nos preços de modelos populares (o valor nas lojas pode ser inferior ou superior aos apresentados):


Chevrolet Celta Advantage: de R$ 31 800 para R$ 32 118


VW Gol 1.0 duas portas 2014: de R$ 30 220 para R$ 30 522


Fiat Uno Way 1.0: de R$ 28 890 para R$ 29 178


Ford Fiesta RoCam: de R$ 30 990 para R$ 31 299


Renault Clio Authentique duas portas: de R$ 24 450 para R$ 24 694


Modelos com motor entre 1.0 e 2.0 flex-fuel atualmente possuem alíquota de IPI de 7%, que subirá para 9% amanhã e poderá retornar a 11% em julho. No caso de carros com motor entre 1.0 e 2.0 movidos a gasolina, a alíquota, atualmente de 8%, sobe para 10% no dia 1º de janeiro e pode voltar a 13% no mês de julho. 


Já os comerciais leves/utilitários terão IPI elevado de 2 para 3% em janeiro, imposto que pode chegar a 8% em meados do ano. 

domingo, 29 de dezembro de 2013

Os destaques automotivos no ano de 2013!


Antes de iniciar 2014 com força total, o Auto REALIDADE relembra os principais fatos, lançamentos, fins de produção e curiosidades relacionadas aos carros ocorridos em 2013, um ano que vai ficar guardado na memória dos amantes de automóveis.

> Janeiro





O ano começou com a apresentação do Peugeot 2008, que deverá ser produzido em Porto Real (RJ), do novo Lexus IS, do Corvette C7 Stingray, do Infiniti Q50, do Mercedes-Benz CLA e do Nissan Versa Note, além dos reestilizados Kia Cadenza, Mercedes-Benz Classe E Coupé, Cabriolet e E 63 AMG, além do Aston Martin Rapide S.



No Brasil, chegam às concessionárias o híbrido Toyota Prius e o novo Ford Fusion, inicialmente apenas na versão 2.0 EcoBoost e com todas as unidades chegando vendidas. Estivemos na abertura do rally Piocerá 2013, na arena do Teresina Shopping, onde predominavam TAC Stark, Mitsubishi L200, Suzuki Jimny e outros veículos aventureiros.

> Fevereiro

Em fevereiro foram revelados o polêmico Jeep Cherokee 2014 o Mercedes A 45 AMG, o BMW Série 3 GT, o Alfa Romeo 4C, o C3 reestilizado no mercado europeu, e no final do mês, o novo Chevrolet Prisma (flagrado semanas antes por Luciano Mainardo). Os Volvo S60, V60, S80, V70, XC70 e XC60 foram reestilizados de uma só vez e o brasileiro Ford EcoSport deu o ar da graça na Europa com poucas modificações.

O Hyundai i30 chegava ao Brasil em nova geração, porém com bem menos fôlego: no lugar do 2.0 de 145 cv, entrou o 1.6 Flex de 128 cavalos. Já o recém-chegado Fusion estreava a versão 2.5 Flex, mais acessível (e com alguns equipamentos a menos). 



 
> Março


No mercado brasileiro chegavam o Hyundai HB20S, o Peugeot 208, a série College do Uno, a nova geração do Renault Master e o Mercedes Classe A (registrado por Cláudio Fatara). Em São Paulo ocorreu a Exposição Giugiaro, celebrando 45 anos de design de Giorgetto Giugiaro (fotografada por Rafael Susae) e, da cidade de Tatuí, recebemos o flagra da terceira geração do Ford Focus (via Cristiano Marques).

A Fiat, em parceria com a Top Cau, lançou ovos de Páscoa que continham miniaturas em escala 1:43 dos modelos 500, Bravo, Punto e Uno/Uno Way. Foram lançados o Camaro 2014 (ressuscitando a versão Z/28), o novo Range Rover Sport, o Durango 2014 (envelhecendo precocemente o modelo ''brasileiro''), as novas gerações do Cadillac CTS e do Kia Soul, o Nissan March reestilizado na Tailândia, a LaFerrari, o Koenigsegg Agera Hundra, o novo Porsche 911 GT3, o SRT Viper Time Attack e o McLaren P1 de produção, além do novo Spyker, o B6 Venator. Não é à toa que março foi o mês com mais postagens neste ano. Ao final do mês veio a confirmação: o IPI reduzido se manteria nos atuais patamares até o fim de 2013.

> Abril


No dia da Mentira, o Auto REALIDADE publicou as brincadeiras das próprias montadoras, comuns no exterior mas ainda desprezadas aqui. Mas o comercial para internet do novo Mercedes Classe A, ao som do funk ''Passinho do Volante'', parecia zoeira. O Citroën C4 Picasso passou por uma remodelação bem exótica, inspirada no carro-conceito Technospace. Ainda mais controversa foi a reestilização do Toyota 4Runner nos Estados Unidos. Ao passo que a VW Saveiro era apresentada reestilizada na linha 2014 e a Fiat Strada ganhava a série Mangalarga Marchador, a Ford Courier dava adeus ao mercado, com poucas mudanças desde o lançamento, em 1997.

O nome Escort voltou à ativa, batizando um carro-conceito da Ford inicialmente destinado ao mercado chinês - assim como Ghibli, que agora batiza o sedan de luxo da Maserati mais acessível que o Quattroporte - e o Celta, quem diria, ganhava freios ABS e airbag duplo como opcionais. Vários carros-conceito foram revelados em abril (Acura SUV-X, Buick Riviera, Citroën DS Wild Rubis, Mercedes-Benz GLA Concept, Suzuki Authentics, Venucia VIWA, Volkswagen CrossBlue Coupé, Toyota ME.WE, FT-HT e Yundong Shuangqing II, Nissan Friend-ME, entre outros). No fim do mês veio a notícia da morte de Wolfgang Sauer, o influente presidente da Volkswagen Brasil entre 1973 e 1993.

>
Maio

Aos moldes do Salão do Automóvel no Anhembi, a cidade de Recife (PE) recebeu o Nordeste Motor Show, que contou com novidades da VW, Chevrolet, Ford, MINI, Chrysler, JAC, além de veículos antigos, lanchas, motos e exóticos como Maserati Gran Turismo e  - tudo registrado por Thiago Barbosa. O Auto REALIDADE atingiu três milhões de acessos naquele mês! Para comemorar, postamos uma matéria sobre o Porsche 911 Carrera (Geração 996), uma raridade em solo piauiense. O novo Toyota RAV4 chega às concessionárias e estivemos presentes em seu coquetel de lançamento. O Ford New Fiesta Hatch também surgia nas ruas brasileiras. A série Sublime, apresentada no Salão de São Paulo no ano passado, passa a estar disponível para o Fiat Grand Siena.

Conceitos radicais, como o VW Design Vision GTI Concept e o Lamborghini Egoista, foram revelados. Naquele mês, BMW X5, Porsche 911 Turbo e Peugeot 308 foram totalmente remodelados, o Lifan X60 passou a ser vendido pelo curioso preço de R$ 52 777 e o VW Gol passou a ser oferecido em duas versões de apelo aventureiro, Rallye e Track. Os trailers dos jogos Gran Turismo 6, Need For Speed Rivals e Forza Motorsport 5 já deixavam atiçados os amantes de games de corrida.

> Junho


Após meses de especulações, a Toyota mostra o novo Corolla. Aliás, os novos Corolla: um para o mercado norte-americano, outro para o Velho Continente, visualmente distintos. As atrações do XVIII Encontro de Carros Antigos em Águas de Lindóia (SP) surpreenderam, assim como o trailer do filme baseado num dos games mais aclamados de todos os tempos: Need For Speed. Chegam às concessionárias do Brasil o Volvo V40, o Chery Tiggo reestilizado, o Honda Accord e os novos JAC J3 Hatch e Turin (contamos com os registros de Ygor Bastos [JAC], Cláudio Fatara [V40] e Rafael Susae [Águas de Lindóia]). Em Teresina, o Clube do Carro Antigo celebrou 10 anos com uma bela exposição de veículos, do Ford Modelo T ao Escort XR3 Conversível, passando por Volvo P1800, VW SP2 e Dodge Dart Seneca.

O Pagani Zonda, descontinuado há dois anos, ressurgiu na versão Revolution. Sob desgosto inicial de fãs, o BMW 3 Coupé dava lugar ao Série 4, nomenclatura sem histórico. Já o Porsche 911 completou meio século de existência com a série 50th Anniversary Edition, preservando elementos do modelo de 1963. No dia do nascimento do filho de William e Kate Middleton, o piloto Allan Simonsen faleceu em um acidente nas 24 Horas de Le Mans, pilotando um Aston Martin Vantage GTE.

> Julho



Mês de apresentação de séries especiais: Honda City Sport, Fiat Bravo Wolverine, Fiat Punto Blackmotion... A Chevrolet preparou terreno para o novo Tracker (apresentando-o em horário nobre, no intervalo do programa Fantástico) e disponibilizou o câmbio automático de seis marchas para Onix e Prisma, enquanto a VW lançou o Fox Bluemotion e Ford apresentou o New Fiesta Sedan reestilizado (e que continua sendo importado do México).

O Honda Fit passou por sua segunda modificação completa no Japão e a Datsun, ressuscitada para se tornar uma marca de baixo custo da Nissan, revela seu primeiro carro, o GO. Em Teresina, houve a nona edição do Tuning Show no Atlantic City e circulou uma unidade da Saveiro Cross com placas verdes de São Bernardo do Campo (SP), provavelmente em testes com o novo motor 1.6 16v.





> Agosto


O aguardado jogo BeamNG trouxe realismo na simulação de acidentes. Dois carros da Volkswagen se sobressaíram no mês: o Golf VII, que chegava da Alemanha na versão Highline (na Europa, era apresentada a versão nervosa R, com 300 cavalos), e a derradeira série Last Edition da Kombi, que se despedia após 56 anos de produção nacional. O Citroën C4 Lounge teve todos os seus detalhes revelados, mas só seria comercializado no mês seguinte. O Chevrolet Agile era reestilizado na Argentina e não tardaria a chegar ao Brasil. No final do mês publicamos as imagens da Focus Pop-Up Gallery (via Rafael Susae), evento que promoveu a versão sedan logo antes de sua chegada às concessionárias.

A Ferrari apresentou a 458 Speciale, ao passo que a Nissan retomou a nomenclatura Terrano numa variante do Duster para a Índia, a Mercedes revelou o GLA e o Classe S Plug-In Hybrid, a Audi reestilizou o A8 e o Mitsubishi Outlander chegou ao Brasil em nova geração.



Setembro



Acompanhamos a inauguração da concessionária Newsedan, que representa os carros da Mercedes-Benz e smart em Teresina. Nossa cobertura (que contou com as essenciais informações de Eduardo de Jesus) envolveu das imagens da autorizada nos retoques finais aos detalhes do Mercedes SLS AMG. Com quase dois meses de antecedência, mostramos as imagens da série Advantage do Celta (os Chevrolet Cobalt e Spin também aderiram à edição especial). Enquanto o Nissan Inova Show retomava a visita de cidades, Chiquinho Scarpa desejava enterrar seu raro Bentley Flying Spur (no final, tudo era brincadeira para atrair a campanha de doação de órgãos). O superlativo Porsche 918 Spyder era revelado em detalhes e a Audi anunciou a fabricação do A3 Sedan e do Q3 no Brasil em 2015.

O Chery QQ passou a ser o carro mais barato do Brasil: um lote de 600 unidades chegou pelo preço unitário de R$ 19 990. Foi apresentada a primeira das seis séries do Bugatti Veyron que prestam tributo a figuras importantes para a marca. Os Nissan Rogue e X-Trail se tornaram um só com a globalização. O JAC J6 recebeu um face-lift, o Captiva deixou de ser oferecido com motor V6 e a BMW, após mostrar o elétrico urbano i3, revelou o esportivo i8.

>Outubro


Finalmente o Chevrolet Tracker chegava às lojas - com sobrepreço e filas de espera, situação que permanece em alguns locais. Dias após sua apresentação, chegava a Fiat Strada 2014, com a inédita opção de cabine dupla com terceira porta para passageiros do lado direito. A exemplo do Série 4, o BMW Série 2 adotou nome próprio ao substituir o 1 Coupé.

O Auto REALIDADE completou quatro anos! Na ocasião, preparamos uma avaliação especial da linha R-Design da Volvo (composta por XC60, V40, S60 e V60), com fotos e impressões de Rafael Susae. O mês foi marcado por múltiplas novidades chegando às lojas: VW Golf VII, Nissan Sentra, Ford Focus III, Chevrolet Agile, Sonic Effect e Renault Sandero Tech Run.



>
Novembro



No mês de eventos automotivos no Brasil, como a Bienal do Automóvel (Belo Horizonte, MG), a Fenatran e o AutoEsporte ExpoShow (São Paulo, SP), a primeira edição da Feira de Imóveis e Automóveis, na Potycabana, foi o ensaio inicial piauiense para um Salão do Automóvel. Houve poucos expositores e cerca de metade dos veículos ficou trancada, mas foi possível conferir com tranquilidade modelos da Toyota, Ford, VW, Mercedes-Benz e importados como Range Rover Sport e Camaro Convertible.

Em clima de Copa do Mundo, a Volkswagen apresentou a série Seleção para Gol, Voyage e Fox. Já a Toyota lançou o Etios Cross, um dos que mais fez o público pender para o ''deixe-o'' do que pra o ''ame-o''. Na Renault, o Logan ficou ''unbelievable'', com a reformulação geral. O Nissan Altima, com seu jeitão discreto por fora, surpreende no interior confortável. No exterior, foram revelados os novos Honda City e Vezel, o Jaguar F-Type Coupé, a Chevrolet Colorado 2015 e a nova geração do MINI Cooper. No último dia do mês, Paul Walker, o Brian de Velozes e Furiosos, morreu em um grave acidente no banco do passageiro de um Porsche Carrera GT pilotado por Roger Rodas, que também faleceu no local. Outro adeus foi o do Lamborghini Gallardo, após 10 anos e 14 022 unidades produzidas.

Dezembro



No último mês do ano rondavam incertezas sobre a obrigatoriedade de airbag duplo e freios ABS ficar para 2016 ao invés de janeiro de 2014. A pressão de sindicalistas e a posição do ministro Guido Mantega, no entanto, não adiaram a adoção dos itens de segurança em todos os carros zero-quilômetro. Assim, carros como Fiat Mille, VW Kombi e VW Gol G4 se despedem de nosso mercado. Para marcar o fim do primeiro 1.0, a Fiat lançou a série Grazie Mille, limitada a 2000 unidades produzidas.

Em Fortaleza ocorreu o Nordeste Auto Show, que reuniu modelos novos, esportivos e clássicos, com a vantagem da entrada ser franca, e em São Paulo o Auto Premium Show, voltado aos carros luxuosos. Renovado, o Jeep Grand Cherokee 2014 chega às concessionárias. O fim do ano ainda nos reservou novidades, como o novo Ford Mustang, que deverá ser vendido no Brasil em 2015 com motor 2.0 EcoBoost, a nova geração do Mercedes Classe C, a dupla M3 e M4, da BMW, e o Lamborghini Huracán, sucessor do Gallardo.

Destaques positivos de 2013


Superesportivos: mais do que na quantidade, muitos dos carros dos sonhos lançados em 2013 estão predestinados a serem futuros mitos. McLaren P1 e LaFerrari (que tiveram todas as suas unidades vendidas), as inúmeras edições limitadas do Bugatti Veyron, o Lamborghini Veneno, a sétima geração do Corvette (há nove anos ele não passava por mudanças profundas), o Mercedes-Benz SLS AMG (que se despede com a série Final Edition) e as variantes esportivas do Porsche 911 (GT3, Turbo S) são exemplos dos carrões que habitaram nossos sonhos (e as garagens de alguns endinheirados).


Preços competitivos: excetuando os lançamentos aguardados, com ágio e unidades reservadas, no ano de 2013 os pacotes de equipamentos da maioria dos carros ficaram mais recheados (e os preços, beneficiados pelo IPI reduzido). Fiesta RoCam e Gol ganharam airbag duplo, freios ABS e direção hidráulica, permanecendo na faixa dos R$ 30 mil. O Etios ganhou painel e acabamento melhorados e manteve os preços, enquanto o Nissan March incorporou equipamentos. Isso sem falar nos feirões, Black Friday (Chevrolet e Fiat ofereceram descontos consideráveis em alguns modelos) e nos grandes descontos para unidades linha 2013 ou próximas do fim de linha. Mesmo em modelos recém-lançados, como o Prisma, é possível receber cortesias como câmera de ré e emplacamento quitado pela loja.


Novidades: o mercado brasileiro recebeu em 2013 modelos alinhados com os exigentes mercados europeu, japonês e norte-americano: VW Golf VII, Nissan Altima, Honda Accord, Toyota RAV4, Ford Focus, Lexus IS e Citroën DS5 são alguns exemplos. O tempo entre a apresentação no exterior e a chegada no Brasil também encurtou: o BMW Série 4, lançado mundialmente em junho, participou do Auto Premium Show em novembro.


Mais fábricas no Brasil: este ano, a Audi anunciou a fabricação nacional de A3 Sedan e Q3 em 2015, a BMW deverá fabricar nada menos que cinco modelos já em 2014 (X1, X3, Série 1 Hatch quatro portas, Série 3 Sedan ActiveFlex e MINI Countryman), a Mercedes-Benz volta a fabricar e comercializar automóveis no Brasil (Classe C, já em nova geração, e GLA), a Land Rover anunciou nova fábrica mas ainda não confirmou os modelos a serem produzidos e a Honda terá uma segunda fábrica dentro de dois anos, produzindo o novo Fit e o crossover Vezel. Sem falar nas unidades fabris anunciadas anteriormente que estarão prontas no próximo ano (JAC e Chery).


Centrais multimídia: as fábricas passaram a equipar diversos modelos com este item de fábrica, valorizado pelos brasileiros. Os dispositivos geralmente possuem tela colorida sensível ao toque de aproximadamente 7 polegadas e reproduzem músicas, fotos, vídeos, trazem Bluetooth e entrada USB/auxiliar. Na Chevrolet, Cobalt, Spin, Cruze, Tracker, Trailblazer e S10 trazem o MyLink na versão LTZ; a Hyundai disponibilizou, também nas versões mais caras de HB20, HB20S e HB20X, o BlueNav. Na Renault, o Media Nav já é comum no Logan, Sandero e Duster, enquanto na Fiat a central multimídia é oferecida como acessório Mopar. Os modelos que não contam com centrais multimídia (como exemplo, Agile e New Fiesta) se viram como podem, oferecendo rádios com comandos de voz, leitor de CD (já abandonado pela maioria das centrais) e iluminação futurista.

Destaques negativos de 2013


Recalls: a quantidade de chamadas às oficinas este ano foi excessiva. Houve recall em duas etapas, recall logo após o lançamento (caso do Focus III e da Strada três portas), recall seguido de recall (caso do Onix), recalls de diferentes marcas por defeito em uma peça de um mesmo fornecedor e até recall do logotipo (a Honda dos EUA convocou proprietários por conta dos nomes Elite e Odyssey colados em posições trocadas). O recall em si demonstra respeito da fábrica em relação ao consumidor, efetuando consertos que possam por em risco os passageiros, mas falta mais rigor no controle de qualidade de algumas fábricas.


Agile e Clio no Latin NCAP: os dois carros foram avaliados no teste de colisão a 64 km/h sem airbags (o Chevrolet atualmente oferece um par de bolsas infláveis de série, mas o Renault, que as trazia de fábrica entre 1999 e 2002, atualmente não as traz nem mesmo como opcional). Resultado: ambos zeraram estrelas no teste, algo que ocorreu apenas em 2010, no crash-test do chinês Geely CK.

Que venham ótimas notícias em 2014!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Proteção a todos os ocupantes


Até o momento o grande foco dos programas de avaliação de segurança de carros novos tem sido a proteção aos ocupantes dos bancos dianteiros. Motorista e passageiro estão realmente mais expostos em acidentes, além de a frequência de passageiros no banco de trás ser bem menor. Em uso urbano, por exemplo, a média é de apenas 1,5 ocupantes por carro, ou menos. Em estradas, mal alcança duas pessoas por veículo na maioria dos países, salvo em viagens e feriados.

Nos testes de colisão em laboratórios, há dois dummies (bonecos com sensores) que simulam crianças, de oito meses e três anos de idade, no banco de trás. A avaliação, basicamente, é dos sistemas de retenção dos bancos infantis e robustez de fixação. Em breve, o Euro NCAP (programa europeu de avaliação) adotará dummies que utilizam assentos de elevação para crianças até 7,5 anos de idade e também bonecos que reproduzem adultos.

Segundo a TRW, fabricante de cintos e airbags, “a segurança de passageiros no banco traseiro não pode ser considerada menos importante do que a dos ocupantes dos bancos dianteiros. Testes de impactos frontal, lateral e traseiro, nos próximos anos, exigirão soluções inovadoras”.


Uma delas é o airbag de interação lateral, colocado entre os dois passageiros do banco traseiro. Tem a função de proteção adicional em acidentes em que outro veículo colide transversalmente ou há um choque lateral contra poste e outros obstáculos. Mesmo protegidos por cintos de segurança e bolsas de ar laterais e de cortina, a dinâmica do acidente frequentemente leva a um choque de cabeças dos ocupantes. Lesões mortais podem ocorrer.

Colisões laterais são bem perigosas e respondem por um terço das mortes em estradas. O grau de intrusão de outro veículo e o espaço restrito para superfícies absorvedoras de energia (em acidentes frontais e traseiros existem grandes massas deformáveis) limitam a ação protetora dos dispositivos existentes. Por isso, a empresa desenvolve duas novas tecnologias.

Uma solução é o airbag externo lateral capaz de reduzir a invasão do habitáculo e a onda de choque transmitida aos ocupantes. Critérios biomecânicos de danos no tórax, abdômen e pélvis dos dummies mostraram bons resultados quando comparados a acidentes na vida real.

Outro dispositivo avançado, o airbag lateral interno de grandes dimensões, trabalha em conjunto com bancos dianteiros capazes de se deslocar para o centro do carro, em movimento rotacional, 50 ms (milissegundos) antes do impacto. Isso permite criar espaço adicional para a superbolsa inflar. Cintos de segurança de dois estágios são utilizados para o pré-choque e o choque real. A bolsa, então, é disparada 15 ms antes da colisão de tal forma a estar completamente expandida e na posição correta, quando o obstáculo começa a invadir a cabine. Análises dos dummies comprovam diminuição de danos corporais.

Ambos os dispositivos trabalham associados aos sistemas de bordo pré-impacto, que utilizam câmeras e radares. Detectam colisões laterais iminentes e identificam características como tempo até o choque, velocidade de impacto, além de dimensões, trajetória e posição do objeto que atingirá o veículo. Permitem estratégias de ativação, no momento certo.


Fernando Calmon (fernando@calmon.jor.br), jornalista especializado desde 1967, engenheiro, palestrante e consultor em assuntos técnicos e de mercado nas áreas automobilística e de comunicação. Sua coluna automobilística semanal Alta Roda começou em 1º de maio de 1999. É publicada em uma rede nacional de 98 jornais, sites e revistas. É, ainda, correspondente no Brasil do site just-auto (Inglaterra).


Porsche 918 Spyder, o Supercarro do Ano Auto REALIDADE


Entre os candidatos a supercarros do ano, os votos ficaram bem mais diluídos, acirrando a competição. Com 8,5% dos votos totais (apenas um voto a mais em relação a Ferrari 458 Speciale), o campeão foi o Porsche 918 Spyder, apresentado em versão de série no Salão de Frankfurt este ano (pouco mais de três anos após sua primeira aparição como conceito, no Salão de Genebra em 2010). O design do 918 é fluido, atual e traz similaridades com o lendário 917, carro de corrida vencedor das 24 Horas de Le Mans em 1970 e 1971.



O espírito de carro de competição é reforçado pelos três motores: um 4.6 V8 a gasolina de 608 cavalos, um motor elétrico à frente que gera 95 kW (cerca de 129 cavalos) e outro motor elétrico para o eixo traseiro, que produz 115 kW (156 cv) a 16 000 rpm. Juntos, são responsáveis pelos impressionantes 887 cavalos e 130,5 kgfm de torque. 

O 918 Spyder acelera de 0 a 100 km/h em apenas 2,6 segundos, de 0 a 200 km/h em 7,3 s (esta marca é 0,1 segundo melhor com o pacote Weissach), de 0 a 402 metros em 10,0 segundos e de 0 a 300 km/h em 20,9 s. Utilizando apenas a energia dos motores elétricos, o 918 chega a 150 km/h; com o motor V8 em ação, a velocidade máxima é de 345 km/h.



O consumo médio de combustível impressiona: 32,3 quilômetros por litro (com o pacote Weissach, o consumo é de 33,3 km/l). A emissão de dióxido de carbono na atmosfera é de reduzidos 72 gramas por quilômetro rodado. A autonomia utilizando apenas baterias (que podem ser recarregadas na tomada) varia entre 16 e 31 quilômetros.



As formas internas são simples, a despeito de todo o luxo e tecnologia que o interior oferece aos dois ocupantes. Em respeito à tradição Porsche, a ignição fica à esquerda. No volante com três raios vazados estão concentradas os botões do sistema Tempostat (controlador de velocidade) e as borboletas do câmbio PDK, além da configuração Hot Lap, ativada no modo Race Hybrid ao apertar o botão vermelho à direita. O quadro de instrumentos é composto pelo conta-giros (na posição central), velocímetro (à esquerda) e informações sobre consumo e nível das baterias à direita, todos digitais e envoltos num visor antirreflexo resistente a riscos. No Black Panel, uma grande tela no console, é possível ajustar o ar-condicionado, a iluminação, o som, a altura do aerofólio, entre outras funções. O sistema de som da marca Burmester possui 11 alto-falantes.


O 918 Spyder teve sua comercialização oficial confirmada no Brasil para 2014. Virão apenas três unidades, pelo preço unitário aproximado de R$ 3 000 000.

Confira o resultado dos outros supercarros participantes:

Ferrari 458 Speciale: 9 votos (7 no blog, dois no Facebook)

Chevrolet Corvette C7, Lamborghini Veneno, Mercedes-Benz SLS AMG Final Edition: 8 votos

Ferrari LaFerrari, Porsche 911 GT3: 7 votos (5 no blog, dois no Facebook)
Lamborghini Aventador Roadster: 7 votos

Nissan GT-R NISMO: 6 votos

Audi RS6 Avant, Audi RS7, Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse World Record Car, Koenigsegg Agera S, McLaren P1, SRT Viper Time Attack: 4 votos

Aston Martin Vanquish Volante, Chevrolet Camaro SS, Equus Bass770, Pagani Zonda Revolution, W Motors Lykan Hypersport: 3 votos

Aston Martin Rapide S, Jaguar F-Type R Coupé, Lamborghini Gallardo Squadra Corse, Mercedes-Benz S 65 AMG: 2 votos

Jaguar XKR-S GT: um voto

Curta a página do Auto REALIDADE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...