Destaques do Auto REALIDADE

domingo, 12 de junho de 2016

Latin NCAP reanalisa proteção do Peugeot 208; Kia Picanto leva 0 estrela


A mais recente etapa dos crash-tests realizados pelo Latin NCAP avaliou dois compactos conhecidos do mercado brasileiro - ambos com resultados preocupantes. O Peugeot 208, avaliado anteriormente em 2014 e classificado com quatro estrelas de segurança para adultos, foi rebaixado para duas estrelas, por conta dos critérios mais rigorosos de segurança para obter melhores resultados, incluindo o teste de colisão lateral. Já a versão básica do Kia Picanto/Morning, fabricado na Coreia do Sul e sem airbags (incluídos no Brasil, junto com freios ABS), foi certificado com zero estrela em relação à proteção do ocupante adulto e uma estrela para o ocupante infantil no teste de impacto frontal.



Fabricado no Brasil, o 208 havia recebido 12,64 de 17 pontos possíveis (quatro de cinco estrelas) e agora obteve apenas 18,27 pontos de 34 possíveis (2 de 5 estrelas), por ter se saído mal no impacto lateral. A proteção a crianças manteve-se em três estrelas - em 2014 havia alcançado 28,13 de 49 pontos possíveis, resultado agora elevado para 30,65 pontos.




María Fernanda Rodríguez, presidente do Latin NCAP, comentou: "O Latin NCAP está decepcionado com a estratégia do Peugeot vendendo um modelo fabricado localmente sem a proteção lateral, obrigatória desde 1995 na Europa. O Peugeot 208 é considerado um veículo de alto nível e de sucesso na Europa, sendo uma das últimas plataformas do fabricante. Uma pena o que está fazendo o Peugeot."


Na América do Sul, alguns importadores da Peugeot comercializam o 208 fabricado na França, que atende aos requisitos de segurança do Euro NCAP. Nas palavras do Latin NCAP, "os importadores têm a oportunidade de ajudar a melhorar os níveis de segurança proporcionados na região, sem ter que esperar a que a marca tome decisões a respeito, ou que o governo local adote melhores normativas de segurança veicular".



O Latin NCAP realizou, agora, o teste de impacto lateral para investigar a proteção oferecida no impacto lateral por um dos modelos mais vendidos na região conforme os últimos protocolos. A configuração do teste de impacto frontal é a mesma que a de 2014. O 208 avaliado, de entrada, não conta com airbags laterais. Os reforços das portas foram removidos dos reforços estruturais no Peugeot brasileiro, fator que explica a alta penetração em caso de colisão e a (falta de) proteção da pelve, peito e cabeça, em comparação com a versão europeia do modelo.


O Renault Kwid, recentemente lançado na Índia e avaliado pelo Global NCAP em três configurações (sem reforços estruturais, com reforços apenas no lado do motorista e ainda com airbag do motorista - todas reprovadas com 0 estrelas), demonstrou que boa parte dos fabricantes de veículos continuam a adaptar as plataformas de seus modelos em mercados emergentes, removendo partes estruturais básicas de segurança. 


O Kia Picanto, fabricado na Coreia do Sul, teve resultado fraco no teste pela falta da proteção dos airbags, apesar de a estrutura em si ter sido catalogada como estável. A baixa pontuação para a proteção do ocupante infantil é resultante das cargas elevadas sofridas pelos dummies durante o teste de colisão, a falta de cintos de segurança de três pontos na posição central e as instruções erradas por parte do manual do proprietário para a instalação das cadeirinhas infantis.



O Picanto não foi testado em impacto lateral por obter zero estrela no impacto frontal. Contudo, e em contraste com o mais caro Peugeot 208, o Picanto oferece proteção básica lateral estrutural, reforços nas portas e proteção para a pelve no painel interior das portas.



Dias depois da publicação dos resultados, a Kia enviou uma nota à imprensa:
"Diante das notícias veiculadas na imprensa automotiva que a versão básica Morning, do modelo Kia Picanto – sem airbag duplo frontal e comprado na Colômbia –, recebeu nota zero nas avaliações de crash-test da Latin NCAP, a Kia Motors esclarece que esse produto nada tem a ver com os produtos comercializados no mercado brasileiro."



Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP, declarou: "O Latin NCAP está decepcionado ao comprovar que a Kia, um fabricante global de veículos, oferece um modelo de sucesso, como o Picanto, com um desempenho tão baixo em segurança. Enquanto em alguns mercados o modelo é fabricado com melhor equipamento de segurança, o fabricante decidiu não patrocinar o teste da versão com dois airbags para oferecer, assim, os mesmos níveis de segurança a todos os consumidores da região, sem importar onde eles morem." O Latin NCAP comunica que os próximos resultados serão apresentados em agosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).

Curta a página do Auto REALIDADE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...