CAOA Chery apresenta cinco modelos eletrificados que serão vendidos este ano

Em maio de 2022, a CAOA Chery anunciou para a imprensa os planos de tornar todo o seu portfólio totalmente eletrificado até o final de 2023. Agora, a marca revela, de uma vez, cinco dos modelos que estarão disponíveis no mercado brasileiro dentro dos próximos meses. Serão três opções "híbridas leves", um híbrido plug-in (recarregável em tomadas e com motor a combustão) e um modelo 100% elétrico. Por enquanto, os novos veículos irão conviver com a gama atual de carros sem eletrificação.

O iCar é a primeira das novidades a chegar ao mercado brasileiro, já neste mês de junho. O subcompacto é também, por ora, a única opção totalmente elétrica da CAOA Chery. Importado da China (onde seu nome é eQ1), o iCar chega com o título de automóvel mais compacto atualmente oferecido no Brasil, com 3,20 metros de comprimento, 2,15 m de distância entre-eixos e 1,67 m de largura. A despeito das dimensões reduzidas, o iCar é homologado para levar quatro passageiros. O banco traseiro é bipartido e, quando rebatido, permite ampliar a capacidade do porta-malas de 100 para 380 litros.

Com preço de R$ 139.990 (7 mil reais a menos do que o Renault Kwid E-Tech, que perde o posto de carro elétrico mais em conta do mercado brasileiro), o iCar tem uma autonomia de até 280 quilômetros e possui teto panorâmico, sistema multimídia com tela vertical sensível ao toque de 10,25 polegadas, carregador de bateria de celular sem fio, volante com comandos do ar-condicionado, rodas de liga leve de 15 polegadas, assistente de partida em subidas, assistente em descidas, freio de estacionamento eletrônico com Auto Hold, revestimentos de couro sintético e bancos dianteiros elétricos. Mecanicamente, os destaques são os freios a disco nas quatro rodas e o conjunto de suspensão independente nos dois eixos.

Em julho, chegam mais duas novidades, ambas híbridas leves: o Tiggo 5x Pro Hybrid e o Tiggo 7 Pro Hybrid (foto acima). Os dois SUVs serão produzidos em Anápolis, Goiás. Com preço de R$ 169.990, o Tiggo 5x híbrido é 15 mil reais mais caro do que o 5x disponível no Brasil desde fevereiro deste ano. Já o Tiggo 7 Pro Hybrid custa R$ 199.990, 6.200 reais a mais do que o 7 Pro lançado no País em dezembro de 2021.

O Tiggo 5x Pro Hybrid se diferencia do modelo já disponível no Brasil por ter conjunto elétrico de 48 Volts (ante 12 V) e melhores números de potência e torque. O motor 1.5 Turbo Flex passa de 147 para 157 cavalos com gasolina, enquanto a potência com etanol salta de 150 para 160 cavalos. Já o torque melhora de 21,4 para 25,5 kgfm com ambos os combustíveis. E, segundo a CAOA Chery, a versão híbrida ainda entrega uma economia de combustível 13% maior em relação ao modelo tradicional. 

A versão Pro Hybrid do Tiggo 5x Pro também traz equipamentos adicionais em relação ao modelo já existente. São eles: carregador de bateria de celular por indução (sem fio), sensor de chuva, Start/Stop (desligamento e religamento do motor em paradas para economia de combustível) e volante com base achatada.

No caso do Tiggo 7 Pro Hybrid, o conjunto mecânico é totalmente diferente do disponível no modelo lançado no Brasil no final de 2021. No Hybrid, sai o 1.6 TGDI de 187 cavalos e 28,0 kgfm de torque (movido somente a gasolina) e entra o 1.5 Turbo Flex do Tiggo 5x Pro Hybrid, de 157 cv com gasolina, 160 cv com etanol e 25,5 kgfm de torque. Já o câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas dá lugar ao automático continuamente variável (CVT). Conforme a CAOA Chery, o 7 Pro Hybrid, que também possui o conjunto elétrico de 48 Volts, oferece uma economia de combustível 5,2% maior que o modelo sem o conjunto híbrido. 

Entre os detalhes do Tiggo 7 Pro Hybrid estão: grade frontal com detalhes cromados, luzes diurnas em LED no para-choque dianteiro, rodas de liga leve de 18 polegadas com novo desenho, teto solar elétrico panorâmico, lanternas de LED com iluminação de ponta a ponta e faróis Full LED.

Para agosto, chegam o Arrizo 6 Pro Hybrid e o Tiggo 8 Pro Plug-In Hybrid, ambos importados da China. Em dezembro, o Tiggo 8 Pro híbrido passa a ser fabricado em Anápolis. O sedã tem preço de R$ 159.990, sendo 15 mil reais mais caro do que o modelo já existente. Já o novo SUV chega com preço de R$ 269.990 - valor 55 mil reais acima do Tiggo 8 Founder's Edition.

As mudanças mecânicas do Arrizo 6 Pro Hybrid são idênticas às do Tiggo 5x Pro Hybrid. Com o conjunto elétrico de 48 Volts (ante 12 V), o sedã médio traz números maiores de potência e torque. O motor 1.5 Turbo Flex passa de 147 para 157 cavalos com gasolina, enquanto a potência com etanol salta de 150 para 160 cavalos. Já o torque melhora de 21,4 para 25,5 kgfm com ambos os combustíveis. A CAOA Chery declara que o Arrizo 6 Pro Hybrid entrega uma economia de combustível 13% maior em relação ao modelo tradicional. 

Para se diferenciar da versão não-híbrida, o Arrizo 6 Pro Hybrid vem com nova grade frontal, retrovisor interno eletrocrômico, volante com ajuste de profundidade (em complemento ao de altura), carregador de celular por indução (sem fio), comandos de voz offline e lanternas com luzes de seta dinâmicas.

Por fim, o Tiggo 8 Pro Plug-In Hybrid incorpora uma reestilização sobre o Tiggo 8 já existente (lançado em 2020). Além do novo visual e do pacote de equipamentos que inclui novos itens de auxílio à condução, o modelo possui um conjunto mecânico inédito no Brasil. O motor 1.6 TGDI dá lugar ao 1.5 TCI (que atua em conjunto com mais dois motores elétricos) e a transmissão automatizada de dupla embreagem e 7 marchas abre espaço para a DHT (sigla para transmissão híbrida dedicada) com 11 marchas. Com motor a combustão e os elétricos trabalhando juntos, o Tiggo 8 Pro Plug-In Hybrid salta de 187 para 317 cavalos, enquanto o torque pula de 28,0 para 56,6 kgfm.

Mantendo a capacidade de levar 7 passageiros, o novo Tiggo 8 Pro Plug-In Hybrid cresceu 2,2 centímetros no comprimento após as mudanças no visual, passando a ter 4,722 metros. Já a largura (1,866 m) e a altura (1,745 m) permanecem inalteradas. De acordo com a CAOA Chery, o SUV é capaz de rodar até 77 quilômetros apenas com energia elétrica, sem consumir combustível, e o tempo de recarga do veículo é de "menos de 3 horas".

Entre os itens de assistência à condução do Tiggo 8 híbrido estão: alerta de mudança de faixa involuntária com assistente de permanência na pista, assistente de condução em congestionamentos, frenagem automática de emergência, controlador de velocidade de cruzeiro adaptativo (mantém distância segura do veículo à frente), alerta de colisão frontal, controle de velocidade em descidas e comutação automática dos faróis altos.

O Tiggo 8 Pro Plug-In Hybrid vem de fábrica com revestimentos de couro, ajustes elétricos para os bancos dianteiros, quadro de instrumentos digital fundido visualmente com a tela do sistema multimídia (juntos, os monitores somam 24,6 polegadas), ar-condicionado operado por tela sensível ao toque de 8 polegadas, carregador de celular por indução e sistema de som assinado pela Sony.


Comentários

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Que maravilha!
    159 mil com
    Eixo de torção sem ar condicionado automatico sem limpador automatico.
    Olha a merda que a caoa fez
    Safadeza da CAOA. Criaram expectativa de implementarem um carro de verdade, e vieram com essa engabelaçāo e irão vender a mais de 159 mil.
    Bom Pra Otários!
    Parabens aos burrices da nota baixa que compra por $$$$$$$$$$$$$$$$$$ 160 mil

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).