Chevrolet apresenta mais detalhes sobre a Montana, que chega ao Brasil em 2023

O desenvolvimento da nova geração da picape Montana vem sendo documentado pela Chevrolet do Brasil desde o início de 2022 Neste sexto episódio da websérie da General Motors, a nova Montana perdeu parte da camuflagem mais pesada e revela alguns detalhes de si mesma. 

Construída sobre a plataforma GEM (a mesma do Tracker e do Onix), a Montana começa a ser vendida no Brasil no início de 2023 e irá rivalizar com Fiat Toro e Renault Oroch. Sua dianteira é marcada pelo conjunto ótico desmembrado em duas partes. Na parte superior ficam as luzes de posição, enquanto mais abaixo estão presentes os faróis principais e também as luzes de seta, na porção inferior.

Nas laterais, os para-lamas dianteiros trazem repetidores de seta, enquanto o teto traz racks embutidos e uma antena, que pode ser tradicional ou ao estilo "barbatana de tubarão", dependendo da versão. Os retrovisores possuem formato mais retangular do que no restante da família GEM, mantendo as luzes indicativas de veículos em pontos cegos. Já o bocal do tanque de combustível fica do lado esquerdo da carroceria, exatamente como no Tracker e no Onix.

Atrás, a tampa da caçamba abrirá para baixo, de forma convencional, como na Renault Oroch. O para-choque traseiro abriga os sensores de estacionamento e a iluminação para a placa.

Também foi possível ver alguns detalhes do interior da nova Montana no vídeo-teaser. O quadro de instrumentos analógico, com tela central para o computador de bordo, será bem parecido com o do Tracker e o do Onix, assim como as hastes de faróis e de limpadores. O sistema multimídia terá uma moldura mais envolvente, com botões físicos. Acima do retrovisor interno, no console de teto, ficam os comandos do OnStar e a luz indicativa da ativação ou desabilitação do airbag do passageiro dianteiro. Os bancos terão formato exclusivo para a picape e serão mais encorpados, com costuras contrastantes. Os forros de porta também serão exclusivos da picape, enquanto o forro de teto possui a cor cinza-claro. O capô terá manta de isolamento termoacustico e será sustentado por uma haste do lado direito.

Todas as versões da nova Montana terão motor Turbo, com especificações ainda não confirmadas, e haverá disponibilidade de câmbio manual ou automático. A versão manual promete o tempo de aceleração de 0 a 100 km/h mais ágil do segmento. Já a versão automática terá o melhor consumo de combustível entre as picapes da categoria, de acordo com a Chevrolet.

Comentários