Impressões: viagem com o Renault Sandero Authentique


Texto e fotos | Júlio Max, de Capitão de Campos (PI)
Colaboração | Maria Batista

No concorrido segmento de modelos até R$ 40 mil, o Renault Sandero aposta no custo-benefício de sua versão de entrada, a Authentique. Em sua segunda geração de 2014, o hatch recebeu formas mais robustas e assemelhadas ao seu irmão de projeto Logan, caracterizando-se pela grade que se une aos faróis, vincos laterais definidos, aberturas do para-choque dianteiro em formato hexagonal e lanternas com estilo interno interessante. As calotas aro 15'', com pneus 185/65, possuem proporcionalidade similar às versões mais completas.





O Sandero Authentique avaliado traz direção hidráulica com regulagem de altura do volante, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, espelho no para-sol direito, banco traseiro rebatível, travas das portas acionadas a 7 km/h, alerta sonoro de luzes acesas, luz indicadora de porta aberta e de abastecimento do reservatório de partida a frio, desembaçador, limpador e lavador traseiro (acionado junto com o dianteiro, ao acionar a ré), tomada de 120 Watts/12 Volts, porta-objetos nas portas e leitor de OBD2 no porta-luvas.


Há também kit de antena e cabos para instalação do som. Este exemplar traz rádio com quatro alto-falantes, MP3 Player, entradas USB e auxiliar, mas fica devendo em intuitividade. Os botões pequenos e as siglas obscuras, somada à incompatibilidade do cabo USB com smartphones, não permitiu escutar mais do que ruídos de rádios AM.


A chave conta com botões de travamento (onde as luzes de seta piscam duas vezes) e destravamento (a seta é ligada uma vez). O som de alarme é o da própria buzina, acionada intermitentemente por 30 segundos.


O display do quadro de instrumentos exibe hodômetro total, parcial e horário, alternados pelo botão da haste direita da coluna do volante. Em outras versões, esta tela é azul, com caracteres brancos.


O espaço interno do Sandero permite acomodar cinco adultos, com bom espaço para cabeça e pernas. De seus 4,06 metros de comprimento, são destinados 2,59 metros à distância entre-eixos. O porta-malas de 320 litros também se sobressai em seu segmento, podendo ser aberto por uma alavanca no piso, próxima ao motorista, ou inserindo a chave. Traz ganchos na parte rígida superior e revestimento de carpete. Abaixo do forro está o estepe, com as mesmas especificações dos outros quatro pneus. E além disso, é possível rebatê-lo, ampliando esta capacidade para 1196 litros.


Com capacidade de 50 litros, o tanque de combustível tem tampa aberta por uma alavanca interna próxima à da abertura do porta-malas.


O motor 1.0 16 válvulas Hi-Power rende 77 cavalos e 10,2 kgfm de torque com gasolina, ou 80 cv a 6000 rotações por minuto e 10,5 kgfm a 4250 rpm utilizando etanol. Abastecido com o combustível de origem vegetal, o Sandero alcança 8,1 km/l na cidade e 9,2 km/l na estrada; já com gasolina, os resultados de 11,9 km/l na cidade e 13,4 km/l na estrada lhe renderam nota A no Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro.


Para seus 1013 quilos (em ordem de marcha), o Sandero até que não decepciona em desempenho: acelera de 0 a 100 km/h em 14 segundos com etanol (14,1 s com gasolina) e atinge 161 km/h utilizando o combustível derivado da cana-de-açúcar (160 km/h com gasolina). Até mil quilômetros não se recomenda ultrapassar 110 km/h, nem andar acima de 3500 rpm, por causa do atrito maior entre as partes móveis do motor.

O câmbio de 5 marchas lembra outros modelos manuais da Renault e Nissan, com curso um tanto longo, e de engates precisos.


Em nosso teste, o Sandero passou por uma cidade de piso bastante acidentado, com pedras, desníveis e muitos galhos secos em toda a sua extensão. Ainda assim, o Renault foi valente e aguentou o percurso. A direção permite manobras com facilidade. 


Disponível nas cores Branco Neige (R$ 400), Vermelho Vivo (sólidas), Vermelho Fogo, Prata Étoile (modelo das imagens), Preto Nacré, Cinza Acier e Azul Techno (tonalidades metálicas, por R$ 1360), o Sandero Authentique tem preço de tabela de R$ 38.950. São três anos ou 100 mil quilômetros de garantia, além de cobertura anticorrosão por 6 anos.

Boletim comentado do Renault Sandero Authentique


Design_ 8,0
Mesmo em sua versão de entrada, o porte do Sandero se sobressai em comparação com outros hatches nesta faixa de preço. Detalhes como maçanetas (externas e internas), capas dos retrovisores, molduras e grade vêm na cor preta. As calotas aro 15'' preenchem bem o espaço das caixas de roda.

Espaço interno_ 9,0
Diferentemente de outros compactos nesta faixa de preço, não há do que reclamar do Sandero neste quesito. Projetado para acomodar cinco adultos com roupas de inverno (na Romênia), a comodidade entre os passageiros e os nichos para objetos são pontos favoráveis.

Conforto_ 7,5
Ainda que o isolamento acústico não seja dos melhores, os bancos possuem densidade aceitável e o volante pode ser ajustado em altura. Em termos de ergonomia, sai-se bem com os botões de ar-condicionado e os acionadores dos vidros dianteiros, nos apoios das portas (lembra que, em Sanderos anteriores, eles ficavam entre o rádio e os botões de climatização?).

Acabamento_ 7,0
Com plásticos rígidos predominantes em seu acabamento interno (alguns deles texturizados), pelo menos não se ouvem rangidos por dentro, ainda que o hodômetro do modelo testado marcasse mais de 12 mil quilômetros. O forro de teto apresentava leve desgaste.

Equipamentos_ 7,5
O Sandero Authentique oferece os itens de comodidade mais buscados pelos consumidores de modelos zero-quilômetro, como ar-condicionado, direção hidráulica e vidros elétricos dianteiros. Porém é grande a quantidade de espaços e tampinhas sem funcionalidade, lembrando ao condutor que se trata da versão de entrada. Se economizaram neste aspecto, por outro lado o capô conta com manta de isolamento acústico e amortecedor, coisas que um HB20 Premium não traz...

Desempenho_ 7,5
As 16 válvulas ajudam a animar o Sandero nas estradas e a carroceria é proporcionalmente leve, mas ainda assim é preciso considerar que estamos ao volante de um carro 1.0 de quatro cilindros, portanto é preciso pisar sem medo no acelerador em situações de retomada de velocidade.

Segurança_ 7,5
Traz regulagem de altura dos cintos dianteiros e dos quatro apoios de cabeça, além de airbags frontais de duplo estágio (inflam em maior ou menor volume, a depender da força do impacto), cintos de três pontos e apoios de cabeça para quatro ocupantes, além de freios ABS. Os retrovisores garantem boa noção do que se passa por trás.

Consumo_ 9,0
Quem quiser economizar com combustível e manutenção terá no Sandero um bom aliado: com gasolina, seu consumo pode ser equiparado ao de modelos de porte inferior, ainda que não seja possível aferi-lo com exatidão, já que o computador de bordo é reservado às versões mais completas.

Custo-benefício_ 9,0
Por menos de R$ 40 mil, só o irmão sedan Logan supera o Sandero em termos de amplitude interior; além disso, seus custos de manutenção e reparabilidade são baixos, e os valores de revisão são fixos. Não é à toa que é bem-aceito entre frotistas, fator que comprova também sua robustez mecânica.

Nota Final = 8,0 

As notas são atribuídas considerando a categoria do carro analisado, os atributos oferecidos pelos concorrentes, além das expectativas entre o que o modelo promete e o que, de fato, oferece. Frações de pontuação adotadas: x,0, x,25, x,5, x,75. Critérios - Design = aspecto externo. Espaço interno = amplitude do espaço para passageiros (dianteiros e traseiros) e bagagem. Conforto = suspensão, nível de ruído, posição de dirigir, comodidades. Acabamento = atenção aos detalhes internos. Equipamentos = itens de tecnologia e conforto, sejam de série ou opcionais. Desempenho = aceleração, velocidade máxima, retomada, handling e outros fatores. Segurança = itens de proteção ativa e passiva. Consumo = combustível gasto e autonomia. Custo-benefício = relação de vantagem entre o preço pago e o que o carro entrega.



Comentários

  1. Gostei muito da materia, apesar de ja ter havido alterações, na versão do momento( 7/7/2017) achei imparcial e bem completo. meus parabens pela honestidade aplicada ao teste e seus devidos comentários.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).