Expedição Nissan Frontier visita as riquezas arqueológicas do Pará

Audi TT completa vinte anos com visual levemente retocado


Nem parece, mas já faz vinte anos que o esportivo compacto da Audi começou a ser comercializado pelo mundo. O TT foi apresentado primeiramente como carro-conceito no Salão de Frankfurt de 1995 e, três anos depois, passou a ser produzido em série, em versões cuja potência variava entre 150 e 250 cavalos. A segunda geração foi apresentada em 2006, e em 2014 chegou o TT atual - que, quatro anos depois, passa por uma atualização de meia-vida.


As alterações no TT foram discretas. A grade passa a ter novas aberturas e os faróis contam com LEDs ou, opcionalmente, Matrix LEDs, incluindo as luzes de seta dinâmicas. Na traseira, o modelo recebe logotipos que fazem referência à força do motor (no caso do TT vermelho das imagens, 45 TFSI), como os Volkswagen no Brasil.


Na versão S line, o TT recebe spoilers mais agressivos, com entradas de ar verticais nas pontas dos para-choques. Atrás, o modelo também recebe novo para-choque mais esportivo. Esta versão pode receber rodas de até 20 polegadas; as outras versões trazem rodas de 17. 18 ou 19 polegadas. Há também as novas opções de cores para a carroceria cosmos blue, pulse orange e turbo blue (só para a versão S line).


De série, a versão básica passa a contar com o quadro de instrumentos digital configurável Virtual Cockpit, além do seletor de modos de condução Audi drive select, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, retrovisores externos com aquecimento, volante multifuncional com comandos de voz e do sistema multimídia, além de Bluetooth e entradas USB iluminadas.


As encomendas para o TT reestilizado começam a ser atendidas na Europa a partir de setembro, com chegada às lojas no último trimestre de 2018. O Audi TT parte de 35 000 euros e a versão Roadster terá preço estimado de 37 500 euros.


Comentários