Volkswagen Taos 250 TSI Highline é finalmente revelado


Desde que as lives se consolidaram como forma de apresentação de novos automóveis para os jornalistas, a imprensa brasileira ainda não havia experienciado a revelação de um carro pelo período da noite - o mais comum é que estas avant-premières ocorram no período da manhã, ainda que algumas marcas optem pelo período da tarde para realizar seus lançamentos. Mas a primeira aparição do Volkswagen Taos às 19 horas de uma terça-feira foi estrategicamente planejada para ser acompanhada por várias pessoas em diversos países: o SUV foi revelado na Argentina, com transmissão simultânea pelo YouTube para o Brasil e a América do Norte. E foi uma apresentação bem curta, de apenas 21 minutos.

O Taos será fabricado em General Pacheco (Argentina), de onde virá para o Brasil a partir do segundo trimestre de 2021. Ele ocupa uma posição intermediária de mercado acima do T-Cross e abaixo do Tiguan Allspace. O novo SUV possui exatamente o comprimento do Jeep Compass (4,42 metros), enquanto o Tiguan possui 4,70 m, e o T-Cross, 4,20 metros. Nos Estados Unidos, onde Nivus e T-Cross não existem, o Taos será o SUV mais acessível da marca.


A versão revelada na live argentina é a 250 TSI Highline. A frente se destaca pela grade com filetes iluminados que se une aos faróis, com duas assinaturas em LEDs. O para-choque conta com uma área preta em forma de X que interliga as grades, enquanto a base do para-choque conta com um aplique prateado. Nas laterais do para-choque frontal, entradas de ar dão um ar mais esportivo, embora não haja faróis de neblina nesta região.


A parte lateral possui para-lamas robustos, com molduras mais quadradas, com cantos arredondados. "Flechas" nos para-lamas dianteiros indicam o nome da versão. Assim como o T-Cross, o Taos conta com a opção de pintura da carroceria em dois tons, que engloba teto e capas dos retrovisores. Na traseira, as lanternas atravessam a tampa do porta-malas.


O interior tem toques de estilo inéditos com alguns elementos já presentes em modelos como Jetta e Nivus. O painel conta com superfícies macias ao toque e inserções em couro. Como nas versões mais completas do Jetta, é possível selecionar a tonalidade da iluminação ambiente entre 10 cores.


O Taos conta com o Active Info Display, quadro de instrumentos digital configurável com tela de 10,25 polegadas, e com o sistema multimídia VW Play, com uma tela de 10,1 polegadas sensível ao toque onde é possível baixar aplicativos na VW Play Apps, além de configurar o perfil do usuário, espelhar o celular por meio de Wireless App Connect e ainda conferir informações sobre serviço de manutenção do carro. Uma exclusividade do Taos em relação a outros modelos da marca será o carregador de bateria de celular sem fio.


Entre os itens de segurança e tecnologia, o Taos terá à disposição itens como o controlador adaptativo de velocidade de cruzeiro (ACC) com função stop & go, que mantém a distância do veículo à frente. Se o automóvel parar por completo e prosseguir novamente dentro de 3 segundos, o Taos acompanhará o mesmo movimento sem precisar de intervenção do motorista.


O SUV também contará com frenagem autônoma de emergência (AEB) com detector de pedestres, detector de veículos em pontos cegos, detector de tráfego traseiro (minimiza o risco de colisões em manobras de estacionamento, alertando o motorista e freando automaticamente em caso de iminência de batida), além dos faróis de LED IQ. Light, com alcance mais amplo na iluminação lateral, ajuste do facho dos faróis para evitar ofuscamento de outros motorista e luz de conversão dinâmica, que acende de acordo com o ângulo de direção que o motorista aplica ao volante.


Em termos mecânicos, por enquanto só se sabe que o Taos terá o motor será o 1.4 "250 TSI" já utilizado no T-Cross Highline e em algumas versões de Jetta e Tiguan. Nos Estados Unidos, o 1.4 evoluiu para 1.5, passando a adotar o ciclo de funcionamento Miller ao invés do tradicional Otto. 

Comentários