Honda Civic 2020, reestilizado, ganha versão LX e perde câmbio manual



A Honda apresenta a linha 2020 do Civic ao mercado brasileiro. O sedã passou por uma leve reestilização e passa a contar com uma nova versão de entrada, a LX, que vem com ar-condicionado digital, freio de estacionamento acionado por botão com função Brake-Hold (uma vez acionado, dispensa a necessidade de manter o pé no freio em paradas), controlador de velocidade de cruzeiro, botão ECON de modo de condução econômico, 4 vidros elétricos com função "um toque" para subida/descida, rádio (com tela de cinco polegadas "insensível ao toque" para a versão LX e sete polegadas touchscreen com Apple CarPlay e Android Auto para demais versões) e comandos no volante, câmera para manobras em ré, bem como rodas de liga leve de 17 polegadas e câmbio CVT em todas as versões.

Para o modelo 2020, toda a linha Civic passa a ter monitoramento de pressão dos pneus; quando um deles tem sua pressão reduzida, é indicada no quadro de instrumentos a anormalidade para o condutor.



A versão Sport, que manteve o estilo das rodas de 17 polegadas pintadas de preto, passa a ter acendimento automático dos faróis de série, além de receber o sistema multimídia com tela touchscreen de 7 polegadas, além do espelhamento de tela de celulares através do Apple CarPlay e Android Auto.

Já a versão EX passa a trazer som com oito alto-falantes, bancos revestidos em couro e retrovisor interno fotocrômico.


O modelo EXL traz, adicionalmente, o sensor de chuva, a chave presencial e a partida por botão. Outra novidade para as versões EXL e Touring é a adição de saídas do ar-condicionado (de duas zonas) para os ocupantes do banco traseiro.




O Civic Touring traz diferenciais como o sistema de som com 452 watts de potência e 10 alto-falantes, incluindo alto falante central e subwoofer, além de recarga de celulares sem fio no console central por indução e banco elétrico do motorista com ajuste lombar em quatro direções.



A linha 2020 do Civic recebeu mudanças pontuais em seu design. Na dianteira, o para-choque traz um estilo mais horizontal. Nas versões LX, EX, EXL e Touring, grade frontal e molduras laterais do para-choque são cromadas. Estas versões compartilham as novas rodas de liga leve de dez raios e 17 polegadas, pintadas de grafite brilhante. Na traseira, todas as versões recebem um friso cromado na parte inferior do para-choque. Os modelos EXL e Touring trazem as colunas de portas pintadas em preto brilhante.



A versão Sport traz grade frontal e capas dos retrovisores pintada em preto brilhante e um discretíssimo aerofólio na tampa traseira.



Internamente, todas as versões passam a adotar revestimento do console central e laterais de porta em couro sintético. Os modelos LX e Sport trazem bancos em tecido na cor preta, enquanto as demais versões passam a ter duas opções de revestimento interno dos bancos em couro: preto ou cinza, dependendo da cor externa. O interior possui plásticos macios ao toque no painel de instrumentos e laterais das quatro portas.



O Civic traz suspensão independente nas quatro rodas, com multibraços montados no subchassi traseiro, buchas de suspensão hidráulicas e caixa de direção elétrica com duplo pinhão e relação variável, com 2,2 voltas de batente a batente.


O porta-malas traz capacidade de até 525 litros (nas versões LX e Sport. São 519 litros nas versões EX e EXL e 517 litros na Touring). Já o console central possui um porta-objetos com 7,2 litros de capacidade, permitindo colocar tablets ou de garrafas de água grandes com a tampa fechada.


Todas as versões trazem airbags frontais, laterais e de cortina, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em aclives, sistema de vetorização de torque baseado em frenagem (Agile Handling Assist - AHA), luzes de frenagem de emergência (piscam de forma intermitente), além de freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), luzes de rodagem diurna e lanternas em LED.

O motor 2.0 i-VTEC FlexOne, com 155 cavalos a 6300 rpm e 19,5 kgfm de torque a 4800 rpm no etanol – que está nas versões LX, EX, EXL e Sport – é aliado ao câmbio automático continuamente variável (CVT), com opção de sete marchas simuladas que podem ser trocadas por borboletas atrás do volante nas versões Sport, EX e EXL.



Já o motor 1.5 de quatro cilindros, mais uma vez restrito à versão Touring e movido somente a gasolina, traz turbocompressor, injeção direta de combustível, variação de tempo de abertura de válvulas e válvula wastegate eletrônica, gerando 173 cavalos a 5500 rpm, com o torque de 22,4 kgfm entre 1700 rpm e 5500 rpm, e também aliado ao câmbio CVT.



O Civic 2020 possui para todas as versões as cores Branco Tafetá (sólida), Prata Platinum (metálica), Preto Cristal (perolizada) e Branco Estelar (perolizada especial). Os modelos LX, EX, EXL e Touring também estão disponíveis nas cores Cinza Barium e Azul Cósmico (metálicas).



Nos modelos equipados com bancos de couro (EX, EXL e Touring), a cor do revestimento varia conforme a cor externa: interior cinza para os tons Cinza Barium, Azul Cósmico e Branco Estelar e interior preto para as tonalidades Branco Tafetá, Prata Platinum e Preto Cristal.

O Civic 2020 estará disponível em todas as concessionárias da Honda em agosto.

Preços

LX: R$ 97 900
Sport: R$ 104 100
EX: R$ 107 600
EXL: R$ 112 600
Touring: R$ 134 900

Fotos - Civic EXL


Fotos - Civic LX




Fotos - Civic Touring




Comentários