Destaques do Auto REALIDADE

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Eis o Fiat Toro nos mínimos detalhes: a partir de R$ 76 500



A Fiat apresenta à imprensa, entre os dias 15 e 16 de fevereiro, uma nova picape que está despertando muita curiosidade, seja por seu visual futurista - diferente de todos os outros carros da montadora - seja por seu porte superior em relação a Strada e Saveiro, porém mais compacto frente a S10 e Hilux.

A Renault até fez gracinha, relembrando que a precursora do segmento de picapes médio-compactas com estrutura monobloco foi a Duster Oroch, que começou a ser comercializada em novembro de 2015. Mas o Toro chega depois (já como linha 2017) e chega melhor, compartilhando base mecânica e boas soluções com o aclamado Jeep Renegade.


O design do Fiat Toro (que é tratado no masculino por se tratar de um Sport Utility Pick-Up, ou SUP) tem trejeitos de modelos estrangeiros, mas foi traçado no Polo de Desenvolvimento Giovanni Agnelli, em Betim (MG). A ideia foi fugir do tradicional conceito de picape voltada para o trabalho e com formas retas sem muita inspiração, tendo como fonte direta de inspiração o FCC4 Concept apresentado no Salão de São Paulo em 2014.



A frente traz o "Split Lighting": dois conjuntos óticos separados. Junto à grade estão as luzes diurnas de LED e as lâmpadas de seta, enquanto mais abaixo estão os faróis (baixo e alto). Nas laterais, a linha de cintura elevada e as caixas de rodas alargadas sugerem robustez. A traseira segue o conceito Wrap Around, com tampa da caçamba bipartida com abertura para as laterais, patenteada pela Fiat-Chrysler - inédita no Brasil, mas já oferecida no exterior em picapes como a Honda Ridgeline. Nas versões mais completas, ela traz um extensor de caçamba integrado às próprias partes da tampa, inclusive com lanternas auxiliares.



O Toro vai atuar justamente com características que a Duster Oroch atualmente não abrange: motorizações Flex ou Turbodiesel, com câmbio automático de 6 (ou 9 marchas para modelos a diesel) e, futuramente, manual de 6 marchas, além de opções de tração dianteira ou 4x4. Com 4,915 metros de comprimento, a picape Fiat é nada menos que 68 cm mais comprida que o Jeep Renegade e 22 centímetros mais longa que a picape Renault. Terá apenas opção de cabine dupla com quatro portas, podendo acomodar 5 pessoas e, em nas versões a diesel, trazendo capacidade de carga de 1 tonelada, o que a habilita a utilizar este combustível.



Fabricada no polo automotivo da Jeep em Goiana, Pernambuco, a picape Toro é lançada no aniversário de 40 anos da Fiat, que iniciou sua carreira em solo brasileiro na cidade de Betim (MG), com a produção do 147. A Fiat foi a primeira montadora que apresentou nacionalmente uma picape de pequeno porte - a 147 Pick-Up, em 1978, que curiosamente também trazia porta traseira com abertura lateral. Depois vieram Pick-Up City alongada (1981), Fiorino Pick-Up (1988) e Strada (1998).


O Fiat Toro foi construído sobre a plataforma modular Small-Wide, utilizada no Jeep Renegade e no Fiat 500X, porém ampliada e reforçada na parte traseira. Ela utiliza mais de 85% de materiais nobres, com uso de aço de alta resistência, o que garante elevada rigidez torcional, durabilidade e uma notável capacidade de absorver impactos em caso de acidentes. A picape conta com suspensão independente nas quatro rodas (McPherson na dianteira, multilink na traseira), e a caçamba de 820 litros pode ser estendida em 405 litros com a tampa aberta e o extensor armado.



Serão duas versões - Freedom e Volcano. A primeira inaugura o motor 1.8 16 válvulas E.torQ Evo VIS (Variable Intake System, ou sistema de admissão variável em bom português). A potência com etanol foi incrementada de 132 para 139 cavalos a 5750 rpm (com gasolina, a potência é de 135 cv). Já o torque é de 18,8 kgfm com gasolina e 19,3 kgfm com etanol, sempre a 3750 rpm.


Segundo a Fiat, a versão Flex acelera de 0 a 100 km/h em 12,2 segundos com gasolina e 12,8 s com etanol; já a velocidade máxima é de 172 km/h com gasolina e 175 km/h com etanol.



A versão Flex tem peso em ordem de marcha de 1619 quilos e capacidade de carga de 650 kg. Mais de 80% do torque está disponível abaixo de 2000 rpm.



Já as versões Freedom a diesel e Volcano trazem o mesmo motor 2.0 Turbodiesel utilizado pelo Jeep Renegade, que rende 170 cavalos a 3750 rpm e 35,7 kgfm de torque já a 1750 rpm. Sua capacidade de carga é de 1000 quilos. A picape acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e atinge a velocidade máxima de 190 km/h. Ambas trazem tanques de combustível de 60 litros e fixação do conjunto motor/câmbio por coxins hidráulicos.


Internamente, ainda que o Toro aproveite diversos componentes do Renegade, foram promovidas alterações para distanciar os meio-irmãos. As formas do painel são mais verticais e angulosas, embora a picape não traga o revestimento em plástico macio ao toque em seu painel. Há elementos com acabamento em cromo acetinado, molduras em cores distintas entre as versões (preto na Feedom, bronze na Volcano) e revestimento em couro no volante.



O quadro de instrumentos possui grafismo exclusivo e o computador de bordo também teve software modificado nas duas versões - a Volcano traz a tela de 7 polegadas que se estende pelos aros do conta-giros e velocímetro.



Há ainda itens como volante multifuncional com borboletas para as trocas de marcha, central multimídia Uconnect Touch com tela sensível ao toque de 5 polegadas e GPS, porta-objetos no console refrigerado, e laterais do painel com focos de luzes.



Entre os itens de segurança do Fiat Toro, há de série controles de estabilidade e de tração, linhas de deformação pré-programadas de várias áreas da carroceria, airbags frontais (opcionalmente complementados pelos laterais dianteiros, de cortina e para os joelhos do motorista), fixação ISOFIX de cadeirinhas de crianças, monitoramento da pressão dos pneus, controle eletrônico de esterço do volante, TTC (gerenciamento da transferência de torque para as rodas), assistente de partida em ladeiras (Hill Holder) e Hill Descent Control, que controla eletronicamente a velocidade em descidas íngremes em terrenos acidentados.



Versão de entrada, a Freedom 1.8 16v Flex (R$ 76 500) vem com câmbio automático de 6 marchas. O modelo recebe o selo A no Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro na categoria de picapes flex, fazendo, com etanol, 5,8 km/l na cidade e 7,4 km/l na estrada. Com gasolina, o consumo é de 8,3 km/l (cidade) e 10,5 km/l (estrada).



De série, há controlador automático de velocidade, computador de bordo (que registra distância percorrida, consumo médio/instantâneo e autonomia) em tela de 3,5 polegadas (com relógio digital, calendário e indicador de temperatura externa), controles eletrônicos de estabilidade e tração, Hill Holder (assistente de partida em subidas), rádio Connect com comandos no volante, banco do motorista com regulagem de altura, ajuste de altura e profundidade do volante, abertura elétrica do bocal do tanque, ar-condicionado manual, direção elétrica, fixação ISOFIX para cadeirinhas infantis, vidros e travas elétricas (as portas são travadas a 20 km/h), sensor de estacionamento traseiro e protetor de caçamba.



Existem múltiplos opcionais: Kit Pleasure 1 (por R$ 1970, integra faróis de neblina, retrovisores elétricos com memoria [tilt down ao engatar a ré, rebatimento e luz de cortesia], além de capota marítima), Kit Pleasure 2 (por R$ 1660, contém segunda entrada USB, tomada 12 Volts adicional. alarme, apoio de braço dianteiro e traseiro, brake-light, iluminação de caçamba, Kit externo [grade frontal com cromado e maçanetas/capas dos retrovisores pintados], Kit High Tech [sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico], para-sol iluminado e porta-objetos no banco do passageiro), Kit Safety (por R$ 3520, inclui airbag para os joelhos do motorista, sidebags dianteiros, sensor de pressão dos pneus e window bags, totalizando 7 bolsas infláveis), Rodas de liga leve aro 16'' com pneus 215/60 (R$ 1560), Bancos revestidos parcialmente em couro (R$ 2070), Barras longitudinais de teto (R$ 415), Kit Techno 1 (por R$ 4660, adiciona seis alto-falantes, sistema multimídia Uconnect com tela de 5 polegadas sensível ao toque, audio streaming, câmera de ré, comandos de voz, Bluetooth, entrada auxiliar, MP3 Player, GPS, entrada USB, rádio e tapetes em carpete), além de Teto solar elétrico (R$ 3630).



Baseada na versão Freedom, a Opening Edition 1.8 16v Flex (R$ 84 400) traz itens adicionais como rodas de liga leve aro 16'' com parafusos anti-furto, faróis de neblina, retrovisores elétricos rebatíveis com função tilt down ao dar ré e luz de cortesia, capota marítima na caçamba, ar-condicionado digital com duas zonas de temperatura, câmera de ré, volante revestido em couro com paddle shifters para trocas sequenciais de marcha e central multimídia Uconnect com tela de 5 polegadas sensível ao toque com GPS. Há ainda revestimentos internos especiais, soleiras das portas e emblemas alusivos a esta série especial.


A versão Toro Freedom 2.0 16v Turbodiesel 4x2 (R$ 93 900) traz câmbio manual de 6 marchas e o mesmo pacote de equipamentos da versão Flex, além de protetor do para-choque dianteiro, rodas de aço de 16” Super Spoke e protetor de cárter.



Como opcionais, estão disponíveis: rodas de liga leve aro 17" e pneus de uso misto de perfil 225/65 (R$ 2070), bancos revestidos parcialmente em couro (R$ 2070), Kit Techno 2 (por R$ 4460, adiciona sistema multimídia Uconnect com tela de 5 polegadas, audio streaming, comandos de voz, Bluetooth, entradas USB e auxiliar, MP3 player, rádio e tapetes em carpete), além dos Kit Safety, Pleasure 1, Pleasure 2, barras longitudinais e teto solar elétrico, pelos mesmos valores praticados na versão Freedom Flex.


O Toro Freedom 2.0 diesel 4x4 (R$ 101 900) vem de fábrica com Hill Descent Control (controle automático em descidas íngremes), retrovisores externos elétricos com memória (tilt down ao engatar a ré, rebatimento e luz de cortesia) brake-light, alarme e iluminação da caçamba, além dos mesmos opcionais da versão 4x2.



Já a Volcano, versão topo de linha (R$ 116 500), é equipada unicamente com o motor 2.0 Turbodiesel, tração nas quatro rodas e câmbio automático de 9 marchas. Ela traz de série ar-condicionado dual zone, rodas de liga leve de 17 polegadas, câmera de ré, central multimídia Uconnect com tela de 5 polegadas com GPS, quadro de instrumentos com display de 7 polegadas colorido, faróis de neblina cornering e faróis com LEDs.



Mas ela também possui opcionais: Kit Safe (por R$ 4140, abrange banco do motorista com regulagem elétrica em 8 posições, airbag para os joelhos do motorista, side bags dianteiros, sensor de pressão dos pneus e airbags de cortina), Kit Techno 3 (por R$ 3000, inclui capota marítima, chave presencial Keyless com partida por botão e comando remoto de ignição, Kit High Tech [sensor de chuva, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico, volante com aletas para trocas sequenciais de marcha), bancos parcialmente revestidos em couro (R$ 2070) e teto solar elétrico (R$ 3630), chegando ao valor de R$ 130 772 com todos os itens a que tem direito.



O Fiat Toro chega na rede de concessionárias da marca com 3 anos de garantia de fábrica integral, sendo que o cliente pode optar pela extensão por mais um ou dois anos. Há também um plano de revisão sob medida, onde o cliente também poderá comprar pacotes de revisões programadas de acordo com o perfil de uso e motorização. São pacotes de duas a dez revisões para a versão Flex e de duas a cinco revisões para as versões Diesel.


Há mais de 50 opções de acessórios desenvolvidos para o Toro, divididos em cinco categorias: Personalização, Segurança, Áudio & Video, Lazer e Conforto. Outra novidade é o Custom Shop, no qual a personalização do veículo é feita ainda na fábrica ― o veículo recebe os acessórios em uma linha de customização e depois retorna aos procedimentos finais de checagem e inspeção antes da entrega do veículo. Com isto, o tempo de garantia dos acessórios é estendido para 3 anos.


As cores disponíveis para o Toro serão: Vermelho Colorado, Preto Shadow, Branco Ambiente (sólidas), Vermelho Tribal, Marrom Horizon, Verde Botanic, Prata Melfi, Preto Carbon (metálicas, por R$ 1432 adicionais).


Um comentário:

  1. qd 51 lt 17 casa 2 b
    bairro nova friburgo
    cidade ocidental go gosto
    gosto feliz sudro libras
    amo rsrsrsrs
    kkkkkkkkk novo carro trabalho carrfeour

    ResponderExcluir

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).

Curta a página do Auto REALIDADE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...