Novo Citroën C3 é finalmente revelado e chega no 1º trimestre de 2022


Depois de meses de mistérios, o novo Citroën C3 é finalmente revelado ao mundo. O modelo é a primeira novidade do projeto “C-Cubed”, apresentado em 2019, que prevê o lançamento de uma família de três veículos até 2024. O novo C3 será produzido em Porto Real para atender à América do Sul e chega às concessionárias brasileiras no primeiro trimestre de 2022, buscando sua fatia de participação de mercado no segmento dos hatches compactos, que representou 30% do mercado total no Brasil em 2020.

O estilo do novo C3 busca inspirações em outros modelos da Citroën, como no C4 Cactus. O capô é elevado e conta com vincos fortes nas laterais. O conjunto óptico principal é dividido em dois setores. Luzes de posição de LED se fundem visualmente com as barras cromadas do duplo chevron que simboliza a marca. Na parte superior também estão as luzes de seta e luzes diurnas, enquanto mais abaixo ficam os faróis baixos e altos. O para-choque dianteiro possui um octógono em destaque, que envolve a grade frontal e o alojamento para a placa de licenciamento. Além disso, existem duas molduras hexagonais para as luzes de neblina.

A lateral do C3 é relativamente curta. O teto possui barras transversais e antena na parte frontal. As portas dianteiras possuem recorte nitidamente reto na parte superior. As colunas dianteiras e traseiras terão molduras em preto, que ajudam a delimitar a área do teto que poderá ser pintada em cor contrastante em relação à carroceria. Neste esquema de pintura em dois tons, as capas dos retrovisores e as molduras laterais e dos faróis de neblina também podem receber cores contrastantes. Entre opções de cor única e combinações de duas cores, o consumidor poderá escolher entre 13 tonalidades, entre elas: Ice White, Perla Nera Black, Grafito Grey, Artense Grey e a cor Spring Blue do carro das imagens. O teto poderá ser pintado de branco ou preto.

Os para-lamas e a parte inferior da carroceria possuem molduras em plástico preto. As maçanetas são simples, abertas ao puxá-las para cima, e o trinco para a chave fica exposto na porta do motorista. Os retrovisores são compartilhados com o C4 Cactus e o Peugeot 208. A tampa do tanque de combustível fica à esquerda e a saída de escape é direcionada para o lado direito, assim como no 208.

O novo C3 terá rodas de 15 polegadas de aço ou de liga leve, sustentadas por quatro parafusos e calçadas com pneus 195/65, perfil ligeiramente superior ao adotado no Peugeot 208 (195/60). O Citroën possui 3,98 metros de comprimento, distância entre-eixos de 2,54 m, diâmetro de giro de 10 metros e porta-malas de 315 litros, um dos maiores do segmento, perdendo para o Renault Sandero por apenas cinco litros.

A traseira do C3 não adere ao atual modismo das lanternas que invadem a tampa do porta-malas. As peças, entretanto, possuem certa ousadia, principalmente na parte que avança para as laterais, e trazem dois feixes horizontais nas luzes de posição. O para-choque traseiro possui uma área ampla em preto, que integra refletores e o espaço para a placa. Nesta nova geração, o C3 assume um caráter SUV, com a parte inferior da carroceria rodeada por plásticos pretos. O modelo terá altura em relação ao solo de 18 centímetros.

O interior do C3 conta com detalhes que lembram o irmão maior C4 Cactus, como o volante, que possui base achatada, três raios e concentra na parte direita os botões de atalho de som e telefone. O novo C3 traz quadro de instrumentos digital, porém um pouco mais simples do que a tela do Cactus, exibindo o velocímetro digital em destaque.

Diferentemente do C4 Cactus e assim como no 208, no C3 a tela sensível ao toque de 10 polegadas do sistema multimídia ficará na parte superior central do painel. Ela conta com a funcionalidade do espelhamento de conteúdo de celulares sem fio, compatível com Apple Carplay e Android Auto, além de comandos de voz. Do lado direito da tela existe um espaço pensado para acomodar um suporte de celular. Também é possível encaixar estes suportes próximo às duas saídas de ar laterais. 

Logo abaixo desta tela estão as saídas de ar (com quatro molduras cromadas ao centro, assim como no C3 AirCross disponível no exterior) e os comandos do ar-condicionado, manuais. Uma curiosidade é que, ao redor destes botões, estão instaladas abas que ajudam a enrolar o fio do celular, presentes também dentro do porta-luvas. Mais abaixo estão a tomada 12 Volts, a entrada USB e os porta-objetos, que incluem um nicho para acomodar o celular na horizontal e dois porta-copos. Atrás, há duas entradas USB para carregamento rápido.

O novo C3 traz bancos dianteiros com apoios de cabeça integrados aos encostos dos bancos. Em algumas versões, eles terão faixas na cor azul-marinho, tonalidade também aplicada à faixa central do painel, que possui tramas perfuradas do lado do passageiro. As portas possuem cavidades que podem receber garrafas de até 1 litro.

As maçanetas internas, prateadas, são idênticas às do 208 e C4 Cactus. O C3 traz forros de porta exclusivos, com curvas descendentes, mas traz apoios de braço ao estilo "quadrado arredondado" assemelhados aos do C4 Cactus. As colunas dianteiras possuem espaços para tweeters, assim como no 208. A alavanca de freio de mão é diferente de 208 e C4 Cactus, mas sem ousadias.

Em termos de mecânica, a Citroën ainda guarda mistério. Nas imagens reveladas à imprensa, o modelo é apresentado com câmbio manual de 5 marchas e também com transmissão automática sequencial (foto abaixo).


Comentários