Impressões: ao volante do Volkswagen up! TSI


Este ano, a Volkswagen introduziu o motor 1.0 TSI no Brasil sob o capô do up!, em suas versões move, high, cross, red/white/black e também para o novo speed up!, com detalhes esportivos. O compacto, que já se destacava pelo bom desempenho de seu motor de três cilindros, passa a surpreender por sua performance mesmo em baixas rotações, aliada ao consumo de combustível que chega a ser mais comedido em relação aos modelos com motor aspirado.



Existem basicamente três modos de distinguir o up! TSI do MPI (com motor 1.0 aspirado): o para-choque dianteiro é um pouco mais proeminente no modelo turbinado, a tampa do porta-malas é pintada de preto (assemelhando-se à tampa de vidro do up! europeu) e há o logotipo traseiro, com "I" vermelho.


De três cilindros e 12 válvulas, o TSI teve seu rendimento incrementado pelo turbocompressor e também pela injeção direta de combustível. A potência com gasolina passou de 75 para 101 cavalos, enquanto usando etanol cresceu de 82 para 105 cavalos. É o segundo motor 1.0 de fábrica mais potente já feito no Brasil, perdendo apenas para o VW Gol Turbo, que tinha 112 cv e foi produzido de 2000 a 2003.



O torque, que faz toda a diferença no uso urbano, é de 16,8 kgfm disponível já a partir de 1500 rotações por minuto. Apesar do motor ser turbinado, há um bom isolamento acústico que permite ouvir claramente o sistema de som. Elástico, o 1.0 TSI garante boas aceleradas e retomadas, com resposta instantânea ao se pisar no acelerador, e subiu ladeira em terceira marcha, sem se intimidar.


A alavanca de câmbio (de curso curto e relações alongadas) e a direção elétrica (leve mas com a rigidez necessária em altas velocidades) proporcionam boa dirigibilidade, juntamente com suas curtas dimensões (3,64 metros de comprimento por 1,64 m de largura): é bem fácil estacioná-lo. Como opcional para o move up! há o sensor de estacionamento traseiro com gráficos na tela do rádio.

No computador de bordo do quadro de instrumentos há um indicador de marchas que colabora para explorar bem do escalonamento do câmbio de cinco marchas, com relações mais longas que os 1.0 aspirados. A ré é engatada pressionando-se a alavanca para baixo, o que assegura que não seja engatada inadvertidamente.



A suspensão é calibrada para conferir estabilidade nas curvas e absorveu bem os buracos do solo no trecho sem asfalto do test-drive. Os pneus (175/70 no move up!) colaboram para filtrar estas irregularidades. Outro destaque está nos freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, que seguram bem o ímpeto em altas velocidades, e no controle de tração M-ABS, que evita o patinamento das rodas dianteiras. Os discos de freio, assim como os amortecedores, foram retrabalhados para a versão TSI.



Além da performance empolgante (0 a 100 km/h em 9,1 segundos com etanol ou 9,3 s com gasolina; velocidade máxima de 184 km/h com etanol ante 182 km/h com gasolina), o up! também brilha no quesito consumo de combustível: com etanol, faz 9,6 km/l na cidade e 11,1 km/l na estrada, enquanto com gasolina, alcança 13,8 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada - resultados melhores que os da versão 1.0 aspirada, e que lhe renderam o selo CONPET de eficiência energética do Inmetro. A emissão de dióxido de carbono, com gasolina, é de reduzidos 89 gramas por quilômetro rodado.



Por dentro, o up! mantém seus detalhes particulares: velocímetro, conta-giros e marcador do nível de combustível circulares, ar-condicionado com saída de ar central, rádio com CD Player, Bluetooth, MP3 player e entradas USB, auxiliar e para iPod, direção elétrica, maçanetas externas e retrovisores na cor da carroceria, computador de bordo "infotrip", tampa do porta-malas com destravamento elétrico, airbags e freios ABS, alerta luminoso de frenagem de emergência, retrovisores externos elétricos com luzes de seta, alerta de não utilização do cinto de segurança, banco do motorista com ajuste de altura, travas e vidros dianteiros elétricos, fixação ISOFIX para cadeirinhas infantis, 3 apoios de cabeça traseiros com ajuste de altura, além do "s.a.v.e." - porta-malas com capacidade de 285 litros e tampa de ajuste variável de espaço. Na versão move up!, faróis de neblina e rodas de liga leve "amsterdam" aro 14 são opcionais.



O aventureiro urbano cross up! traz como diferenciais os bancos com estampas com o nome da versão, regulagem de altura da coluna de direção, revestimento em couro da alavanca de freio de mão e do câmbio, aplique brilhante no painel, retrovisores externos com capas prateadas, e rodas aro 15'' "Zurique" com pneus 185/60. Como opcional, há o "maps & more", operado por uma tela colorida sensível ao toque, com GPS, Bluetooth e entrada para cartão SD.




No speed up!, os bancos são revestidos em couro sintético "native" com detalhes brancos, volante e painel recebem a moldura em preto-brilhante com o logotipo Speed no canto direito, o forro de teto também passa a ser preto, o rádio passa a ter iluminação branca (no lugar da vermelha de outras versões) e, por fora, retrovisores e faixas laterais são azuis, em contraste com a pintura sólida na cor Branco Cristal, única disponível. Para esta versão, o único opcional é o sistema "maps & more" e sua preparação para instalação.



O move up! TSI é tabelado em R$ 44.790, enquanto o cross up! tem preço estipulado em R$ 48.490, e o speed up!, R$ 49.990. Todos contam com garantia de 3 anos e revisões com valores fixos que podem ser conferidos pela internet. Vale também ressaltar as 5 estrelas para adultos e 4 estrelas de proteção às crianças nos crash-tests frontais e laterais realizados pelo Latin NCAP, e também um dos menores custos de reparabilidade, atestados pelo CESVI Brasil.


Comentários