Detalhes do Renault Captur 1.6 Life automático, para o público PCD

Datsun redi-GO, meio-irmão do Kwid, ganha versão equipada com motor 1.0 na Índia


Mesmo num mercado onde os compactos são feitos para custar o mínimo possível - atraindo pessoas que normalmente recorreriam às motos para se locomover - o nível de exigência em torno destes modelos vem crescendo. A Datsun, subsidiária de carros de baixo custo da Nissan, apresentou o compacto redi-GO em abril de 2016, equipado com o mesmo motor do Renault Kwid indiano - um 0.8 de 54 cavalos. Agora, o subcompacto passa a ter a opção 1.0 de três cilindros iSAT (Intelligent Spark Automated Technology), com potência de 68 cavalos a 5500 rpm e torque de 9,3 kgfm a 4250 giros, que promete fazer até 22,5 km/l, aliado ao câmbio manual de 5 marchas. 


Há duas versões, T(O) e S, sendo que ambas trazem botão interno de travamento das portas, destravamento por botão na chave, detalhes prateados nas saídas de ar-condicionado e ao redor do volante, direção elétrica, ar-condicionado, CD player com MP3, 2 alto-falantes e entradas auxiliar e USB; rodas aro 13 com calotas e pneus 155/80, computador de bordo, conta-giros digital, 4 encostos de cabeça integrados aos bancos, vidros dianteiros elétricos e abertura interna da tampa do tanque de combustível e da tampa do porta-malas. Só a versão S possui airbag para o motorista e luzes de condução diurna.


O Datsun redi-GO consegue ser ainda menor que o Renault Kwid: possui 3,43 metros de comprimento, 1,56 metro de largura, mas a altura é de 1,54 m, e a distância entre-eixos, de 2,35 metros. O porta-malas comporta 222 litros. Note que as saídas de ar são do Nissan March, e pedais, puxadores de porta e até a chave são como as do Kwid, inclusive com o logotipo da Datsun ocupando o espaço que seria do losango da Renault... São cinco as cores para a carroceria: Silver, Grey, Ruby, Lime e White. Opcionalmente, o redi-GO pode ter sua garantia estendida para até 5 anos, com economia no pagamento de revisões de até 10%.

Comentários