Fiat Fastback é o grande destaque da marca no Salão de SP


Texto | Júlio Max, de Teresina (PI)
Fotos | Rafael Susae, de São Paulo (SP)

Finalmente, a Fiat revela o carro-conceito Fastback, um segredo que instigou por quase 3 semanas a fio e desvendado somente no primeiro dia de imprensa do Salão de São Paulo. O futuro quarto produto da FCA na fábrica de Goiana (Pernambuco), de onde já saem Fiat Toro, Jeep Renegade e Jeep Compass, foi todo projetado no Design Center Latam, localizado em Betim (MG). Com quatro portas, o modelo traz elementos visuais de utilitário esportivo misturado com a traseira com curvas suaves como a dos coupés, tudo isso numa carroceria que toma como base o monobloco da picape Toro.


O Fastback segue o estilo Wrap Aroud do Toro, dando a sensação de continuidade em seu design, e vai além: a frente, por exemplo, antecipa algumas das modificações que a picape passará daqui a cerca de um ano e meio. O logotipo circular e vermelho da Fiat foi abolido em todas as superfícies, dando lugar ao esquema de letras grandes que até então só aparecia na traseira dos lançamentos da marca. 


O estilo SUV-cupê já não é novidade nas marcas alemãs, como BMW X4 e X6 e Mercedes GLC e GLE Coupé. Mas, ao se materializar, o Fastback será o primeiro SUV Fiat desde o fim do Freemont (que basicamente era um Dodge Journey menos potente) e poderá ser concorrente do Renault Arkana, que utiliza plataforma similar à do Captur.


O interior é puro devaneio, com poucos comandos e um painel "flutuante" onde estão fixados dois monitores translúcidos, um com as informações do quadro de instrumentos e outro da central multimídia. Ao centro, o console traz comandos do ar-condicionado e a partida por botão. Para os amantes de som de qualidade, a parte superior do painel é reservada para alto-falantes.


Comentários