Destaques do Auto REALIDADE

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Ford Fiesta celebra 20 anos de carreira no Brasil



A Ford está comemorando os 20 anos da linha Fiesta, com mais de 1,8 milhão de unidades comercializadas no mercado brasileiro neste período, sendo 240 mil unidades do New Fiesta. O hatch chegou tímido ao Brasil em 1995, importado da Espanha em sua terceira geração; já em abril de 1996 o Fiesta passava a ser fabricado nacionalmente em São Bernardo do Campo (SP), alinhado à sua "contraparte" europeia. Em setembro de 1999 chegou a reestilização que lhe livrou do apelido "Tristonho", por conta dos faróis que minguavam em direção às extremidades. Os motores eram os Zetec Rocam 1.0 e 1.6 - o 1.4 ficou com má fama devido à sua difícil retífica. No ano 2000 chegou o modelo Sport, com para-choques mais esportivos, grade com aberturas do tipo colmeia e rodas de liga leve, sem melhorias em desempenho. Depois dele veio a versão Street, uma versão tão básica que sequer trazia para-sol do lado do passageiro, mas que foi ganhando melhorias com o tempo e duraria até 2006. Em 2001, chegou a vez da estreia do Fiesta Sedan, importado do México e com linhas estilizadas na Índia.



A quinta geração do Fiesta passou a ser fabricada em Camaçari (BA) em meados de 2002, com o estilo New Edge e a opção do motor 1.0 Supercharged, que rendia 95 cavalos - o segundo mais potente 1-litro do Brasil até hoje, ultrapassado apenas pelos 112 cavalos do VW Gol Turbo. Apesar do espaço interno bem mais amplo, o acabamento era de uma simplicidade que fazia feio até frente ao Fiesta antigo. No ano de 2004 surgiram duas novidades: a versão Sedan nacional e o motor 1.6 Flex, o primeiro bicombustível da Ford. No boom dos aventureiros, em 2005, o Hatch passou a vestir o traje aventureiro com o kit Trail.



Em 2006, o motor 1.0 passou a ser finalmente Flex. E em fevereiro de 2007 chegava a linha 2008, com uma reestilização específica para nosso mercado. O kit Trail passava a se tornar versão de série.




A família Fiesta se dividiu em 2010: os hatch e sedan nacionais receberam uma reestilização para manterem seu fôlego no mercado, e do México passou a ser importado o New Fiesta Sedan, modelo que ficou uma categoria superior, tornando-se arquirrival do Honda City. Naquele ano, comemorou-se a marca de 1 milhão de unidades produzidas na Bahia. Apesar da fabricação estrangeira, seu motor era o 1.6 Sigma brasileiro, que também foi aplicado no Focus de entrada.





Em 2011 começou a ser importado o New Fiesta Hatch, que pouco menos de dois anos depois passou a ser produzido nacionalmente, já com a reestilização pela qual passou o modelo europeu. O New Fiesta Sedan seguiu posteriormente as modificações promovidas. Ambos passaram a trazer itens como câmbio automatizado de dupla embreagem PowerShift, de 6 marchas; central SYNC com comandos de voz em português, direção elétrica, controles de estabilidade e tração, assistência de partida em ladeiras e 7 airbags.

Além de São Bernardo do Campo (SP), o Fiesta é atualmente produzido no México, Alemanha, Índia, Vietnã, Tailândia e em duas fábricas na China.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Na seção de comentários do Auto REALIDADE você está livre para escrever o que você achou da matéria.

Caso você queira fazer perguntas maiores, incluir fotos ou tirar dúvidas, envie e-mail para blogautorealidade@hotmail.com

Sua opinião é muito importante para o Auto REALIDADE! Estamos a disposição no Facebook (http://www.facebook.com/AutoREALIDADE), no Instagram (http://www.instagram.com/autorealidade e no Twitter (@AutoREALIDADE).

Curta a página do Auto REALIDADE!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...