Chevrolet Cobalt estreia linha 2020 com versões LT 1.4 e LTZ 1.8


A Chevrolet está lançando a linha 2020 do Cobalt - possivelmente o último ano-modelo do sedã antes de sua substituição pelo Onix Sedan no último trimestre deste ano. O modelo perde a versão topo-de-linha Elite e passa a ser ofertado somente nas versões de maior apelo comercial: LT e LTZ. Antes que alguém estranhe, vale explicar: o Cobalt LT (foto abaixo) continuou a ser produzido após a reestilização de 2015, porém só destinado a vendas diretas. Basta reparar que, nas grandes frotas de locadoras de automóveis, existem unidades mais simples do Cobalt, com calotas e sem faróis de neblina.


A versão LT é equipada com motor 1.4 8 válvulas de 98/106 cavalos e torque de 13,0/13,9 kgfm a 4800 rpm (números com gasolina e etanol, respectivamente), sempre com o câmbio manual de 6 marchas. Esta versão traz de série direção elétrica, ar-condicionado, retrovisores com ajuste elétrico, travas e vidros com abertura e fechamento pelos botões na chave, alerta de baixa pressão dos pneus, ajuste de altura para banco do motorista e volante, lanterna de neblina, preparação para rádio, fixações ISOFIX para cadeirinhas e quadro de instrumentos com velocímetro digital.


Já a versão LTZ vem com o motor 1.8 de 106/111 cavalos, torque de 16,8/17,7 kgfm a 2800/2600 rpm e câmbio manual ou automático com modo sequencial, ambos de 6 marchas. A mais que o LT, o LTZ possui: faróis de neblina, computador de bordo, controlador de velocidade de cruzeiro, friso cromado na base dos vidros laterais, maçanetas internas cromadas, revestimento parcial dos bancos e volante em couro sintético, luzes de leitura individuais e para os passageiros de trás, e sistema multimídia MyLink com tela de 7 polegadas sensível ao toque, entradas USB e auxiliar, Bluetooth, conectividade através do Android Auto e Apple CarPlay, 4 alto-falantes, além do sistema de telemática OnStar, com serviços de segurança e proteção ao veículo.


Hoje, cerca de três quartos dos emplacamentos do Cobalt destinam-se ao público das vendas diretas, que inclui taxistas, pessoas com deficiência, além de empresas, frotistas e clientes corporativos. O sedã traz porta-malas com capacidade de 563 litros. A rede porta-objetos presente na foto abaixo é um acessório ofertado nas concessionárias.


Comentários