Destaques do Auto REALIDADE

sábado, 23 de janeiro de 2016

DS3 passa por reestilização na França


Após sete anos com o mesmo estilo chique, o Citroën DS3 não mais será tratado como irmão de companhia do C3: a DS agora torna uma sub-marca diferenciada, com todos os modelos abandonando o duplo chevron que sempre caracterizaram os modelos da marca-mãe. O compacto premium passou por uma reestilização, que levou embora boa parte da beleza das linhas frontais: a nova grade de contornos retos, com exagerados frisos cromados, não harmoniza com os faróis de xenônio com luzes de LED. Felizmente, o restante da carroceria recebeu pouquíssimas intervenções. São nada menos que 78 combinações de cores contrastantes entre teto e carroceria, e quatro opções de tema para a capota de tecido do DS3 Cabrio.



Internamente, houve um upgrade nos materiais internos e há novos recursos, como o Mirror Screen, que permite o espelhamento de tela de smartphones compatíveis através do Apple CarPlay ou Android Auto, no monitor sensível ao toque de 7 polegadas do modelo. Também é oferecido o aplicativo gratuito MyDS, que informa sobre revisão programada, consumo de combustível e localização de estacionamento, e o DS Connect Box, com chamada automática de emergência em caso de acidente, rastreamento do veículo em caso de roubo e dicas para redução de consumo.


O DS3 2016 traz sensores de estacionamento na frente e atrás, câmera de ré com linhas de guia e o Active City Brake, que intervém nos freios caso o motorista não reaja adequadamente em caso de colisão iminente à frente e pode parar o carro totalmente em velocidades de até 30 km/h. As versões manuais passam a ter o Hill Start Assist, assistente em partidas nas ladeiras. As dimensões internas e o porta-malas permanecem idênticos (com capacidade de 285 litros para o Hatch e 245 L no modelo Cabrio).


São ao todo sete opções de motorização para o DS3 na Europa (três deles da família PureTech de três cilindros, movidos a gasolina, além de duas opções BlueHDi abastecidas com diesel e dois THP (turbinados e com injeção direta de combustível) a gasolina. O PureTech 110, que traz sistema Start-Stop para poupar combustível em paradas de trânsito, gera (como o nome anuncia) 110 horsepower e 20,9 kgfm de torque, enquanto o PureTech 130 com câmbio manual de 6 marchas produz 130 HP e 23,4 kgfm de torque a partir de 1750 rpm, prometendo consumo de até 26,7 km/l.


Para quem busca mais desempenho, a pedida é o DS3 Performance, que assume o lugar do DS3 Racing (modelo que se destacou no Salão de São Paulo em 2012). Nele, o motor 1.6 THP gera 208 horsepower, 30,6 kgfm de torque, câmbio manual de seis marchas com relações encurtadas, diferencial de deslize limitado Torsen e discos de freio Brembo, de 323 mm na frente e 249 mm atrás.


São quatro as opções de cores externas (Polar White, Shark Grey, Perla Nera Black ou Sport Red) e variados grafismos DS Performance à disposição. No interior, foram adicionados revestimentos em Alcantara, complementares ao couro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).

Curta a página do Auto REALIDADE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...