Expedição Nissan Frontier visita as riquezas arqueológicas do Pará

Automóveis híbridos e elétricos ainda são minoria nas empresas do Brasil


Apesar de estarem em evidência nos últimos tempos, os veículos elétricos ainda não são realidade para a maioria das empresas do Brasil. De acordo com a “Pesquisa sobre gestão de frotas empresariais: estado atual, percepção de valor e tendências”, encomendada pelo Observatório de Veículos de Empresas (OVE), apenas 2,4% das empresas respondentes já possuem exemplares em suas frotas.


E a expectativa é de melhora apenas em longo prazo. 2,4% devem aderir entre 2018 e 2020 e 15,7% a partir de 2021. Para a grande maioria (79,5%), os veículos elétricos não são nem cogitados.

O cenário dos veículos híbridos, outra alternativa mais sustentável, é um pouco melhor, mas ainda tímida. 19,4% das empresas ouvidas já possuem, 5,3% devem adquirir entre 2018 e 2020, 15,6% pensam para depois de 2021 e 59,7% não cogitam ter estes modelos.


Por outro lado, alternativas para melhorar a mobilidade são utilizadas pelas frotas empresariais. 47,4% utilizam veículo compartilhado entre os colaboradores para toda a frota, 11,7% usam para parte da frota, 13,8% ainda não aderiram, mas pretendem no futuro, e 27% não cogita compartilhar seus veículos.

O OVE ouviu 368 gestores de frotas de empresas de todo o Brasil entre os dias 26 de março e 13 de abril de 2018. O Observatório é uma associação sem fins lucrativos que tem por objetivo fomentar a discussão sobre temas relativos a veículos corporativos, como gestão de frota, segurança no trânsito, comportamento de condutores, e disseminar informações de seu conhecimento para contribuir positivamente no impacto da atividade dos mesmos à sociedade e ao meio-ambiente.

Comentários