Audi Q3 2022 com motor 2.0 TFSI e tração quattro chega ao Brasil

Fotos | Júlio Max (Auto REALIDADE) e Divulgação/Audi

Discretamente, as primeiras unidades do Audi Q3 com motor 2.0 TFSI e tração integral quattro já estão disponíveis no Brasil. Este conjunto mecânico está presente no Q3 de carroceria SUV (lançado no nosso País há dois anos) e também no Q3 Sportback, que faz sua estreia no mercado nacional. A dupla teve sua pré-venda iniciada em fevereiro deste ano.

Os exemplares do Q3 2.0 que estão chegando ao Brasil ainda são importados (eles vêm de Györ, na Hungria). A partir do segundo semestre deste ano, a fábrica de São José dos Pinhais (Paraná) vai iniciar a produção local dos modelos. É a terceira iniciativa de produção de automóveis da Audi em solo nacional. Entre 1999 e 2006, foi fabricada a primeira geração do A3 hatch; já entre 2015 e 2020 foram produzidos o A3 Sedan e, em seguida, o Q3 da primeira geração.

O motor 2.0 EA-888 TFSI movido a gasolina de quatro cilindros, com injeção direta e turbocompressor, entrega 231 cavalos e 34,7 kgfm de torque. Já o câmbio é o automático Tiptronic de 8 marchas e a tração integral quattro tem a distribuição de força entre os eixos gerenciada eletronicamente. Segundo a Audi, os dois modelos aceleram de 0 a 100 km/h em 7,0 segundos e chegam à velocidade máxima de 240 km/h. Para maior eficiência em termos de consumo de combustível, o Start-Stop está de volta (o sistema, que desliga o motor momentaneamente em paradas, estava ausente no Q3 1.4 lançado em 2020).

Estão disponíveis três versões para o Q3 em carroceria SUV (Prestige quattro, Performance quattro e Performance Black quattro) e duas opções para o Q3 Sportback (Performance quattro e Performance Black quattro). Ressalte-se que o Q3 deixa de ser comercializado no Brasil com motor 1.4 TFSI, tração dianteira e câmbio automatizado de dupla embreagem S tronic de 6 marchas. Em compensação, todas as versões incorporaram mais equipamentos em comparação com as versões 1.4.

O Q3 Prestige é facilmente identificável pelos detalhes em preto na grade frontal, nas barras de teto, nas molduras dos para-choques e no contorno das janelas laterais. Além disso, suas rodas de 18 polegadas (calçadas com pneus 235/55) possuem estilo um pouco mais recatado do que nas demais versões, porém são mais bonitas que as rodas do Prestige 1.4, que eram de 16 polegadas.

A lista de equipamentos de série da versão de entrada inclui faróis Full LED com luzes de condução diurna, lanternas Full LED com luzes de seta dinâmicas, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, monitoramento de pressão dos pneus, banco do motorista com ajustes elétricos e regulagem lombar em quatro direções para os assentos dianteiros, apoio de braço dianteiro, banco traseiro rebatível, corrediço e de assento bipartido (com apoio de braço e porta-copos retráteis, além de fixações ISOFIX e Top Tether para cadeirinhas infantis), volante revestido de couro com shift-paddles para trocas sequenciais de marcha, bancos e forros de porta com revestimentos de couro sintético, retrovisores externos elétricos, espelho interno anti-ofuscante, ar-condicionado manual, alarme antifurto, chave presencial com partida do motor por botão, duas entradas USB dianteiras, tomada de 12 Volts e duas entradas USB voltadas para os ocupantes traseiros, quadro de instrumentos digital, sistema multimídia MMI com tela sensível ao toque de 8,8 polegadas, reconhecimento de voz, Bluetooth e interface para smartphone para sistemas operacionais iOS e Android, som com 6 alto-falantes, quadro de instrumentos com tela digital, assistente de partida em ladeiras, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, freio de estacionamento eletromecânico com função Auto Hold (permite liberar o pedal do freio quando ativo, mesmo com o câmbio em Drive), controlador e limitador de velocidade de cruzeiro, câmera de ré, freios a disco nas quatro rodas, controle de estabilidade, seletor de modos de condução (drive select), airbags frontais, laterais e de cortina, cintos de segurança com sensores de afivelamento e Start-Stop para desligamento do motor, visando maior economia de combustível. Não há opcionais de fábrica para esta versão.

O Q3 Performance, que substitui a versão Prestige Plus na condição de versão intermediária do Q3, dispõe de detalhes prateados nas barras de teto, nos frisos verticais da grade frontal, nas molduras dos para-choques e nos frisos que contornam as janelas laterais. As rodas de 18 polegadas possuem cinco raios levemente rotacionados (vale ressaltar que o Q3 Performance 1.4 tinha rodas de 17 polegadas). Alguns detalhes internos, como as soleiras das portas dianteiras, são de alumínio.

Esta versão traz os seguintes diferenciais: pacote de iluminação ambiente (com focos de luminosidade no console central e nas portas), retrovisores externos com rebatimento elétrico e aquecimento (para desembaçar as lentes), retrovisor interno anti-ofuscante automático sem bordas, ar-condicionado automático de duas zonas com saídas de ar para os ocupantes traseiros, tampa do porta-malas motorizada (com abertura e fechamento elétricos, além da operação hands-free, através de um gesto do pé sob o para-choque traseiro) e o quadro de instrumentos Virtual Cockpit com tela de 10,25 polegadas. Opcionalmente, o Q3 Performance pode receber o teto solar elétrico panorâmico "Open Sky".

O Q3 Sportback Performance se diferencia por trazer para-choque dianteiro com o estilo S line e aberturas exclusivas em colmeia na grade frontal. O estilo das rodas de 18 polegadas também é diferenciado para o SUV-cupê. A lista de equipamentos de série é idêntica à do SUV, e nele o teto solar elétrico também é opcional.

O exemplar desta reportagem é um Q3 Performance Black, versão topo-de-linha. Externamente, ele é semelhante à antiga versão Black com o motor 1.4 TFSI, mas possui novos para-choques dianteiros e traseiros de estilo mais agressivo, ao mesmo tempo em que mantém os detalhes em preto-brilhante nas capas dos retrovisores externos, nas longarinas de teto, na grade frontal e nas molduras pela carroceria. Além disso, os para-choques trazem estilo mais agressivo (S line) e as rodas são de 19 polegadas, com pneus 235/50. Os logotipos "quattro" na grade dianteira e na tampa do porta-malas denunciam que esta é a versão 2.0.

Esta versão também traz ajustes elétricos para os dois bancos dianteiros (que incorporam formato mais esportivo), revestimentos em mescla de microfibra e couro sintético, forro de teto em preto, soleiras com a inscrição "S" iluminadas, pedaleiras esportivas, detalhe do painel em alumínio fosco escurecido, volante de base achatada, pacote "Porta-objetos/conveniência" (que adiciona porta-revistas atrás dos bancos dianteiros, compartimento abaixo do banco dianteiro do lado do passageiro, além de luzes na tampa traseira, rede de fixação e tomada de 12 Volts no porta-malas), som com amplificador de 6 canais, potência de 180 Watts e 10 alto-falantes (incluindo subwoofer), controlador de velocidade em descidas e teto solar elétrico panorâmico.

Como opcional, a versão mais completa do Q3 pode receber o Pacote Advanced, que inclui controlador de velocidade de cruzeiro adaptativo (que regula uma distância segura do veículo à frente e traz a função jam assist para condução autônoma em congestionamentos), além do Audi pre sense dianteiro (que executa uma série de ações para reduzir danos físicos aos passageiros em uma eventual colisão), do alerta de saída da faixa de rodagem, da câmera multifuncional e do sistema de som SONOS 3D de 680 Watts com 15 alto-falantes, incluindo subwoofer.

O Q3 Sportback Performance Black incorpora grade dianteira com aberturas em colmeia e estilo exclusivo para as rodas de 19 polegadas, com cinco raios. Assim como o SUV, o Sportback possui vários detalhes externos em preto e as assinaturas S line. O para-choque traseiro desta versão possui "garras" na parte inferior mais agressivas do que na versão Sportback Performance. No modelo SUV-Coupé, o pacote Advanced também é opcional.

Os bancos traseiros podem ser movidos para frente ou para trás em 15 centímetros no Q3 e 13 cm no Q3 Sportback. Ambos contam com porta-malas de 530 litros. Com os encostos dos bancos traseiros rebatidos, o volume passa para 1525 litros no Q3 e 1400 litros no Q3 Sportback.

A linha Q3 2022 está disponível nas cores Branco Ibis (sólida), Laranja Pulse (sólida), Azul Turbo (sólida e exclusiva para as versões Performance Black), Azul Navarra (metálico), Branco Geleira (metálico), Cinza Crono (metálico), Cinza Nano (metálico), Prata Florete (metálico, disponível somente nas versões Prestige e Performance), Preto Mito (metálico), Vermelho Tango (metálico) e Cinza Daytona (perolizado, disponível somente nos modelos Performance Black). Já o revestimento dos bancos pode receber, nas versões Prestige e Performance, uma das seguintes tonalidades: Bege Madrepérola, Marrom Okapi ou Preto. Nos modelos Performance Black, o revestimento é sempre nas cores Preto e Cinza Rocha.


O acabamento interno possui materiais macios ao toque na parte superior do painel e dos forros de porta dianteiros e traseiros, além de porta-objetos do console central e das portas dianteiras com fundo emborrachado, bem como forro de teto em tecido e revestimento de veludo no porta-objeto à esquerda do painel e no porta-luvas.


Em breve, iremos dirigir o Q3 Performance Black 2.0, e faremos uma matéria contando as impressões ao volante do novo modelo! 




Comentários