Nissan March e Versa 2019 estreiam novidades na central multimídia

Novidades da BMW Isar + test-drive do 320i Sport GP


Após expectativas desde o ano passado, enfim a BMW estreia sua concessionária no Piauí, a Isar, vizinha da Antares Veículos (afinal, é pertencente ao mesmo grupo), e que inicia a comercialização de toda a linha de carros e motos, com pronta entrega ou sob encomenda. Estão disponíveis os test-drives para os modelos 320i Sport GP e X5.


O Série 3 é o carro-chefe da Isar, sendo atualmente comercializado nas versões 320i Sport (foto acima), 320i Sport GP (com mais equipamentos), 328i Sport GP - todos estes fabricados em Araquari, Santa Catarina - além do importado 335i, um degrau abaixo do M3. Tanto a versão Sport quanto a Sport GP contam com o motor 2.0 de quatro cilindros TwinPower Turbo de 184 horsepower, com injeção direta de combustível e podendo rodar com gasolina, etanol ou misturas entre ambos. 


Com 184 HP de potência e 27,5 kgfm, o 320i acelera de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e atinge a velocidade máxima de 235 km/h. O sedan também é dotado de tração traseira e transmissão automática de 8 marchas. O porta-malas tem a capacidade de 480 litros.



De fábrica, o Série 3 traz volante revestido em couro com paddle shifts para troca sequenciais de marchas, ar-condicionado automático digital com duas zonas de temperatura e saídas para quem senta no banco de trás, sensor de estacionamento traseiro, faróis de xenônio nos fachos alto/baixo, controles de estabilidade e função, bancos dianteiros envolventes com regulagens elétricas, função Auto Start/Stop (o motor é desligado em paradas para poupar combustível), regeneração de energia de frenagem e modos de condução Sport e Eco Pro.



Já o 328i Sport GP é o modelo topo-de-linha entre os Série 3 produzidos no Brasil. Traz motor 2.0 de 245 hp e 35,7 kgfm de torque, acelerando de 0 a 100 km/h em 6,1 segundos e alcançando a velocidade máxima de 250 km/h. Entre seus itens de série, estão GPS, Internet, BMW Live e Apps, Bluetooth e entrada USB, teto solar, bancos dianteiros elétricos, faróis de neblina, sensor de chuva com acionamento automático dos faróis baixos, câmera traseira, Driving Experience Control, controlador da velocidade de cruzeiro com função de frenagem e pneus Run Flat (rodam mesmo quando estourados, em velocidade moderada).



Para quem quer desfilar com uma carroceria mais ousada, há o 320i GT Sport, com para-choque frontal mais esportivo e traseira ao estilo fastback, com tampa traseira mais ampla e porta-malas de nada menos que 570 litros. No mais, adota o motor 2.0 de 184 horsepower movido a gasolina, que o faz acelerar de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos e atingir 230 km/h.

Este modelo conta com aerofólio ativo traseiro, rodas aro 17'', teto solar panorâmico, GPS, câmera traseira, abertura e fechamento automáticos do porta-malas, bancos dianteiros elétricos, som Hi-Fi, sensores de estacionamento frontal e traseiro, controlador automático da velocidade com função de freio, Start/Stop, regeneração de energia de frenagem, controles de estabilidade e tração, além de seis airbags.



Outro "descendente" da linhagem Série 3 é o 428i Gran Coupé, modelo de quatro portas baseado no Série 4 cupê. De formas elegantes e com toques esportivos, como se nota em detalhes como os para-choques e as rodas aro 19'', o Série 4 compartilha o mesmo conjunto mecânico do 328i: motor 2.0 de quatro cilindros, 245 horsepower e 35,7 kgfm, acelerando de 0 a 100 km/h em 6 segundos cravados e atingindo 250 km/h.

De série, há teto solar, GPS, Internet, BMW Live e Apps, som Harman Kardon, faróis de bi-xenônio, teto solar, volante esportivo (ao estilo do M3) com shift paddles, ar-condicionado automático digital, bancos dianteiros elétricos, sensor de estacionamento frontal e traseiro, Start/Stop, regeneração de energia de frenagem, sensor de chuva com acionamento automático dos faróis baixos, Driving Experience Control com Eco Pro, controlador de velocidade com função freio, seis airbags e pneus Run Flat.




O utilitário X1 segue na ativa após cinco anos de mercado brasileiro, mantendo peculiaridades como a posição de dirigir mais baixa em relação a outros SUVs e a tração traseira. Assim como o Série 3, o motor 2.0 de 184 hp aceita etanol e gasolina. Na versão xDrive 20i (com tração nas quatro rodas), o X1 acelera de 0 a 100 km/h em 7,8 segundos e chega a 210 km/h. 

O modelo traz ar-condicionado automático digital, faróis de neblina, apoio de braço com porta-copo, faróis de bi-xenônio, sensor de chuva com acionamento dos faróis baixos, Start/Stop, volante revestido em couro com shift paddles, sensor de estacionamento traseiro, Bluetooth, entradas USB e auxiliar, pacote de luzes internas e modo ECO Pro. Em março chega a próxima geração, importada.



O X5 é outro modelo que deverá responder por boa parte das vendas da BMW Isar, especialmente em sua versão 30d. O motor 3.0 de seis cilindros movido a diesel gera 258 horsepower e 57,1 kgfm, aliado ao câmbio automático Steptronic de 8 marchas e à tração integral. Este conjunto leva o SUV de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos e à velocidade máxima de 230 km/h.


São itens de série: ar-condicionado de quatro zonas, GPS, serviços de concierge, chamada em caso de emergência, informações de trânsito em tempo real, câmera de ré, teto panorâmico, som Harman Kardon, ajustes elétricos e memória dos bancos dianteiros, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, Surround View (visão ao redor da carroceria), assistente de farol alto, focos de luzes internas (inclusive nas maçanetas externas), retrovisores externos com rebatimento e tilt down, controles de estabilidade e tração, 6 airbags e estepe de emergência. São 650 litros de capacidade em seu porta-malas, com tampas que se abrem em sentidos opostos.




Já o X6 xDrive 35i é o irmão fashion do X5, com motor 3.0 de 306 horsepower a gasolina, que o faz acelerar de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos e chegar a 240 km/h. Apesar de ser controverso para os "puristas" da BMW, o estilo ousado faz sucesso - durante a visita, na área da Entrega Técnica, um X4 branco esperava a chegada de seu cliente.

Nesta versão, há ar-condicionado automático com 4 zonas, serviços de ConnectedDrive, Concierge, GPS, informações de trânsito, Bluetooth e entrada USB; assentos dianteiros com ajustes elétricos (inclusive lombar) e memória, Head-Up Display, câmera traseira, Top View (visão em 360 graus). faróis principais e de neblina em LEDs, teto solar, alto-falantes Harman Kardon, abertura e fechamento elétricos do porta-malas, sensor de chuva com acionamento automático dos faróis baixos, controlador de velocidade com função freio, assistente de farol alto, controles de estabilidade e tração, 6 airbags, pneus Run Flat e estepe de emergência. Nele, a capacidade do porta-malas é de 570 litros.




Na versão preparada pela divisão esportiva M, o X6 traz motor 4.4 de 8 cilindros e nada menos que 575 horsepower, força bruta que o faz acelerar de 0 a 100 kmh em 4,2 segundos, com velocidade máxima de 280 km/h. Destaque para os para-choques agressivos, os retrovisores aerodinâmicos e as rodas aro 21'', com pneus 255/50 na frente e 285/45 atrás.



Cultuado desde a década de 1980, o BMW M3 está em sua quinta geração, agora exclusivamente como sedã (cupê e cabriolet passam a se chamar M4). Apesar de ser estruturalmente baseado no Série 3, o visual é bem mais visceral, com faróis e lanternas com feixes exclusivos de LED, para-lamas alargados, teto em fibra de carbono aparente, retrovisores aerodinâmicos, para-choques mais agressivos, capô musculoso, saídas de ar laterais e quatro ponteiras de escapamento.



Seu motor 3.0 de seis cilindros, 431 horsepower e 56,1 kgfm de torque faz dupla com o câmbio DKG de 7 marchas. A tração, naturalmente, é traseira. Com este conjunto, o M3 acelera de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e só não passa de 250 km/h porque é limitado eletronicamente.

Traz freios preparados pela M, controles de estabilidade e tração com ABS integrado, airbags frontais, laterais dianteiros, de cortina e para os joelhos, luzes de freio dinâmicas, GPS, Head-up Display, sistema multimídia ConnectedPack (com serviços de ConnectedDrive, Concierge, Remotos, informações de trânsito em tempo real, chamada de emergência, som Harman Kardon), acabamento interno e teto em fibra de carbono, câmera traseira com Top View, bancos dianteiros elétricos tipo concha, ar-condicionado dual-zone, assistente de farol alto e rodas aro 19''.




Feitas as apresentações aos modelos do showroom, chegou a hora de comprovar na prática os atributos do 320i Sport GP, que se diferencia externamente pelas rodas de cinco raios vazados e teto solar. Elegante, a chave possui comando de abertura do porta-malas (e sequer há uma fenda no painel para a ignição, feita por botão).


Uma das vantagens da tração nas rodas de trás surge - quem diria - nas corriqueiras manobras de estacionamento: apesar das dimensões grandes, o Série 3 é fácil de ser manobrado, e conta com sensor de estacionamento com gráficos na central multimídia e função tilt-down do retrovisor direito ao se engatar a ré.


O volante possui costuras vermelhas e abas laterais que reforçam a posição correta de segurá-lo, e os instrumentos tem fácil leitura, assim como as informações da tela do computador de bordo, sem reflexos. A ignição é feita por botão, podendo a chave (com comando de abertura do porta-malas) permanecer no bolso.



O ar-condicionado de duas zonas de temperatura e dupla saída de ar traseira possui graduação de meio em meio grau, entre 16 e 28 graus Celsius. No modo Eco Pro, as relações de marchas são mais curtas e o acelerador tem respostas mais suaves, sendo o modo escolhido na primeira parte do test-drive.


Ao alterar para o modo Sport, há uma perceptível alteração no rodar, com prioridade para o desempenho. Entre os recursos de segurança, há controle de frenagem em curva (CBC), assistente de partida em ladeiras (HSA), controles de tração e estabilidade, lavadores dos faróis bi-xenônio e seis airbags. Destaque para o acabamento interno bem-cuidado.


E as motos também são expostas, em um canto à parte no showroom. Por ora, apenas os modelos da MINI não serão comercializados, por conta da irregularidade na quantidade de unidades destinadas às concessionárias.


A BMW S 1000 RR foi reformulada em sua linha 2015, contando agora com 199 horsepower (mais que o Série 3 Sport GP, que a permite superar 200 km/h), pesando 204 quilos em ordem de marcha e incorporando controle de tração e freios ABS. O display digital exibe set-up para DDC (controle de suspensão esportiva) e pista de corrida, tempo da volta, velocidade específica da volta, modo de pilotagem ativo, trocas de marcha por volta, entre outras informações.



Na linha aventureira, destaque para a R 1200 GS Adventure (azul e branca), que traz motor boxer de dois cilindros, 110 cavalos e 12,2 kgfm de torque. São nada menos que 33 litros de capacidade do tanque, com consumo superior a 21 km/l na cidade. Robusta, traz para-brisa e armações porta-maletas próximas à roda traseira.



Há também mochilas, camisas, o Isetta Bar e outros artigos para os fãs da BMW.


Comentários