Destaques do Auto REALIDADE

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Citroën C3 ganha motor 1.2 de três cilindros na linha 2017


Após o lançamento da linha 2017 do Peugeot 208, é a vez do motor 1.2 PureTech de três cilindros equipar o Citroën C3, substituindo o antigo motor 1.5 nas versões Origine, Attraction e Tendance. O downsizing (diminuição de componentes, entregando maior eficiência) fez com que o C3 alcançasse a classificação "triplo A" do Inmetro: tanto em consumo de combustível entre sua categoria de compactos quanto na listagem geral de automóveis brasileiros, além de ter nível reduzido de poluentes.


O 1.2 PureTech traz sistema de partida a frio com aquecimento no injetor (eliminando o reservatório de gasolina), 12 válvulas, duplo comando de válvulas variável, sistema de arrefecimento dividido entre bloco e cabeçote, bomba de óleo variável, correia banhada em óleo, coletor de escapamento integrado ao cabeçote, entre outros itens, proporcionando redução de consumo de combustível de até 32% em ciclo urbano. Seu rendimento é de 84/90 cavalos a 5750 rpm - com gasolina e etanol, respectivamente - e torque de 12,212,9 kgfm a 2750 rpm.


Graças à redução de peso, à diminuição do número de peças móveis e à menor existência de atritos no funcionamento do motor, o motor PureTech proporciona ao C3 os índices de consumo urbano entre 10,6 km/l (etanol) e 14,8 km/l (gasolina) e os de consumo rodoviário em 11,3 km/l e 16,6 km/l (na mesma ordem).


Antes de chegar ao mercado, o motor fabricado no Centro de Produção de Thémery (região leste da França), passou por cerca de 400 mil quilômetros rodados para validação do motor e adaptação ao modelo, além de 5400 horas de validação em dinamômetro. Foram adotadas adaptações para o Brasil, como pistões reforçados para utilização do etanol (com adoção de anéis de 1,2 mm de espessura, que favorecem a redução de atrito), bronzinas, sedes de válvulas, válvulas de admissão e mancais reforçados, presença de coxins hidráulicos de motor e câmbio, alterações na admissão de ar do motor, calibragem de software do motor e cartografia de pedal de acelerador específicas, além de acerto diferenciado para o conjunto de embreagem. O câmbio, manual de 5 marchas, também foi adaptado aos novos valores de potência e torque do modelo, trazendo uma redução de 9% no diferencial, em comparação com o C3 europeu.


Visualmente, a única alteração no Citroën C3 2017 é a aplicação do emblema "PureTech" na tampa traseira, abaixo da lanterna esquerda. De resto, permanece com o estilo apresentado no Brasil em 2012, diferentemente do primo 208, que incorporou as mudanças recentemente incorporadas ao equivalente europeu.

O C3 traz características como as luzes diurnas de LED nos para-choques, lanternas que se prolongam para a tampa do porta-malas e para-brisa Zenith (opcional), que amplia o comprimento do vidro dianteiro de 99 cm para 1,35 metro, com ângulo de visão de 80 graus - com forro que integra os para-sóis quando a luminosidade extra for dispensável.


Por dentro, o Citroën C3 também permanece o mesmo - o que não parece ser problema para seus consumidores, visto que o índice de fidelização do modelo é de 52%, atestando uma boa aceitação entre seus consumidores (desde 2003, o hatch acumulou 328 mil unidades vendidas). Entre os destaques estão a central multimídia com MirrorScreen (espelhamento de conteúdos do celular), reconhecimento de voz via aplicativo (como S-Voice de Android e Siri da Apple), além de entrada USB, Bluetooth e tela sensível ao toque de 7 polegadas. 


Há ainda o aplicativo Link MyCitroën, para smartphones Android e iOS, que exibe autonomia, consumo da última semana, hodômetro, dados do último trajeto, localização do veículo e continuidade na navegação, além de quanto falta para a próxima revisão.


A versão de entrada, Origine, é tabelada em R$ 46 490, trazendo de série ar-condicionado, direção elétrica; vidros dianteiros, travas e retrovisores elétricos, airbag duplo, freios ABS com REF (Repartidor Eletrônico de Frenagem), entre outros itens.


Já o Citroën C3 Attraction (R$ 49 990) vem com sistema de som (rádio com Bluetooth e entrada USB), rodas de liga leve, faróis de neblina, vidros elétricos nas quatro portas, luzes diurnas em LED, entre outros diferenciais. A central multimídia é opcional. 


E o C3 Tendance (R$ 52 690) vem com para-brisa Zenith, alarme e sensor de estacionamento traseiro, além da central multimídia opcional. As versões 1.6 passam a contar exclusivamente com o câmbio automático de 4 marchas. São elas: Tendance (R$ 57 690) e Exclusive (R$ 63 190).


O Citroën C3 PureTech possui 3 anos de garantia contratual e 6 anos de garantia anticorrosão perfurativa, contaNDO também com o competitivo plano de revisão a um real por dia, com revisões de 10.000, 20.000 e 30.000 km a preços fixos de R$ 365,00. Os proprietários do modelo terão a possibilidade do parcelamento dos custos em quatro pagamentos mensais. Este plano de revisão terá seus preços afixados em local visível nos showrooms e oficinas das concessionárias, para amplo conhecimento público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).

Curta a página do Auto REALIDADE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...